Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/667
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorAZEVEDO, Roberta Adalgisa Gê- Acaiaba de-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0937562879066273por
dc.contributor.advisor1CAVALCANTI, Jauranice Rodrigues-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8945103097804336por
dc.date.accessioned2019-06-04T18:47:48Z-
dc.date.issued2019-02-20-
dc.identifier.citationAZEVEDO, Roberta Adalgisa Gê- Acaiaba de. Projeto de letramento: o ensino da leitura e da escrita como práticas emancipadoras no nono ano do ensino fundamental II. 2019. 165f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Programa de Mestrado Profissional em Letras, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019.por
dc.description.resumoEste estudo tem como foco promover, analisar e descrever a execução e as implicações de um projeto de letramento em uma turma de 9º ano do Ensino Fundamental II de uma escola na cidade de Bom Despacho, Minas Gerais (MG). Assim, dando ênfase à concepção de leitura como uma forma de interação e à escrita como um processo de interlocução, a pesquisa em questão centra-se na compreensão de que a linguagem é inerente ao ser o humano e o constitui como sujeito ativo em seu meio social, fornecendo-lhe bases para intervenção consciente e emancipadora em seu espaço, dando-lhe a possibilidade de “construir-se” concomitantemente à construção da sociedade em que vive. Assume-se, também, o letramento como uma prática social, que ocorre em diferentes contextos históricos, sociais e culturais. Assim, a presente pesquisa entende e defende que, enquanto prática social, o letramento reflete muito mais que habilidades de leitura e escrita, ele é antes de tudo uma possibilidade de ação e reflexão sobre o mundo, que faz uso de práticas de leitura e de escrita que possibilitam promover a emancipação social do sujeito. Logo, guiado pelos ensinamentos de Oliveira, et al (2014), Kleiman (2002), Soares (2003), Freire (2002), Brito (2015), Bunzen (2006), Bakthin (1997), Geraldi (1997) e Street (2014), o projeto de letramento realizado nessa turma do 9º ano objetivou mostrar que, quando desenvolvido na perspectiva “ideológica” (Street, 2014), o letramento está imbricado de valores sociais e democráticos, favorecendo o desenvolvimento do sujeito social. Para atingir tal objetivo, a partir de uma investigação (enquete) acerca dos anseios e necessidades dos alunos envolvidos na pesquisa, foi selecionado o tema preconceito racial e partindo dele várias práticas de uso da leitura e escrita foram desenvolvidas dentro e fora do ambiente escolar, tais como: pintura, danças, programas de rádio, pesquisas, panfletagem, entre outras. A pesquisa atingiu seus objetivos na medida em que o projeto de letramento desenvolvido permitiu aos sujeitos que dele participaram atuar de forma protagonista e significativa na sociedade em que vivem.por
dc.description.abstractEste estudio tiene como enfoque promocionar, analizar y describir la ejecución y las implicaciones de un proyecto de letramiento en un salón del último año de secundaria ( en Brasil 9º año de Enseñanza Fundamental II) de una escuela de la ciudad de Bom Despacho, en el estado de Minas Gerais (MG) en Brasil. De este modo, dando énfasis a la concepción de la lectura como una forma de interacción y a la escrita como un proceso de interlocución. La investigación en este caso, centrase en la compresión de que un lenguaje es inherente al ser humano y lo constituye como sujeto activo en su medio social, proporcionándole bases para la interacción consciente e emancipadora en su espacio, dándole la oportunidad de “construirse” al mismo tiempo a la construcción de la sociedad en que vive. Se supone, también, que el letramiento como una práctica social, que ocurre en diferentes contextos históricos, sociales y culturales. De este modo, la presente investigación entiende y defiende que, mientras como practica social, el letramiento refleja mucho más que la habilidad de lectura y escrita, es una posibilidad