Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/122
Tipo: Dissertação
Título: Indicativo de depressão e fatores associados em idosos da comunidade urbana.
Título(s) alternativo(s): Indication of depression and associated factors in elderly living in urban community.
Autor: Silva, Lilane Maria Alves 
Primeiro orientador: Rodrigues, Leiner Resende
Resumo: O envelhecimento humano traz consigo transformações de ordens diversas e tem se associado à manifestação de doenças crônicas não transmissíveis. Dentre essas doenças, a depressão impacta, substancialmente, a independência e a autonomia dos idosos. Este estudo objetivou descrever o perfil sociodemográfico e econômico, a capacidade funcional, as morbidades autorreferidas e o nível de atividade física entre os idosos com e sem indicativo de depressão; comparar as características sociodemográficas, econômicas, capacidade funcional, morbidades autorreferidas e nível de atividade física entre idosos com e sem indicativo de depressão; e verificar os fatores associados ao indicativo de depressão em idosos da comunidade urbana. Caracterizou-se como estudo observacional, transversal e analítico, cuja amostra foi composta por 980 idosos residentes na área urbana do município de Uberaba, MG, os quais foram divididos em dois grupos: 250 indivíduos com indicativo de depressão e 730 sem indicativo de depressão. Os dados foram coletados com uso de questionário aplicado em forma de entrevista, contendo informações referentes a características sociodemográficas, a morbidades autorreferidas, à presença de declínio cognitivo e de sintomatologia depressiva, à capacidade funcional e ao nível de atividade física. Para tanto, foram utilizados os instrumentos: Questionário Brasileiro de Avaliação Funcional Multidimensional (BOMFAQ), Miniexame do Estado Mental (MEEM), Escala de Depressão Geriátrica Abreviada (GDS 15), Índice de Katz, Escala de Lawton e Brody e Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ), versão longa para idosos. Para análise de dados, foi utilizada estatística descritiva (mediana, máximo e mínimo) e inferencial (Qui-quadrado e regressão logística binária), por meio do programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 17.0, considerando o nível de significância p<0,1. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da UFTM, sob protocolo nº 2265. Em ambos os grupos, com e sem indicativo de depressão, os maiores percentuais concentraram-se em idosos do sexo feminino, na faixa etária de 70&#9500;80 anos, com 1&#9500;5 anos de estudo, que moravam acompanhados, com renda individual de até um salário-mínimo, número de morbidades igual ou superior a cinco, nível de atividade física suficiente e incapacidade funcional para o desempenho de Atividades Básicas de Vida Diárias (ABVDs) e Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVDs). Referente ao estado conjugal, entre aqueles com indicativo de depressão, predominaram os viúvos. Já entre os sem indicativo, houve maior percentual de idosos que moravam com esposo(a) ou companheiro(a). A proporção de idosos com indicativo de depressão correspondeu a 25,5%. Na análise ajustada, permaneceram como preditores do indicativo de depressão: baixa renda; incapacidade funcional para realização de ABVDs e AIVDs; e a presença de cinco ou mais morbidades.
Resumo: Human aging brings several changes and has been associated with the manifestation of chronic non-communicable diseases. Among these diseases, depression impacts substantially on the independence and autonomy of the elderly. This study aimed to describe socio-demographic and economic profile, functional capacity, self-reported morbidity and reported level of physical activity among elderly with and without indication of depression; to compare the socio-demographic characteristics, functional ability, self-reported morbidity and level of physical activity among elderly with and without indication of depression; and to identify factors associated with the indication of depression in elderly living in urban community. This was an observational, cross-sectional and analytical study, whose sample consisted of 980 elderly residents in the urban area of the municipality of Uberaba, MG, which were divided into two groups: 250 individuals with indication of depression and 730 with no indication of depression. Data were collected using a questionnaire applied as an interview, containing information regarding socio-demographic characteristics, self-reported morbidities, presence of cognitive decline and depressive symptoms, functional capacity, and physical activity level. For this, the following instruments were used: Brazilian Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ), Mini Mental State Examination (MMSE), Geriatric Depression Scale (GDS 15) short form, Katz Index of Independence in Activities of Daily Living (ADL), Lawton and Brody Instrumental Activities of Daily Living (IADL) Scale, International Physical Activity Questionnaires Long Form (IPAQ-LF) for the elderly. For data analysis we used descriptive statistics (median, maximum and minimum), and inferential statistics (Chi-square and binary logistic regression), using the Statistical Package for Social Sciences (SPSS), version 17.0, considering the significance level of p<0.1. The project was approved by the Ethics in Human Research Committee of the Federal University of Triangulo Mineiro (UFTM), under protocol # 2265. In both groups, the highest percentages were concentrated in older women, aged 70 &#9500; 80 years, with 1 &#9500; 5 years of schooling, living together with a partner, individual income of up to one minimum wage, number of comorbidities greater than or equal to five, sufficient level of physical activity and functional disability to perform Basic Activities of Daily Living (BADLs) and Instrumental Activities of Daily Living (IADLs). Regarding the marital status, among those with indication of depression predominated widowers. Among those with no indication, there was a higher percentage of elderly living with spouse or partner. The proportion of people indicating depression accounted for 25.5%. In the adjusted analysis, predictors of the indication of depression remained as: low income, disability to perform BADLs and IADLs, and the presence of five or more morbidities.
Palavras-chave: Depressão
Idoso
Atividade motora
Atividades cotidianas
Depression
Aged
Motor Activity
Activities of Daily Living
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Atenção à Saúde das Populações
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: SILVA, Lilane Maria Alves. Indication of depression and associated factors in elderly living in urban community.. 2013. 96 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde das Populações) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 19-Dec-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Lilane M A Silva.pdf1,68 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.