Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/862
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorNOGUEIRA, Jéssica Karen Alves-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5337838816251189por
dc.contributor.advisor1MARTINS, Lislei Jorge Patrizzi-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7495633886796120por
dc.date.accessioned2019-09-13T17:49:30Z-
dc.date.issued2018-07-30-
dc.identifier.citationNOGUEIRA, Jéssica Karen Alves. Efeito de um treinamento sensório-cognitivo-motor na funcionalidade de idosos fisicamente ativos. 2018. 71f . Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018 .por
dc.description.resumoO aumento da população idosa somado às alterações fisiológicas do processo de envelhecimento e estilo de vida geram grupos de idosos com diferentes graus de funcionalidade e independência. Estratégias distintas de intervenção são necessárias para alcançar os diferentes grupos de idosos, no entanto, a maioria dos estudos direciona suas propostas de intervenção para os grupos de idosos com perdas funcionais incapacitantes e com dependência. Propostas de intervenção para grupos de idosos fisicamente ativos, independentes e com perdas funcionais não incapacitantes são desafiadoras e, ao mesmo tempo, necessárias, visto que este perfil de idosos é crescente. Neste sentido, as intervenções que utilizam os conceitos de dupla tarefa, ou seja, intervenções que envolvem a execução de duas ou mais tarefas simultaneamente, parecem ser uma opção para o último grupo de idosos citado. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos de uma proposta de treinamento envolvendo os conceitos da dupla tarefa e os aspectos sensório, cognitivo e motor em um grupo de idosos fisicamente ativos. Inicialmente, realizou-se uma revisão sistemática da literatura nas bases de dados PubMed, Web of Science e Scopus, para analisar ensaios clínicos que avaliaram a associação entre as intervenções realizadas dentro do conceito de dupla tarefa e as habilidades físicas de idosos. Trinta e seis estudos foram incluídos na revisão e comprovaram ampla variedade de protocolos de dupla tarefa demonstrando ganho no desempenho da marcha, equilíbrio e mobilidade de idosos, independente da condição de saúde. Por outro lado, a revisão mostrou haver uma escassez de estudos sobre aspectos como força, flexibilidade e condicionamento aeróbico, e de estudos para a população de idosos fisicamente ativos. Assim sendo, foi realizado também um ensaio clínico randomizado controlado, com onze (11) idosos fisicamente ativos, divididos nos grupos de intervenção convencional e intervenção sensório-cognitivo-motor (SCM). Foram avaliados aspectos físicos e cognitivos da funcionalidade, assim como a funcionalidade global e a qualidade de vida. As análises mostraram que ambas as intervenções atingiram resultados similares em alguns aspectos físicos e cognitivos da funcionalidade, assim como na funcionalidade global e qualidade de vida. Mas o treinamento SCM atingiu aumento significante e clinicamente relevante do equilíbrio, assim como aumento clinicamente relevante das capacidades respiratórias e da cognição (habilidade visuoespacial, memória episódica e velocidade de processamento).por
dc.description.abstractThe increase in the elderly population added to the physiological changes of the aging process and lifestyle, generate groups of elderly people with different degrees of functionality and independence. Different intervention strategies are necessary to reach the different groups of the elderly, however, most of the studies direct their intervention proposals to the groups of elderly people with incapacitating and dependent functional losses. Intervention proposals for physically active, independent and non-disabling elderly functional groups are challenging and at the same time necessary, as this profile of the elderly is increasing. In this sense, interventions