Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/132
Tipo: Dissertação
Título: Prevalência de fatores de risco para doenças cardiovasculares em idosos.
Título(s) alternativo(s): Prevalence of risk factors for cardiovascular disease in elderly.
Autor: Diniz, Marina Aleixo 
Primeiro orientador: Tavares, Darlene Mara dos Santos
Resumo: Introdução: Com o processo de transição demográfica e epidemiológica tem ocorrido o crescimento da população idosa e, consequentemente, mudanças no perfil de morbimortalidade, com destaque para as doenças cardiovasculares. Ainda são escassas as pesquisas sobre os fatores de risco cardiovascular na população idosa de municípios de pequeno porte. Tais pesquisas contribuem para identificar os idosos que possuem maior risco de desenvolver a doença cardiovascular, assim como subsidia os serviços de saúde para desenvolver ações visando à prevenção. Objetivos: Descrever as características sócio-demográficas dos idosos residentes no município de Água Comprida-MG; identificar a prevalência dos fatores de risco para doenças cardiovasculares nos idosos e compará-los com o sexo e a faixa etária dos idosos. Procedimentos Metodológicos: Trata-se de um estudo de prevalência com delineamento observacional, descritivo e transversal. A população foi constituída de 134 idosos. A coleta de dados foi realizada em duas etapas; na primeira utilizou-se a entrevista para obtenção das características sóciodemográficas, prevalência de fatores de risco e aferição de dados antropométricos como peso, altura, circunferência abdominal e a medida da pressão arterial. Na segunda etapa realizou-se a coleta de sangue para dosagem dos exames laboratoriais a fim de verificar o perfil glicêmico e lipídico dos idosos. Para análise dos dados utilizou-se frequência simples, proporção para descrever a prevalência e o teste de qui-quadrado para as comparações (p<0,05). Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Resultados: Obteve-se maior percentual de idosos na faixa etária de 60&#9500;70 anos (50%), sexo feminino (57,5%), cor da pele parda (46,2%) e casados (58,2%). Quanto à faixa de escolaridade, os idosos que nunca estudaram (31,3%) e que estudaram de 4&#9500;8 anos (31,3%) apresentaram mesmo percentual. A maioria não trabalha (76,9%) e, destes 83,5% eram aposentados e 15,5% pensionistas; a renda individual mensal era de um salário mínimo. Os fatores de risco cardiovascular mais prevalentes entre os idosos foram a circunferência abdominal aumentada (77,6%), hipertensão arterial (67,2%), e sedentarismo (59,7%). A comparação entre os sexos evidenciou que as mulheres apresentaram maior prevalência de sedentarismo e aumento de circunferência abdominal do que os homens. Por outro lado, houve maior proporção de alcoolismo entre os homens do que mulheres. Contudo, dentre os 12 fatores de risco investigados, as mulheres idosas apresentaram maior percentual, ainda que não estatisticamente significante, em nove deles. A prevalência de obesidade foi significativamente maior nos idosos com 60&#9500;70 anos em relação às outras faixas etárias. Os idosos de 80 anos e mais apresentaram menor proporção de exames laboratoriais alterados. Conclusão: Observa-se que os idosos do sexo feminino e da faixa etária de 60&#9500;70 anos estão mais vulneráveis ao desenvolvimento das doenças cardiovasculares. O controle de fatores de risco contribui para diminuir a morbimortalidade em idosos e, consequentemente, melhorar a sua qualidade de vida.
Resumo: Introduction: With the demographic and epidemiological transition process has occurred the growth of the elderly population and, consequently, changes in the morbidity and mortality profile, highlighting the cardiovascular diseases. There is little research on cardiovascular risk factors in elderly population of small towns yet. These studies help to identify elderly who have increased risk of developing cardiovascular disease, as well as subsidizes health services to develop actions aimed at prevention. Objectives: To describe the demographic characteristics of elderly residents in the city of Água Comprida-MG; to identify the prevalence of risk factors for cardiovascular disease in elderly people and compare them to sex and age of the elderly. Methodological Procedures: This is a prevalence study with observational, descriptive and transversal design. The study population consisted of 134 elderly. Data collection was performed in two steps; the first used interviews to obtain socio-demographic characteristics, risk factors prevalence and anthropometric data measurement such as weight, height, waist circumference and blood pressure measurement. In the second step, blood samples were collected for execution of laboratory tests to check the glycemic and lipid profiles of the elderly. Data analysis used simple frequency, proportion to describe the prevalence and chi-square test to comparisons (p <0.05). This study was approved by the Ethics in Human Research Committee of Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Results: We obtained a higher percentage of elderly aged 60&#9500;70 years (50%), female (57.5%), brown skin (46.2%) and married (58.2%). About scholarity, there was the same percentage of elderly people who have never studied (31.3%) and those that studied for 4&#9500;8 years (31.3%). The most do not work (76.9%) and, of these, 83.5% were retired and 15.5% pensioners; the individual monthly income was a minimum wage. Cardiovascular risk factors more prevalent among the elderly were increased waist circumference (77.6%), arterial hypertension (67.2%), and sedentary lifestyle (59.7%). Comparison between sexes showed that women had a higher prevalence of physical inactivity and increased waist circumference than men. On the other hand, there were a greater proportion of cases alcoholic men than women. However, among the 12 risk factors examined, older women showed a higher risk, though not statistically significant, in nine of them. Prevalence of obesity was significantly higher in the age group of 60&#9500; 70 years compared to the others. Elderly of 80 years and older had a lower proportion of abnormal laboratory tests. Conclusion: It is observed that elderly female and aged 60&#9500;70 years are more vulnerable to developing cardiovascular diseases. The control of risk factors contributes to reduce morbidity and mortality in elderly and, thus, improve their life s quality.
Palavras-chave: Envelhecimento
Fatores de Risco
Doenças Cardiovasculares
Idoso
Enfermagem
aging
risk factors
cardiovascular disease
elderly
Nursing
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Atenção à Saúde das Populações
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: DINIZ, Marina Aleixo. Prevalence of risk factors for cardiovascular disease in elderly.. 2009. 104 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde das Populações) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 4-Dez-2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marina.pdf3,35 MBAdobe PDFThumbnail

Visualizar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.