Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/50
Tipo: Dissertação
Título: Análise cromossômica dos linfócitos do sangue periférico e dos polimorfismos do gene de reparo do DNA XRCC1 em indivíduos com anemia falciforme.
Autor: ALVES, Polyanna Miranda 
Primeiro orientador: ANTUNES, Lusânia Maria Greggi
Primeiro co-orientador: MARTINS, Paulo Roberto Juliano
Resumo: A anemia falciforme é uma desordem causada pela substituição de um único nucleotídeo no gene da β-globina. A heterogeneidade clínica observada nos pacientes com anemia falciforme tem sido atribuída aos fatores ambientes e genéticos. Os pacientes com anemia falciforme estão sujeitos ao aumento do estresse oxidativo, especialmente nas crises vaso-oclusivas e síndrome torácica aguda. Outra possível causa do estresse oxidativo na anemia falciforme são as altas concentrações de ferro no plasma dos pacientes. O aumento do estresse oxidativo poderia ser um fator de risco relevante para a mutagênese e carcinogênese. Estudos sobre a frequência de aberrações cromossômicas em linfócitos de pacientes com anemia falciforme não foram relatados até o momento. Para contribuir com o entendimento do papel dos diferentes biomarcadores e sua relação com as manifestações clínicas extremamente variáveis na anemia falciforme, nós investigamos a freqüência de danos cromossômicos e a distribuição do gene de reparo do DNA XRCC1 e sua influência sobre os danos cromossômicos em pacientes e voluntários sadios. As amostras de sangue foram obtidas de 15 paciente e 15 voluntários sadios. Os resultados mostram que os pacientes apresentam um marcado decréscimo nos valores de índice mitótico, comparados com os voluntários e um aumento na porcentagem de metáfases com aberrações cromossômicas. No ensaio de sensibilidade genotóxica, os danos cromossômicos induzidos pela cisplatina nos linfócitos dos pacientes foram significativamente maiores do que a freqüência mensurada nos voluntários sadios. As freqüências alélicas para o 194Trp e 399Gln não foram estatisticamente diferentes entre pacientes e voluntários. Não existiram evidências da influência de qualquer dos alelos estudados sobre a resposta de aberrações cromossômicas ou aumento na sensibilidade do DNA, exceto uma tendência de aumento nos indivíduos Arg/Gln.
Resumo: Sickle cell disease is an inherited disorder caused by a single nucleotide substitution in the β-globin gene. The clinical heterogeneity observed in sickle cell disease patients has been attributed to environmental and genetic factors. Patients with sickle cell disease are subjected to increased oxidative stress, particularly during vaso-occlusive crises and acute chest pain. Another possible cause of the oxidative stress in sickle cell diseases is the high concentrations of iron in the patients´ plasma. The increase in oxidative stress could be a relevant risk factor for mutagenesis and carcinogenesis. Studies on the frequency of chromosomal aberrations in cultured lymphocytes from sickle cell disease patients have not been reported so far. In order to contribute to the understanding of the role of the different biomarkers and their relationship with the extremely variable clinical manifestation of sickle cell disease, we investigated the frequency of chromosome damage in patients and the distribution of the DNA repair gene XRCC1 and its influence on chromosomal damage in sickle cells patients and healthy volunteers. Human blood samples were obtained from 15 patients and 15 healthy volunteers. The results show that patients presented a marked decrease in the mitotic index values compared with healthy volunteers and an increased percentage of aberrant metaphases. In the cytogenetic challenge assays, cisplatin-induced chromosomal damage in lymphocytes from patients was significantly higher than the frequency measured in healthy volunteers. The allele frequencies for 194Trp or 399Gln were not statistically different from patients and volunteers. There was no evidence that any of the alleles studied influenced the response to chromosomal aberrations or increased DNA sensitivity, except for an increased tendency in Arg/Gln individuals.
Palavras-chave: Aberração cromossômica
Anemia falciforme
Cisplatina
Chromosome aberrations
Anemia, Sickle cell
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::ANATOMIA PATOLOGICA E PATOLOGIA CLINICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Patologia Clínica
Programa: Programa de Pós-Graduação em Patologia
Citação: ALVES, Polyanna Miranda. Análise cromossômica dos linfócitos do sangue periférico e dos polimorfismos do gene de reparo do DNA XRCC1 em indivíduos com anemia falciforme.. 2007. 99 f. Dissertação (Mestrado em Patologia Clínica) - Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 16-Feb-2007
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_PolyannaMAlvesME.pdf613,74 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.