that use dual-task concepts, that is, interventions involving the execution of two or more tasks simultaneously, seems to be an option for the last group of elderly people mentioned. The objective of this study was to investigate the effects of a proposed intervention involving the concepts of dual task and the sensory, cognitive and motor aspects in a group of physically active elderly. Initially a systematic review of the literature was performed in the PubMed, Web of Science and Scopus databases to analyze clinical trials that assessed the association between the interventions performed within the dual task concept and the physical abilities of the elderly. Thirty-six studies were included in the review and demonstrated a wide variety of dual-task protocols demonstrating gains in gait performance, balance and mobility of the elderly, regardless of health status. On the other hand, the review has shown a shortage of studies on aspects such as strength, flexibility and aerobic conditioning, and studies for the active elderly population. Thus, a randomized controlled clinical trial was conducted with eleven (11) physically active elderly, divided into the conventional intervention and sensory-cognitive-motor intervention (SCM) groups. Physical and cognitive aspects of functionality, as well as global functionality and quality of life were evaluated. Analyzes showed that both interventions achieved similar results in some physical and cognitive aspects of functionality, as well as overall functionality and quality of life. However, the SCM intervention showed a significant and clinically relevant difference for balance, as well as a clinically relevant difference for respiratory pressures and cognition (visuospatial ability, episodic memory and processing speed).eng
dc.description.abstractAs intervenções em dupla tarefa têm sido propostas para ganho da mobilidade no idoso, no entanto, as propriedades do treinamento ainda não foram extensivamente avaliadas e resumidas. O presente trabalho teve o objetivo de fazer um levantamento sistemático dos protocolos de intervenção em dupla tarefa aplicados a idosos e apresentar as características destes protocolos, as características das populações estudadas e as capacidades físicas alcançadas de forma eficaz pelos protocolos. Para isso, realizou-se uma revisão sistemática da literatura nas bases de dados PubMed, Web of Science e Scopus, para analisar ensaios clínicos que avaliaram a associação entre as intervenções realizadas dentro do conceito de dupla tarefa (DT) e as habilidades físicas de idosos. Foram extraídos os dados de 36 estudos publicados entre 2013 a 2018, em inglês e português. Os resultados revelam existir grande variedade de protocolos de DT, que envolvem principalmente a adição de uma tarefa secundária (motora ou cognitiva) ao treinamento motor base. A maioria dos estudos abordou idosos saudáveis e independentes, desses, apenas um estudo trata de idosos fisicamente ativos. Os protocolos de DT demonstram que, de forma geral, melhoram o desempenho na marcha, equilíbrio e mobilidade, tendo sido encontrados poucos estudos nos aspectos de força, flexibilidade e condicionamento aeróbico. Portanto, as evidências comprovam que existe uma grande variedade de protocolos de DT com benefícios no desempenho na marcha, equilíbrio e mobilidade de idosos.por