de acción y reflexión acerca del mundo, que uno hace de las prácticas de lectura y escrita que posibilitan promocionar la emancipación social del sujeto. Después, guiado por las enseñanzas de Oliveira, et al (2014), Kleiman (2002), Soares (2003), Freire (2002), Brito (2015), Bunzen (2006), Bakthin (1997), Geraldi (1997) y Street (2014), el proyecto de letramiento realizado en el salón del 9º año de secundaria tuvo como objetivo mostrar que cuando se desarrolla en la perspectiva “ ideológica” (Street ,2014), el letramiento está inmerso de valores sociales y democráticos, favoreciendo el desarrollo del sujeto social. Para alcanzar tal objetivo, a partir de una investigación (encuesta), acerca de los anhelos y necesidades de los alumnos involucrados en la investigación, fue seleccionado el tema prejuicio racial y partiendo de él varias prácticas del uso de la lectura y escrita fueron desarrolladas adentro y afuera del ambiente escolar, tales como: pintura, danza, programas de radio, investigaciones, repartición de volantes, entre otros. La investigación alcanza sus objetivos en la medida en que el proyecto de letramiento desarrollado ha permitido a los sujetos que de él participan actuar de forma protagónica y significativa en la sociedad en que viven.spa
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://bdtd.uftm.edu.br/retrieve/4234/Dissert%20Roberta%20A%20G%20A%20Azevedo.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Triângulo Mineiropor
dc.publisher.departmentInstituto de Educação, Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais - IELACHS::Curso de Graduação em Letraspor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFTMpor
dc.publisher.programPrograma de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacionalpor
dc.relation.referencesAMBROSINI, Tiago Felipe. Educação e emancipação humana: uma fundamentação filosófica. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.47, p.378-391 Set.2012 - ISSN: 1676-2584. ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 1995. ALVES-MAZZOTTI, Alda J.; GEWANDSNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. 2 ed. São Paulo: Pioneira, 1999. ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da educação. 2ª Ed. São Paulo: Moderna, 1996. BAKHTIN, Mikhail Mjkhailovitch, Estética da criação verbal.[tradução feita a partir do francês por Maria Emsantina Galvão G. Pereira revisão da tradução Marina Appenzellerl. 2’ ed.São Paulo Martins Fontes, 1997. (Coleção Ensino Superior) BORTONI-RICARDO, S.M.O Professor pesquisador: Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola, 2008. BRITTO, Luiz Percival Leme. Inquietudes e desacordos: a leitura além do óbvio. Campinas: Mercado das Letras, 2012. __________________________. No lugar da leitura – biblioteca e formação [recurso eletrônico]. Rio de Janeiro: Edições Brasil Literário, 2015. BUNZEN, Clecio; MENDONÇA, Márcia. (orgs.).Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006. CÂNDIDO, Antônio. In: FESTER, A.C.Ribeiro (org). Direitos humanos e literatura. São Paulo: Brasiliense, 1989. CAFIERO, Delaine. Leitura como processo: caderno do professor. Belo Horizonte: Ceale/FaE/UFMG, 2005. - (Coleção Alfabetização e Letramento). COLELLO, Sílvia M. Gasparian. A escola que (não) ensina escrever. São Paulo: Summus editorial, 2012. DELORS, Jacques; International Commission on Education for the twenty-first Century. Educação: um tesouro a descobrir, relatório para a UNESCO da Comissão Internacional para Educação para o Século XXI. Paris: UNESCO, 1996. Tradução: TEIXEIRA, Guilherme João de Freitas. FIAD, Raquel Salek. Escrever é reescrever. Belo Horizont e, Ceale/FaE/UFMG, 2 006. FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido.17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. _____________Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2002. GADOTTI, Moacir. Concepção dialética da educação: um estudo introdutório. 