Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/114
Tipo: Dissertação
Título: Síndrome de fragilidade: fatores associados e qualidade de vida de idosos residentes na zona urbana
Título(s) alternativo(s): Frailty syndrome: risk factors and quality of life of elderly people living in the urban area
Autor: Pegorari, Maycon Sousa 
Primeiro orientador: Tavares, Darlene Mara dos Santos
Resumo: Fragilidade é compreendida como síndrome de natureza clínica e multifatorial, preditora de desfechos adversos de saúde e impacto negativo na qualidade de vida (QV) de indivíduos idosos. Este estudo objetivou identificar a ocorrência da síndrome de fragilidade em idosos residentes na zona urbana; verificar os fatores associados à condição de fragilidade (F) e pré-fragilidade (PF) e comparar os níveis e os componentes do fenótipo de fragilidade com os escores dos domínios e facetas de QV de idosos. Inquérito domiciliar transversal, observacional e analítico conduzido com 958 idosos residentes na zona urbana do município de Uberaba-MG. Os instrumentos utilizados foram: Questionário Brasileiro de Avaliação Funcional e Multidimensional (BOMFAQ), Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Escalas (Depressão Geriátrica Abreviada, Katz e Lawton), World Health Organization Quality of Life Bref (WHOQOL-BREF), World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD) e Fenótipo de Fragilidade (perda de peso não intencional, autorrelato de fadiga e/ou exaustão, diminuição da força muscular, lentidão na velocidade de marcha e baixo nível de atividade física). Procedeu-se à análise com os testes Coeficiente Phi, Kendall s tau-b, Cramer s V e modelos de regressão logística multinomial e linear múltipla (p<0,05), por meio do programa estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 17.0. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética, parecer nº 2.265. A ocorrência de PF foi de 55,4%, enquanto que a F correspondeu a 12,8%. Consolidaram-se como fatores associados à condição de PF e F, respectivamente: idade cronológica; maior uso de medicamentos e morbidades autorreferidas; incapacidade funcional para atividades instrumentais de vida diária (AIVD) e percepção de saúde negativa. A ausência de companheiro foi associada à PF, enquanto que a hospitalização no último ano, incapacidade funcional para atividades básicas de vida diária (ABVD) e indicativo de depressão à F. A condição de PF foi associada aos menores escores de QV nos domínios físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente, assim como nas facetas funcionamento dos sentidos, 6 autonomia, atividades passadas presentes e futuras e participação social; enquanto que a F nos domínios físico e psicológico e nas facetas autonomia e participação social. Nos idosos pré-frágeis, os componentes do fenótipo de fragilidade que permaneceram associados aos menores escores de QV foram: perda de peso não intencional (domínio psicológico), autorrelato de exaustão e/ou fadiga (domínios físico, psicológico e meio ambiente; e facetas autonomia e participação social), lentidão na velocidade de marcha (domínio físico; exceto o psicológico e a faceta atividades passadas, presentes e futuras em que se observaram maiores escores) e baixo nível de atividade física (domínio meio ambiente e faceta morte e morrer). Naqueles frágeis, associaram-se aos menores escores de QV: perda de peso não intencional (faceta intimidade), autorrelato de exaustão e/ou fadiga (domínios físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente; e facetas atividades passadas, presentes e futuras, participação social e intimidade) e diminuição da força muscular (domínio meio ambiente, exceto faceta intimidade em que se observaram maiores escores) (p<0,05). As condições de PF e F apresentaram elevado percentual de ocorrência associadas a maiores chances para desfechos adversos à saúde e repercussão negativa na QV de idosos.
Resumo: Frailty is understood as a syndrome of clinical and multifactorial nature, which predicts adverse health outcomes and negative impact on elderly individuals quality of life (QOL). The aim of this study was to identify the occurrence of the frailty syndrome in elderly people living in urban areas, as well as to determine factors that associate with frailty (F) and pre-frailty (PF) and compare the levels and components of the frailty phenotype with the domains and facets scores regarding the QOL of the elderly. Cross-sectional observational analytical household survey, conducted with 958 elderly residents in the urban area of Uberaba county of Minas Gerais state. Instruments used: Brazilian Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ), Mini Mental State Examination (MMSE), Scales (Geriatric Depression Scale-Short, Katz and Lawton), World Health Organization Quality of Life-Bref (WHOQOL-BREF), World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD) and Frailty Phenotype (unintentional weight loss, self-reported fatigue and/or exhaustion, reduced muscle strength, slow walking speed and low physical activity). The analysis was then undertaken through Phi coefficient, Kendall's tau-b and Cramer's V tests, in addition to multinomial logistic and multiple linear regression models (p<0.05), given by the Statistical Package for Social Sciences (SPSS), version 17.0. Project approved by the Ethics Committee, Decision nº 2265. The occurrence of PF corresponded to 55,4% of the cases, while F was observed in 12,8%. The following factors showed correlation with PF and F conditions, respectively: chronological age; greater use of medication and self-reported morbidity, functional disability in instrumental activities of daily living (IADL) and poor health perception. The absence of a partner was associated with PF, while hospitalization in the last year, functional disability in basic activities of daily living (ADL) and signs of depression were associated with F. The PF condition was associated with lower QOL scores in the physical, psychological, social relationships and environmental domains, as well as lower scores in the facets of sensory functions, autonomy, past, present and future activities and social participation. The 8 F condition, on the other hand, was associated with lower QOL scores in the physical and psychological domains, as well as lower scores in the autonomy and social participation facets. In the pre-frail older adults, the frailty phenotype components that remained associated with lower QOL scores were: unintentional weight loss (psychological domain), self-reported exhaustion and/or fatigue (physical, psychological and environmental domains, and autonomy and social participation facets), slow walking speed (physical domain, except the psychological, and past, present and future activities facet, which had higher scores) and low level of physical activity (environment domain and death and dying facet). In the frail older adults, lower QOL scores were associated with: unintentional weight loss (intimacy facet), self-reported exhaustion and/or fatigue (physical, psychological, social relationships and environmental domains; and past, present and future activities, social participation and intimacy facets) and reduced muscle strength (environmental domain, except the intimacy facet, which had higher scores) (p<0,05). PF and F conditions showed a high percentage of occurrence associated with higher chances of adverse health outcomes and negative impact on the QOL of the elderly.
Palavras-chave: Idoso fragilizado
Qualidade de vida
Saúde do idoso
Razão de chances
População urbana
Frail elderly
Quality of life
Health of the elderly
Odds ratio
Urban population
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Atenção à Saúde das Populações
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: PEGORARI, Maycon Sousa. Frailty syndrome: risk factors and quality of life of elderly people living in the urban area. 2013. 129 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde das Populações) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 17-Dez-2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissert Maycon S Pegorari.pdf1,59 MBAdobe PDFThumbnail

Visualizar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.