dc.description.abstractOs idosos fisicamente ativos possuem capacidades físicas e mentais mais conservadas do que idosos sedentários. Para a obtenção de ganhos funcionais, as intervenções propostas para o grupo com este perfil devem ser elaboradas de forma mais criteriosa. Pretendeu-se, com este estudo, avaliar o efeito de um treinamento funcional envolvendo os componentes sensoriais, cognitivos e motores com base nos conceitos de dupla tarefa, na funcionalidade de idosos fisicamente ativos. Para isso, um ensaio clínico randomizado controlado foi desenvolvido, com onze (11) idosos fisicamente ativos frequentadores do Centro de Convivência da Terceira Idade de Patos de Minas – MG, divididos entre grupos de intervenção convencional e intervenção sensório-cognitivo-motora (SMC), que foi realizado em uma pista estruturada com diversos tipos de exercícios motores, além de estimulações sensoriais e cognitivas. Foram avaliados aspectos físicos e cognitivos da funcionalidade, assim como a funcionalidade global e a qualidade de vida. Foram feitos procedimentos de estatística descritiva, as diferenças entre os momentos de avaliação foram expressas como valores delta (Δ), a comparação entre os grupos foi realizada através do teste t de Student ou U de Mann-Whitney de acordo com a normalidade dos dados e foi feita a estimativa de tamanho de efeito entre os grupos, calculando-se o d de Cohen para amostras independentes. Os resultados mostraram diferença significante e clinicamente relevante entre os grupos para Escala de Equilíbrio de Berg (p = 0,03, d = 1,42), e Força de Preensão Palmar (p= 0,03, d= - 1,66); diferença clinicamente relevante entre grupos nas pressões respiratórias (inspiratória: p = 0,07, d = 1,29; expiratória: p = 0,07, d = 1,29) e cognição (Teste Aprendizagem Auditivo- Verbal de Rey: p = 0,19, d = 0,90; Figura Complexa de Rey: p = 0,10, d= 1,18; Trial Making Test – parte B: p = 0,21, d = 0,98). Portanto, os efeitos da atividade sensório-cognitiva-motora demonstram maior potencial de eficácia para o condicionamento respiratório, equilíbrio e cognição de idosos fisicamente ativos, quando comparado a uma intervenção convencional. Enquanto para a funcionalidade os efeitos são semelhantes entre as duas propostas utilizadas.por
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://bdtd.uftm.edu.br/retrieve/5762/Dissert%20Jessica%20K%20A%20Nogueira.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Triângulo Mineiropor
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Físicapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFTMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Físicapor
dc.relation.referencesACEVEDO, A.; LOEWENSTEIN, D. A. Nonpharmacologic cognitive interventions in aging and dementia. J. Geriatr. Psychiatr. Neurol., Littleton, MA, v. 20, n. 4, p. 239-49, 2007. ANDRADE, L. P. et al. Dual task and postural control in alzheimer’s and parkinson’s disease. Motriz, Rio Claro, v. 20, n. 1, p. 78-84, jan./mar. 2014. ANTUNES, K.M. H. et al. Exercício físico e função cognitiva: uma revisão. Rev. Bras. Med. Esporte, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 108-14, mar./abr. 2006. BANCO MUNDIAL. Envelhecendo em um Brasil mais velho. Washington DC, 2011. Disponível em: <http://siteresources.worldbank.org/BRAZILINPOREXTN/Resources/3817166- 1302102548192/Envelhecendo_Brasil_Sumario_Executivo.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2017. BERGER, L.; MAILLOUX-POIRIER, D. Pessoas idosas: uma abordagem global: processo de enfermagem por necessidades. Lisboa: Lusodidática, 1995. BOWEN, A. et al. Dual-task effects of talking while walking on velocity and balance following a stroke. Age Ageing, London, v. 30, n. 4, p. 319-23, 2001. BUCHMAN, A. S. et al. Cognitive function is associated with the development of mobility impairments in community-dwelling elders. Am. J. Geriatr. Psychiatry, Washington, v. 19, n. 6, p. 571-80, jun. 2011. BUCHNER, D. M. et al. The effect of strength and endurance training on gait, balance, fall risk, and health services use in community-living older adults. J. Gerontol., Washington, v. 52A, n. 4, p. 218-24, jul. 1997. doi: 10.1093/gerona/52A.4.M218. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/13996037/download>. Acesso em: 15 set. 2018. CAMARANO, A. A.; KANSO, S. Perspectivas de crescimento para a população brasileira: velhos e novos resultados. Rio de Janeiro: Ipea, 2009. (Texto para Discussão, n. 1.426). Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/ Tds/td_1426.pdf.>. Acesso em: 05 ago. 2017. CAMARANO, A. A.; KANSO, S.; FERNANDES, D. C. Saída do mercado de trabalho: qual é a idade? Merc. Trab., Rio de Janeiro, n. 51, maio 2012. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/3883/1/bmt51_nt01_saidadomercado.pdf>. Acesso em: 05 dez. 2017. CAPODAGLIO, P. et al. Long-term strength training for community dwelling people over 75: impact on muscle function, functional ability and life style. Eur. J. Appl. Physiol., Berlin, v.100, n.5, p.535-542, 2006. CARMELO, V. V. B.; GARCIA, P. A. Avaliação do equilíbrio postural sob condição de tarefa única e tarefa dupla em idosas sedentárias e não sedentárias. Acta Fisiátrica, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 136-40, 2011. DESAI, A. K.; GROSSBERG, G.T.; CHIBNAIL, J.T. Health brain aging: a road map. Clin. Geriatr. Med, Philadelphia, v. 26, n. 1, p. 1-16, 2010. DORFMAN, M. et al. Dual-task training on a treadmill to improve gait and cognitive function in elderly idiopathic fallers. J. Neurol. Phys. Ther., La Crosse, v. 38, n. 4, p. 246-53, out. 2014. DUARTE, Y. A. O.; ANDRADE, C. L.; LEBRÃO, M. L. O Índex de Katz na avaliação da funcionalidade dos idosos. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 41, n. 2, p. 317-25, 2007. EGGENBERGER, P. et al. Multicomponent physical exercise with simultaneous cognitive training to enhance dual-task walking of older adults: a secondary analysis of a 6-month randomized controlled trial with 1-year follow-up. Clin. Interv. Aging, Auckland, v. 10, p. 1711-32, out. 2015. doi: 10.2147/CIA.S91997. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4631411/>. Acesso em: 15 set. 2018. FATORI, C. de O. et al. Dupla tarefa e mobilidade funcional de idosos ativos. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 29-37, 2015. FREIBERGER, E. et al. Preventing falls in physically active community-dwelling older people: a comparison of two intervention techniques. Gerontology, Basel, v. 53, n. 5, p. 298– 305, 2007. GOMES, G. de C. et al. Desempenho de idosos na marcha com dupla tarefa: uma revisão dos instrumentos e parâmetros cinemáticos utilizados para análise. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol, Rio de Janeiro, v. 19, n. 1, p. 165-82, 2016. HAKIM, A. A. et al. Effects of walking on coronary heart disease in elderly men: the Honolulu Heart Program. Circulation, Dallas, v. 100, n. 1, p. 9-13, jul. 1999. HALAWEH, H. et al. Physical activity and health-related quality of life among community dwelling elderly. J. Clin. Med. Res., Québec, v. 7, n. 11, p. 845-52, 2015. HALLAL, C. Z. et al. Identification of changes in kinematics and electromyographic parameters during dual-task gait: a comparative study between young and elderly female subjects. Fisioter. Mov., Curitiba, v. 28 n. 4, p. 701-9, out./dez. 2015. HAN, Y. R.; SONG, M. S.; LIM, J. Y. The effects of a cognitive enhancement group training program for community-dwelling elders. J. Korean Acad. Nurs., Seoul, v. 40, n. 5, p. 724- 35, out. 2010. doi: 10.4040/jkan.2010.40.5.724. Disponível em: <https://www.jkan.or.kr/Synapse/Data/PDFData/0006JKAN/jkan-40-724.pdf>. Acesso em: 15 set. 2018. IMAGINÁRIO, C. Idoso dependente em contexto familiar. Coimbra: Formasau, 2004. PARADELLA, R. Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017. In: AGÊNCIA IBGE Notícias, Rio de Janeiro, 26 abr. 2018. Disponível em: < https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-denoticias/ noticias/20980-numero-de-idosos-cresce-18-em-5-anos-e-ultrapassa-30-milhoes-em- 2017.html>. Acesso em: 30 maio 2018. KRAMPE, R. T. et al. Lifespan changes in multi-tasking: concurrent walking and memory search in children, young, and oldser adult. Gait Posture, Oxford, v. 33, n. 3, p. 401-5, mar. 2011. LOESER, R. F. Age-related changes in the musculoskeletal system and the development of osteoarthritis. Clin. Geriatr. Med., Philadelphia, v. 26, n. 3, p. 371-86, ago. 2010. doi: 10.1016/j.cger.2010.03.002. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2920876/>. Acesso em: 15 set. 2018. MACIEL, M. A. et al. Impact of dual task on parkinson’s disease, stroke and ataxia patients’ gait: a comparative analysis. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 27, n. 2, p. 351-7, 2014. MADEN-WILKINSON, T. M. et al. Age-related loss of muscle mass, strength, and power and their association with mobility in recreationally-active older adults in the United Kingdom. J. Aging Phys. Act., Champaign, IL, v. 23, n. 3, p. 352-60, jul. 2015. MATSUDO, S. M. et al. Nível de atividade física da população do Estado de São Paulo: análise de acordo com o gênero, idade, nível socioeconômico, distribuição geográfica e de conhecimento. Rev. Bras. Ciênc. Mov., Brasília, DF, v. 10, n. 4, p. 41-50, jun. 2002. MATSUDO, S. M.; MATSUDO, V. K. R.; BARROS NETO T. L. Impacto do envelhecimento nas variáveis antropométricas, neuromotoras e metabólicas da aptidäo física. Rev. Bras. Ciênc. Mov., Brasília, DF, v. 8, n. 4, p. 21-32, 2000. MAUGHAN, K. K. Does balance training improve balance in physically active older adults? 2008. 87 f. Dissertação (Mestrado em Ciência) -- Iowa State University, Ames, Iowa, 2008. Disponível em: < https://lib.dr.iastate.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=16381&context=rtd>. Acesso em: 30 ago. 2018. MEIRELES, C. Escolha o seu sonho. 10 ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2002. p. 121- 122. MIDDLETON, L. E.; YAFFE, K. Targets for prevention of dementia. J. Alzheimers Dis., Amsterdam, v. 20, n. 3, p. 915-24, 2010. MORAES, E. N. Atenção à saúde do idoso: aspectos conceituais. Brasília, DF: Organização Pan-Americana da Saúde, 2012. MORAES, H. et al. Effects of motor and cognitive dual-task performance in depressive elderly, healthy older adults, and healthy young individuals. Dement Neuropsychol, São Paulo, v. 5, n. 3, p. 198-202, set. 2011. MORCELLI, M. H.; FAGANELLO, F. R.; NAVEGA, M. T. Avaliação da flexibilidade e dor de idosos fisicamente ativos e sedentários. Rev.Ter. Man., Londrina, v. 8, n. 38, p. 298-304, 2010. MOREIRA, C. A. Atividade física na maturidade. Rio de Janeiro: Shape, 2001. NADKARNI, N. K. et al. Effect of working memory and spatial attention tasks on gait in healthy young and older adults. Motor Control, Champaign, IL, v. 14, n. 2, p. 195-210, abr. 2010. NETTO, M. P.; PONTE, J. R. Envelhecimento: desafio na transição do século. In: NETTO, M. P. (Ed.). Gerontologia: a velhice e o envelhecimento em visão globalizada. São Paulo: Atheneu, 2002. p. 3-12. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAUDE. Aplicaciones de la epidemiologia al estúdio de los ancianos: informe de un grupo de la OMS sobre la epidemiología del envejecemiento. Genebra: OMS, 1984. (Série de Informes Técnicos; 706). Disponível em: <http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/39141/1/WHO_TRS_706_spa.pdf>. Acesso em: 07 jan. 2018. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Tradução de Suzana Gontijo. Brasília, DF: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005. PICHIERRI, G. et al. Cognitive and cognitive-motor interventions affecting physical functioning: a systematic review. BMC Geriatr., London, v. 11, p. 29, 2011. PICHIERRI, G. et al. The effect of a cognitive-motor intervention on voluntary step execution under single and dual task conditions in older adults: a randomized controlled pilot study. Clin. Interv. Aging, Auckland, v. 7, p. 175-84, 2012. PICHIERRI, G.; MURER, K.; BRUIN E. D. de. A cognitive-motor intervention using a dance video game to enhance foot placement accuracy and gait under dual task conditions in older adults: a randomized controlled trial. BMC Geriatr., London, v. 12, p. 74, 2012. PORCIUNCULA, F. S.; RAO, A. K.; MC ISAAC, T. L. Aging-related decrements during specific phases of the dual-task Timed Up-and-Go test. Aging Clin. Exp. Res., Milano, v. 28, n. 1, p. 121-30, 2016. RAMOS, J. L. A. Custo da dupla tarefa como expressão da reserva cognitivo-motora em idosos comunitários. 