Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/26
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação sorológica e epidemiológica para hepatite C dos doadores de sangue do Hemocentro Regional de Uberaba.
Autor: Garcia, Fernanda Bernardelli
Primeiro orientador: Souza, Hélio Moraes de
Resumo: Mesmo após o desenvolvimento e utilização pelos bancos de sangue no Brasil dos testes ELISA de terceira e quarta geração para a detecção do anti-HCV, que apresentam alta sensibilidade em relação aos testes de segunda geração, a especificidade dos testes ainda permanece aquém do desejado. Devido a isso, a triagem sorológica para hepatite C utilizando técnicas imunoenzimáticas pode apresentar reações falso-positivas fazendo com que indivíduos saudáveis tenham que lidar com o estigma de um teste supostamente reagente, podendo comprometer as relações sociais e interferir com as funções diárias até o seu esclarecimento diagnóstico. Tal situação também leva a grande descarte de bolsas de sangue, com perdas financeiras para o Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo de nosso trabalho foi determinar, com base no teste confirmatório, a ocorrência de sorologia positiva para hepatite C, no Hemocentro Regional de Uberaba (HRU) e ainda: conhecer o perfil sorológico para a hepatite C, comparar a sua ocorrência em doadores iniciais e de retorno, analisar as características demográficas e sociais do doador em geral, comparando-as com as dos doadores inaptos por sorologia positiva ou indeterminada para o vírus da hepatite C (HCV) e comparar alterações nos níveis séricos de transaminase glutâmico-pirúvica (TGP) nos doadores aptos e nos inaptos para hepatite C. O trabalho foi realizado a partir do levantamento dos históricos dos doadores nos arquivos do HRU e dos prontuários destes no Hospital Escola (HE) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), nos quais constavam as consultas ao ambulatório de hepatites a que foram encaminhados. Na análise estatística, foi utilizado o teste exato de Fischer ou Qui-quadrado para a comparação entre os grupos e o teste Mc Nemar para a comparação entre os testes de triagem e confirmatório. Os resultados foram considerados significantes quando a probabilidade de rejeição da hipótese de nulidade foi menor do que 5% (p<0,05). No período de novembro de 1992 a dezembro de 2005 foram realizadas 171027 doações de sangue no Hemocentro Regional de Uberaba, das quais 561 apresentaram sorologia não negativa para hepatite C, com prevalência global de 0,33%. Observamos quantidade significativamente maior de doadores novos entre aqueles com inaptidão sorológica para o HCV, o que também foi observado nos candidatos do sexo masculino. Não encontramos diferenças estatisticamente significantes entre os grupos quanto à idade, cor, estado civil e procedência. A avaliação bioquímica por meio da dosagem da TGP evidenciou número significativamente maior de níveis aumentados desta no grupo de inaptos em relação ao grupo controle e níveis ainda mais marcantes naqueles com PCR positiva. Além disso, quando estratificados em doadores iniciais e de retorno, observamos que esse índice foi significativamente maior nos doadores de primeira vez tanto no grupo controle quanto no grupo de inaptos. Dos candidatos com sorologia não negativa, 24,14% (98) foram submetidos a exames confirmatórios pela reação em cadeia da polimerase (PCR), sendo que destes, apenas 34,69% (34) apresentaram resultados positivos.Assim, observamos que um número significativo de doadores inaptos sorológicos, tanto anti-HCV positivos quanto indeterminados, não tiveram confirmada a presença da infecção pelo HCV, concluindo que a inaptidão sorológica para hepatite C no HRU, na maioria das vezes, não corresponde à presença de infecção viral do doador. Selecionar um teste de triagem com o máximo de especificidade (sem comprometer a sensibilidade) e implantar algoritmos e métodos confirmatórios mais seguros diminuiria o número de doadores com reações falso-positivas, evitando assim decorrências indesejáveis aos serviços de hemoterapia e aos doadores de sangue.
Resumo: Even though the development and use by Blood Banks in Brazil of ELISA s tests of third and fourth generation for the detection of anti-HCV with higher sensitivity in relation to the tests of second generation, the specificity of those tests still remains below of the desired one. Therefore, the serological screening for hepatitis C using enzyme immunoassays can present false-positive reactions and lead healthful individuals to have to deal with the stigma of a supposed reacting test, being able to compromise the social relations and to intervene with the daily functions until its diagnostic elucidation. Such situation also takes the discarding of great number of blood bags, with financial losses for the SUS. The aim of our work was to study the serological profile it hepatitis C and to compare its occurrence in first time and repeat donors of the Hemocentro Regional de Uberaba (HRU); to analyze the demographic and social characteristics of the donor in general and to compare with those inapt for positive or undetermined serology for the virus of hepatitis C (HCV); to compare alterations in the levels of transaminase glutamic-pyruvic (TGP) between the apt donors and inapt donors for hepatitis C and to search, on the basis of the confirmatory test, the prevalence of positive serology for hepatitis C, from November of 1992 to December of 2005. The work was carried out using the descriptions of the donors in the archives of the HRU and of handbooks of those who were directed to the hepatitis clinic in University Hospital. For the statistics analysis, the exact test of Fischer or Qui-square for the comparison between the groups was used and the test Mc Nemar for the comparison between the screening tests and the confirmatory one. The results were considered significant when the probability of rejection of the nullity hypothesis was lesser than 5% (p<0,05). In the period of November of 1992 until December of 2005, were done 171027 blood donations in the HRU. Of these, 561 presented not negative serology for hepatitis C, with global occurrence of 0,33%. We observed significantly bigger amount of first time donors between those with serological inaptitude for the HCV when compared with the apt donors, what also was observed in the candidates of the masculine sex. We did not find significant statistical differences between the groups relating the age, color, civil state and place of residence. The biochemist evaluation by dosage of the TGP evidenced bigger number of elevated levels of the enzyme in the inapt in relation to the control group. Moreover, when divided in first time and repeat donors, we observed that this index was significantly higher in the first time donors both in the control and in inapt group. Of the candidates with not negative serology, 24,14% (98) were submitted to the confirmatory examinations for the reaction in chain of polymerase (PCR), and only 34,69% (34) presented positive result. Thus, we observed that a significant number of serological inapt donors, as much anti-HCV positive as indeterminate, had not confirmed the presence of the infection for the HCV, concluding that many times the serological ineptitude for hepatitis C in the HRU does not correspond to the presence of viral infection of the donor. Selecting a test of screening with the maximum of specificity (without compromising sensitivity) and implanting more secure algorithms and confirmatory methods would diminish the number of donors with false-positive reactions having thus prevented results undesirable to the Blood Banks and to the blood donors.
Palavras-chave: Hepatite C
Doador de sangue
Triagem sorológica
Teste confirmatório
Hepatitis C
Donor Selection
Blood donor
Serological Screening
Confirmatory test
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::ANATOMIA PATOLOGICA E PATOLOGIA CLINICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Patologia Geral
Programa: Programa de Pós-Graduação em Patologia
Citação: GARCIA, Fernanda Bernardelli. Avaliação sorológica e epidemiológica para hepatite C dos doadores de sangue do Hemocentro Regional de Uberaba.. 2006. 220 f. Dissertação (Mestrado em Patologia Geral) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 28-Aug-2006
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fernandamestr.pdf3,63 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.