Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/120
Tipo: Dissertação
Título: Distúrbios no padrão do sono e fadiga em pacientes submetidos à cirurgia oncológica gastrointestinal
Título(s) alternativo(s): Sleep pattern and fatigue disturbances in patients undergoing gastrointestinal oncologic surgery
Autor: Almeida, Guilherme Abner Sousa 
Primeiro orientador: Barichello, Elizabeth
Resumo: Pacientes com câncer experimentam diversos sintomas relacionados tanto com a doença em si quanto com o tratamento, como distúrbios do sono e fadiga que causam impacto negativo na qualidade de vida do paciente. O câncer gastrointestinal, um dos mais incidentes no Brasil e no mundo, tem a intervenção cirúrgica como tratamento de escolha para esse tipo de câncer. Portanto, este estudo objetivou avaliar o padrão do sono e fadiga em pacientes com câncer submetidos à cirurgia oncológica gastrointestinal e relacioná-los com as dimensões de qualidade de vida. Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa, realizado com 114 pacientes com câncer gastrointestinal submetidos ao tratamento cirúrgico. A coleta de dados foi realizada no ambulatório de oncologia do hospital Dr. Hélio Angotti, e foram utilizados os instrumentos sociodemográfico e clínico, Índice de Qualidade do Sono de Pittsburg (PSQI), Escala de Fadiga de Piper e o EORTC-QLQ-C30. Na análise de dados, foi utilizado o Statistical Package Social Science (SPSS versão 20), e o valor de 0,05 foi considerado estatisticamente significante. Dos 114 pacientes entrevistados, 74 (64,9%) eram do sexo masculino, 35 (30,7%) tinham entre 60 e 70 anos e 36 (31,6%), entre 50 e 60 anos. Dentre os tipos de câncer gastrointestinal, o colorretal predominou (52,6%). Quanto ao padrão do sono, 43 (37,7%) afirmaram demorar de 16 a 30 minutos para iniciar o sono, o componente distúrbio do sono (1,75) foi o que mais influenciou negativamente a qualidade do sono, e 84 (73,3%) afirmaram realizar cochilos diurnos. A fadiga leve predominou (62,3%) entre os entrevistados, e a dimensão afetiva foi a que teve o maior escore (4,25). A função emocional (52,48) foi a mais afetada entre os domínios do EORTC-QLC-C30. Na análise de regressão linear múltipla, a dor (p=0,068), o tempo da cirurgia (p=0,000) e o tempo do diagnóstico (p=0,013) foram preditivos para os distúrbios do sono. Os distúrbios do sono (p=0,019) e a dor (p=0,000) foram preditivos para a fadiga. Portanto, o cuidado prestado aos sobreviventes do câncer requer uma assistência de qualidade, e que a equipe multiprofissional de saúde tenha conhecimento dos processos biológicos e físicos da doença bem como dos sintomas gerados pelo tratamento do câncer.
Resumo: Cancer patients may experience sleep disturbances and fatigue, caused both by disease and by treatment, that have a negative impact on quality of life. Gastrointestinal cancer, which is prevalent in Brazil and the world, has surgery as the treatment of choice. This study aimed to evaluate sleep pattern and fatigue in cancer patients undergoing gastrointestinal oncologic surgery, and relate them to quality of life dimensions. This is a cross-sectional study with a quantitative approach, involving 114 patients. Data were collected at the oncology outpatient of Dr. Hélio Angotti hospital, and sociodemographic and clinical instruments, Pittsburgh Sleep Quality Index ( PSQI ), Piper Fatigue Scale and EORTC- QLQ - C30 were used . Data were analysed with the Statistical Package for Social Sciences (SPSS version 20 ), and the value of 0.05 was considered statistically significant . Of the 114 patients interviewed, 74 ( 64.9 % ) were male , 35 ( 30.7 % ) had age between 60 and 70, and 36 ( 31.6 % ) between 50 and 60. Among the types of gastrointestinal cancer , colorectal predominated ( 52.6 %). Regarding the pattern of sleep, 43 patients (37.7%) required 16-30 minutes to fall asleep and 84 (73.3%) reported daytime naps; the sleep disturbance component (1.75) was the one which most negatively influenced the quality of sleep. Mild fatigue predominated (62.3%) among respondents, and the affective dimension had the highest score (4.25). The emotional function (52,48) was the most affected domain of the EORTC- QLC - C30 . In multiple linear regression analysis, duration of surgery (p = 0.000) and the time of diagnosis (p = 0.013) were predictive for sleep disorders; pain presented p = 0.068. Sleep disorders (p = 0.019) and pain (p = 0.000) were predictive of fatigue . It is concluded that quality is required by the multidisciplinary health care team in the care provided to cancer survivors, and knowledge of physical and biological processes of disease, as well as of symptoms generated by treatment are important factors.
Palavras-chave: Transtornos do sono
Fadiga
Qualidade de vida
Neoplasias gastrointestinais
Sleep disorders
Fatigue
Quality of life
Gastrointestinal neoplasms
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Atenção à Saúde das Populações
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: ALMEIDA, Guilherme Abner Sousa. Sleep pattern and fatigue disturbances in patients undergoing gastrointestinal oncologic surgery. 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde das Populações) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 19-Dez-2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissert Guilherme AS Almeida.pdf1,72 MBAdobe PDFThumbnail

Visualizar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.