10ª ed. São Paulo: Cortez, 1996. GERALDI, João Wanderley. O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 1984. GERALDI, João Wanderlei. Portos de Passagem.4.ed.São Paulo: Martins Fontes, 1997. KATO, Mary. O aprendizado da leitura. São Paulo: Martins Fontes, 1990. KLEIMAN, Ângela (Org.). Os significados do letramento. Campinas: Mercado das Letras, 1995. ________________. Oficina de leitura: teoria e prática. Campinas, SP: Pontes, 2002a. ________________. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. 8ª ed. Campinas, SP: Pontes, 2002b. ________________. Os estudos de letramento e a formação do professor de língua materna. Linguagem em (Dis)curso – LemD, v. 8, n. 3, p. 487-517, set./dez. 2008 ________________. Projetos de letramento na educação infantil. p. 1-10.Revista CAMINHOS EM LINGUÍSTICA APLICADA, UNITAU. Volume 1, Número 1, 2009. KOCH, Ingedore, Villaça. O texto e a construção dos sentidos. 9ª ed. São Paulo: Contexto, 2007. KOCH, Ingedore Villaça e ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto. 2.ed., 2ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008. LAJOLO, Marisa. O texto não é pretexto: será que não é mesmo? In: ZILBERMAN, Regina; RÖSING, Tânia (Org.). Escola e leitura: velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global, 2009. p. 17-40. MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: Gêneros Textuais e ensino. Organizado por Ângela Paiva Dionísio, Anna Rachel Machado e Maria Auxiliadora Bezerra. 3ed. – Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão.São Paulo: Parábola Editorial, 2008. MASSINI, Gladis e CAGLIARI, Luiz Carlos. Diante das letras: a escrita na alfabetização. Campinas: Mercado das Letras, 1999. OLIVEIRA, Maria do Socorro, TINOCO, Glícia M. Azevedo de M. e SANTOS, Ivoneide Bezerra de Araújo. Projetos de letramento e formação do professor de língua materna. Natal: EDUFRN, 2014. Pimentel, Graça. Oficinas Culturais. – Brasília: Universidade de Brasília, 2009. ROJO, R. Letramento e capacidades de leitura para a cidadania. São Paulo: Rede do Saber/CENP_SEE-SP, 2004. RUIZ, E. Como se corrige redação na escola. São Paulo: Mercado das Letras, 2001. STREET, Bryan. Letramentos sociais: Abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2014. _______________ Políticas e práticas de letramento na Inglaterra: uma perspectiva de letramentos sociais como base para uma comparação com o Brasil. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.brAcesso em 29/12/2017. SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 2ª ed. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2001. _______________Alfabetização e letramento. São Paulo: Contexto, 2003. _______________Linguagem e escola.2ª ed. São Paulo: Ática, 1986. SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. 6ª ed. Porto Alegre: ArtMed, 1998. SOUZA FILHO, Marcílio Lira de. Relações entre aprendizagem e desenvolvimento em Piaget e em Vygotsky: dicotomia ou compatibilidade? Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 8, n. 23, p. 265-275, jan./abr. 2008. TEITELBAUM, Kenneth e APPLE, Michael. John Dewey. Currículo sem Fronteiras, v.1, n.2, pp. 194-201, Jul/Dez 2001.ISSN 1645. TONET, Ivo. Atividades educativas emancipadoras. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 9, n. 1, p. 9-23, jan./jun. 2014 Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa Acesso em 02/06/2017. TRAVAGLIA, Luis Carlos. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2º graus. 8ed. São Paulo: Cortez, 2002. WESTBROOK, Robert B.Jonh Dewey. Anísio Teixeira, José Eustáquio Romão,Verone Lane Rodrigues (org.). – Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectPráticas de leitura e escrita.por
dc.subjectLetramento ideológico.por
dc.subjectProjeto de letramento.por
dc.subjectPrácticas de lectura y escrita.spa
dc.subjectLetramiento ideológico.spa
dc.subjectProyecto de letramiento.spa
dc.subject.cnpqLetraspor
dc.titleProjeto de letramento: o ensino da leitura e da escrita como práticas emancipadoras no nono ano do ensino fundamental IIpor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Roberta A G A Azevedo.pdfDissert Roberta A G A Azevedo7,39 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons