Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/21
Tipo: Tese
Título: Neoplasias em 240 necropsias de pacientes HIV positivos, realizadas no Hospital Escola da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.
Autor: Micheletti, Adilha Misson Rua 
Primeiro orientador: Adad, Sheila Jorge
Primeiro co-orientador: Murta, Eddie Fernando Cândido
Resumo: Analisamos a freqüência de neoplasias em 240 necrópsias de pacientes HIV positivos realizadas em 15 anos na UFTM (1989 a 2004), num total de 1620 autópsias. A idade dos pacientes HIV variou de 16 a 69 anos (34,8 ±10,7 anos); 173 (72%) eram do sexo masculino. A idade média dos pacientes HIV com neoplasia foi de 38 ±11,6 anos. Foram encontradas 57 neoplasias em 49 pacientes, 37 benignas e 20 malignas. Houve 5 SK disseminados, 4 LNH primários do SNC, 1 meningioma, 1 mieloma múltiplo, 1 neoplasia mesenquimal maligna da meninge com diferenciação muscular, 12 neoplasias hepáticas (11 hemangiomas e 1 carcinoma hepatocelular), 3 neoplasias gástricas malignas (1 tumor do estroma gastrintestinal e 2 adenocarcinomas), 3 neoplasias intestinais (2 lipomas e 1 adenocarcinoma), 10 leiomiomas uterinos, 1 caso de NIC I e 1, de NIC II, 1 carcinoma in situ da glande, 1 teratoma benigno de ovário e 1 teratoma maligno de testículo, 1 carcinoma embrionário primário do retroperitôneo, 1 lipoma atrial, 5 neoplasias renais (3 adenomas e 2 fibromas medulares), 1 papiloma de bexiga, 4 tumores de glândulas endócrinas (1 adenoma de supra-renal, 1 carcinoma papilífero de tireóide, 1 adenoma folicular de tireóide e 1 adenoma de células de Hürthle de tireóide). As neoplasias consideradas definidoras de SIDA são SK, LNH e carcinoma invasivo do colo de útero. Em nosso material a frequência de SK foi quase a mesma de LNH, 2% e 1,7% do total de necrópsias HIV positivas. Todos os casos de SK foram em pacientes do sexo masculino e 3 eram bi/homossexuais. Todos os LHN eram primários do SNC, do tipo difuso de grandes células B. Não encontramos carcinoma invasivo do colo uterino; encontramos apenas 2 casos de lesões precursoras (1 NIC I e 1 NIC II). As outras neoplasias ocorreram dentro da freqüência e faixa etária esperada para a população geral, exceto 1 adenocarcinoma gástrico em paciente com 29 anos de idade e 1 mieloma múltiplo em paciente com 28 anos. A causa do óbito estava associada à neoplasia em 16 (6,7%) pacientes do total HIV positivo; 4 desses eram apenas portadores do HIV. Ocorreu maior número de neoplasias no período pós-HAART em relação ao pré-HAART, entretanto a diferença não foi estatisticamente significante.
Palavras-chave: HIV
Síndrome da imunodefidiência adquirida
Autopsia
Neoplasias
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Patologia Geral
Programa: Programa de Pós-Graduação em Patologia - Patologia Geral
Citação: MICHELETTI, Adilha Misson Rua. Neoplasias em 240 necropsias de pacientes HIV positivos, realizadas no Hospital Escola da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.. 2007. 75 f. Tese (Doutorado em Patologia Geral) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 4-Mai-2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Patologia - Patologia Geral

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_AdilhaMichelettiDO.pdf1,55 MBAdobe PDFThumbnail

Visualizar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.