Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/110
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMoreira, Tassiana Márcia-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8430063338335117por
dc.contributor.advisor1Barbosa, Maria Helena-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5680946454145360por
dc.date.accessioned2015-11-27T18:54:00Z-
dc.date.available2014-02-06-
dc.date.issued2013-01-08-
dc.identifier.citationMOREIRA, Tassiana Márcia. Adaptation and validation of a tool for verifying the surgical patient safety. 2013. 122 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde das Populações) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.por
dc.description.resumoA segurança do paciente nos serviços de saúde assumiu grande relevância nos últimos anos. Dez em cada cem internações hospitalares complicam-se por algum erro e os erros ocorridos em torno da prestação de cuidados cirúrgicos assumem relevância. Diante disso, esta pesquisa teve como objetivos elaborar e validar um instrumento tipo check list para verificar os procedimentos de segurança adotados ao paciente na Unidade de Centro Cirúrgico (UCC) e comparar as médias do escore de segurança cirúrgica com o porte cirúrgico (porte I, II, III e IV), estado clínico do paciente (ASA 1 e ASA 2) e as especialidades cirúrgicas. Trata-se de uma pesquisa metodológica desenvolvida em três fases: fase I com a elaboração do instrumento, denominado neste estudo de Modelo Padrão para Verificação da Segurança Cirúrgica (MP-VSPC); fase II, caracterizada pela validação aparente e de conteúdo do instrumento, pelo julgamento de juízes doutores na área e, na fase III, verificar a validade e confiabilidade do instrumento. Nesta fase foi utilizada como estratégia a confiabilidade interobservadores. Para verificar a validade de constructo do instrumento, os pacientes foram acompanhandos para avaliação do risco de lesões e ocorrência de complicações no pós-operatório imediato. Para testar a confiabilidade interobservadores foi utilizado o Coeficiente de Correlação Intraclasse (ICC) entre os escores obtidos em relação às observações das pesquisadoras e, para verificar a validade de critério do instrumento, foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman. Para verificar se houve diferença entre as médias dos escores de segurança cirúrgica e o porte cirúrgico utilizou-se o teste Anova e, para verificar se houve diferença entre as médias dos escores de segurança cirúrgica e o estado clínico do paciente e as especialidades cirúrgicas, utilizou-se o teste t de student. Os resultados foram considerados significativos em nível de significância de 10 5% (p < 0,05). Quanto à validação aparente e de conteúdo, todas as observações e sugestões feitas pelos juízes foram consideradas relevantes e, por isso, foram realizadas as alterações no instrumento. A análise através do ICC para os escores de segurança cirúrgica mostrou que houve correlação ótima entre os observadores do estudo. A análise de correlação de Spearman mostrou que não houve correlação estatisticamente significativa entre os escores de segurança e o número de complicações. Com relação à média dos escores de segurança cirúrgica e o porte, observou-se que os procedimentos de porte III adotaram mais itens de segurança cirúrgica e, os itens de segurança cirúrgica foram mais seguidos em procedimentos cirúrgicos com os pacientes clinicamente estáveis (ASA1). A otorrinologia foi a especialidade que mais adotou os itens de segurança proposto pelo instrumento deste estudo. Importante destacar que a maioria dos itens de segurança cirúrgica do instrumento MP-VSPC não foram adotados em grande parte dos procedimentos cirúrgicos da Unidade de Centro Cirúrgico, campo de estudo. Os resultados apontam que o instrumento deste estudo é válido e confiável, podendo ser utilizado na prática clínica. Sugere-se que o instrumento seja aplicado em populações maiores, a fim de melhor avaliar suas propriedades métricas.por
dc.description.abstractPatient safety in health care has assumed greater importance in recent years. Ten per cent hospitalizations get complicated for any errors and errors occurring around the provision of surgical care become important. Thus, this study aimed to develop and validate a check list to verify security procedures adopted in the patient Unity Surgical Center (UCC) and compare the mean scores of surgical safety with surgical size (size I, II, III and IV), clinical status (ASA 1 and 2) and surgical specialties. This is a research methodology developed in three phases: phase I with the development of the instrument, this study called Standard Model for Surgical Safety Check, phase II, characterized by face and content validation of the instrument, by trial judges Doctors in the area and, in phase III, to verify the validity and reliability of the instrument. In this phase was used as a strategy to interrater reliability. To verify the construct validity of the instrument, patients were acompanhandos for assessing the risk of injuries and complications in the immediate postoperative period. To test the reliability was used the intraclass correlation coefficient (ICC) between the scores on the observations of the researchers and to verify the criterion validity of the instrument, we used the Spearman correlation coefficient. To verify differences between the mean scores of surgical safety and surgical duration was used ANOVA and to see if there was a difference between the mean scores of surgical safety and clinical status of the patient and surgical specialties, we used the Student t test. Results were considered significant at a significance level of 5% (p <0.05). As for the face and content validation, all comments and suggestions made by Judges were considered relevant and, therefore, changes were made to the instrument. The analysis by the ICC for scores of surgical safety showed that there was good correlation between the observers in the study. The Spearman correlation analysis showed no statistically significant correlation between the scores of security and the number of complications. With respect to the average scores of surgical safety and size, it was observed that the size III procedures adopted more surgical and safety items, safety items were more surgical procedures followed in surgical patients with clinically stable (ASA1). The otorrinologia was the specialty items that took more security instrument proposed by this study. Importantly, most of the items of surgical safety of the instrument in this study were not adopted in most surgical procedures Unity Surgical Center, field of study. The results indicate that the instrument of this study is valid and reliable and can be used in clinical practice. It is suggested that the instrument is applied in larger populations in order to better evaluate their properties metrics.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://localhost:8080/tede/retrieve/356/Dissert%20Tassiana%20M%20Moreira.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Triângulo Mineiropor
dc.publisher.departmentAtenção à Saúde das Populaçõespor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFTMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúdepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCentro Cirúrgico Hospitalarpor
dc.subjectSegurançapor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectSurgery Department, Hospitaleng
dc.subjectSafetyeng
dc.subjectNursingeng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor
dc.titleAdaptação e validação de um instrumento para verificação de segurança do pacientepor
dc.title.alternativeAdaptation and validation of a tool for verifying the surgical patient safetyeng
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Tassiana M Moreira.pdf1,62 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.