2012. 135 f. Dissertação (Mestrado em Gerontologia) -- Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. RUWER, S. L.; ROSSI, A. G.; SIMON, L. F. Equilíbrio no idoso. Rev. Bras. Otorrinolaringol., Rio de Janeiro, v. 71, n. 3, p. 298-303, maio/jun. 2005. SCHAEFER, S.; SCHUMACHER, V. The interplay between cognitive and motor functioning in healthy older adults: findings from dual-task studies and suggestions for intervention. Gerontology, Basel, v. 57, n. 3, p. 239-46, 2011. doi: 10.1159/000322197. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/47566724>. Acesso em: 07 ago. 2018. SCHOENE, D. et al. A randomized controlled pilot study of home-based step training in older people using videogame technology. PLoS One, San Francisco, v. 8, n. 3, p. e57734, 2013. doi: 10.1371/journal.pone.0057734. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3589451/>. Acesso em: 15 set. 2018. SHERRINGTON, C. et al. Exercise to prevent falls in older adults: an updated meta-analysis and best practice recommendations. N.S.W. Public Health Bull, Sydney, v. 22, n. 4, p. 78- 83, 2011. SHUMWAY-COOK, A. WOOLLACOTT, M. Controle motor: teoria e aplicações práticas. 2. ed. São Paulo: Manole, 2003. SILVA, J. A. M. G. et al. Comparação dos parâmetros espaçotemporais da marcha durante a execução do TUG associado à dupla tarefa em adultos jovens. ConScientia Saúde, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 62-9, 2013. STEPHEN, R. L. et al. The effect of an individualized fall prevention program on fall risk and falls in older people: a randomized, controlled trial. J. Am. Geriatr. Soc., New York, v. 53, n. 8, p. 1296-304, ago. 2005. TARGINO, V. R. et al. Effects of a dual-task training on dynamic and static balance control of pre-frail elderly: a pilot study. Fisioter. Mov., Curitiba, v. 25, n. 2, p. 351-360, abr./jun. 2012. TRELHA, C. S. et al. Capacidade Funcional de idosos restritos ao domilicio do conjunto Ruy Virmond Carnascialli, Londrina/PR. Semina Ciênc. Biol. Saúde, Londrina, v. 26, n. 1, p. 37- 46, 2005. UNITED NATIONS POPULATION FUND. Pessoas e possibilidades num mundo de sete bilhões. New York, 2011. UNITED NATIONS POPULATION FUND. Marrying too young: end child marriage. New York: 2012. UNITED NATIONS. Department of Economic and Social Affairs. Population division: world population prospects: the 2012 revision. New York, 2013. WAYNE, P. M. et al. Tai Chi training may reduce dual task gait variability, a potential mediator of fall risk, in healthy older adults: cross-sectional and randomized trial studies. Front. Hum. Neurosci., Lausanne, v. 9, p. 332, 2015. WAYNE, P. M.; FUERST, M. L. The Harvard Medical School guide to tai chi: 12 weeks to a healthy body, strong heart & sharp mind. Boston: Shambhala Publications, 2013. YAFFE, K. et al. A prospective study of physical activity and cognitive decline in elderly women: women who walk. Arch. Intern. Med., Chicago, v. 161, n. 14, p. 1703-8, jul. 2001.por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectDupla tarefa.por
dc.subjectFuncionalidade.por
dc.subjectIdosos fisicamente ativos.por
dc.subjectDouble task.eng
dc.subjectFunctionality.eng
dc.subjectPhysically active elderly.por
dc.subject.cnpqFisioterapia e Terapia Ocupacionalpor
dc.titleEfeito de um treinamento sensório-cognitivo-motor na funcionalidade de idosos fisicamente ativospor
dc.title.alternativeEfetividade do treinamento de tarefas simultâneas e descrição de protocolos para promoção de mobilidade em idosos: uma revisão sistemáticapor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Jessica K A Nogueira.pdfDissert Jessica K A Nogueira2,17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons