Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/45
Tipo: Dissertação
Título: Sensibilidade e especificidade dos testes sorológicos para doença de Chagas usados na triagem sorológica de doadores de sangue.
Autor: Silva, Márcia Maria Ferreira 
Primeiro orientador: Souza, Hélio Moraes de
Primeiro co-orientador: Giraldo, Luis Eduardo Ramirez
Resumo: Justificativa e objetivos: Atualmente, um dos maiores problemas na triagem sorológica de doadores de sangue para doença de Chagas é a ocorrência de reações indeterminadas, o que faz com que muitos indivíduos sadios sejam rotulados como portadores de uma doença grave. O presente trabalho tem o objetivo de analisar o perfil sorológico para doença de Chagas dos doadores do Hemocentro Regional de Uberaba (HRU) e avaliar a sensibilidade e a especificidade dos testes empregados. Casuística e Métodos: O trabalho foi realizado a partir da análise dos históricos dos doadores que compareceram ao HRU entre 2000 e 2005, dos quais foram coletados dados sócio-demográficos. Das 95.990 doações realizadas neste serviço, 269 apresentaram sorologia não-negativa para doença de Chagas. Destes, foram convocados 30 doadores positivos e 30 indeterminados para a repetição de testes sorológicos (ELISA, HAI e IFI), realização de um teste parasitológico e avaliação epidemiológica. Foi analisado ainda, um grupo de doadores do HRU negativos para a doença de Chagas (grupo controle). A análise estatística foi feita através de estatística descritiva, dos testes de comparação de proporções (Z) e do Qui-quadrado (X2), cálculos dos coeficientes de sensibilidade e especificidade e do índice Kappa para a análise de concordâncias entre os testes. Resultados: A ocorrência de doadores não-negativos para doença de Chagas, no Hemocentro Regional de Uberaba foi de 0,28% nos últimos seis anos. Quanto às características sócio-demográficas, no grupo dos positivos houve predomínio de doadores novos (99%), brancos (66%), com idade superior a 30 anos (81%), procedentes de regiões endêmicas (96%) e exercendo profissões semi-qualificadas (43%). Observou-se que entre os 30 doadores com sorologia indeterminada, 28 (93%) apresentaram-se negativos nos quatro testes realizados, um foi positivo no teste de ELISA e o outro permaneceu indeterminado pela técnica de HAI. O conjunto de testes que apresentou melhor concordância foi ELISA x HAI (Kappa= 0,66).A repetição das técnicas sorológicas revelou 100% de sensibilidade para os três testes sorológicos e especificidade de 96,6% para o ELISA e 100% para HAI e IFI. Conclusão: A ocorrência de reações sorológicas indeterminadas entre doadores de sangue, ainda que relativamente baixa, como mostra nosso estudo, reforça a necessidade de persistirmos na busca por métodos laboratoriais alternativos, de baixo custo e alta reprodutibilidade, que tenham sensibilidade e especificidade de 100% e que possam ser utilizados em associação com testes sorológicos, visando compensar as possíveis falhas destes testes. Isto protegeria o receptor de uma transfusão de sangue chagásico e eliminaria as reações falso-positivas, evitando assim o desperdício de bolsas de sangue e a exclusão de doadores falsamente inaptos.
Resumo: Justification and purpose: Currently, one of the biggest problems in the serological screening of blood donors in respect to Chagas disease is the occurrence of indeterminate reactions, what makes to many healthy individuals as owners of a serious illness. This paper aims to evaluate the serological profile of Chagas disease of donors at Uberaba Blood Center and the sensitivity and the specificity of the employed tests. Casuistry and Methods: The work was carried out through the analysis of descriptions of blood donors that had appeared in the Uberaba Blood Center between the years 2000 to 2005, of which were collected partner-demographic data. Of the 95,990 donations carried through in this period, 269 had presented not negative serology for Chagas disease. Of these, 30 positive and 30 indeterminate blood donors were convoked for the repetition of serological tests (ELISA, HAI and IFI), accomplished of a parasitological test and an epidemiologic evaluation. It was also analyzed a group of negative donors concerning Chagas disease (control group). The statistics analysis was made through descriptive statistics, tests of comparison of proportions (z) and chi-square (X2), calculations of the coefficients of sensitivity and specificity and Kappa index for the analysis of agreement among the tests. Results: The occurrence of not negative donors for Chagas disease at Uberaba Blood Center it was of 0,28% in the last six years. Concerning the partner-demographic characteristics, in the group of the positives there was predominance of first-time donors (99%), whites (66%), over 30-year-old (81%), originary at endemic regions (96%) and carrying out low-qualified professions (43%). It was observed that among the 30 donors with undetermined serology, 28 (93%) presented negative results in the four tests carried out, one was positive in the ELISA test and the other remained indeterminate for the HAI technique. The set of tests that presented the best agreement was ELISA x HAI (Kappa= 0,66).The repetition of the serological techniques disclosed 100% of sensitivity for the three serological tests and specificity of 96,6% for ELISA and 100% for HAI and IFI. Conclusion: The occurrence of undetermined serological reactions among blood donors, despite relatively low as it shows our study, strengthens the necessity to persist in the search for alternative laboratorial methods, of low cost and high reproducibility, with sensitivity and specificity of 100% and that can be used in association with serological tests, aiming to compensate the possible imperfections of these tests. This would protect the receiver of the transfusion of chagasic blood and would eliminate the false-positive reactions, thus preventing the wastefulness of blood bags and the exclusion of falsely inapt donors.
Palavras-chave: Doença de Chagas transfusional
Reações sorológicas indeterminadas
Sensibilidade e especificidade de testes sorológicos
Transfusional Chagas disease
Indeterminate serological reactions
Sensitivity and specificity of serological test
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::ANATOMIA PATOLOGICA E PATOLOGIA CLINICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Patologia Clínica
Programa: Programa de Pós-Graduação em Patologia
Citação: SILVA, Márcia Maria Ferreira. Sensibilidade e especificidade dos testes sorológicos para doença de Chagas usados na triagem sorológica de doadores de sangue.. 2006. 106 f. Dissertação (Mestrado em Patologia Clínica) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
Data do documento: 27-Nov-2006
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_MarciaMariaME.pdf535,62 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.