Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/104
Tipo: Dissertação
Título: Mototaxistas: condições de saúde, trabalho e violência no trânsito em uma cidade do interior mineiro.
Autor: PAULA, Getúlio Freitas de 
Primeiro orientador: IWAMOTO, Helena Hemiko
Resumo: Os acidentes de trânsito constituem um dos maiores problemas de saúde pública mundial e a sua ocorrência desencadeia a possibilidade de geração de sequelas ou mesmo o óbito. Esta pesquisa teve como objetivo descrever o perfil sociodemográfico de mototaxistas, suas condições de trabalho, condições de saúde e fatores associados à ocorrência de violência no trânsito no município de Uberaba- MG. Trata-se de um estudo analítico, transversal, com abordagem quantitativa, realizado com 148 mototaxistas. Os dados foram coletados a partir de dois instrumentos estruturados, que avaliava as condições sociodemográficas, de trabalho, de saúde e problemas relacionados ao álcool. Para a análise dos dados utilizou-se o software SPSS versão 20.0. As variáveis categóricas foram analisadas segundo estatística descritiva e para as variáveis quantitativas foram utilizadas medidas descritivas de centralidade e dispersão. Para verificar a associação de fatores sociodemográficos, de trabalho e de saúde com a ocorrência de violência (física, verbal ou psicológica) realizou-se a análise bivariada, a partir do cálculo do teste qui-quadrado de Pearson ou o teste Exato de Fisher. As forças de associação e associações específicas foram verificadas respectivamente, a partir dos valores do coeficiente φ e dos valores de resíduos ajustados. A análise evidenciou associação estatisticamente significativa entre estado civil e ocorrência de violência (p=0,022), entre estado civil e ocorrência de ter sido vítima de violência verbal (p=0,037), entre a atitude comportamental de comunicação com a base e a ocorrência de violência (p=0,024), a comunicação com a base e a ocorrência de acidente de trânsito (p=0,011), o fato de receber multa e a ocorrência de acidentes de trânsito (p=0,005), a frequência alimentar e a ocorrência de violência (p=0,035), a frequência alimentar e a ocorrência de acidentes de trânsito (p<0,001) e os problemas de saúde e a ocorrência de acidentes de trânsito (p=0,006). Desta forma, evidenciou-se que as características comportamentais influenciam preponderantemente no acréscimo de violência entre os profissionais da cidade estudada. A possível dependência de álcool foi constatada a partir da aplicação do teste AUDIT e verificada em 1,4% dos trabalhadores mototaxistas. Espera-se que esta pesquisa possa contribuir para fomentar novas políticas e atuação de profissionais de saúde em especial sobre a saúde dos trabalhadores mototaxistas, a partir da promoção de um empoderamento sobre as legislações de trânsito, conhecimento sobre suas condições de saúde e mudanças de comportamento no trânsito.
Palavras-chave: Riscos ocupacionais
Saúde do trabalhador
Acidentes de trânsito
Violência
Área do CNPQ: Enfermagem
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: PAULA, Getúlio Freitas de. Mototaxistas: condições de saúde, trabalho e violência no trânsito em uma cidade do interior mineiro. 2012. 108 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 20-Dec-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Getulio F Paula.pdf899,59 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.