Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/97
Tipo: Dissertação
Título: Principais alterações morfológicas no sistema nervoso central em necrópsias de pacientes HIV positivos realizadas no Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, no periódo de 1989 a 1996.
Autor: Silva, Ana Cristina Araújo Lemos da 
Primeiro orientador: Micheletti, Adilha Misson Rua
Primeiro co-orientador: Adad, Sheila Jorge
Resumo: Foi feito um estudo retrospectivo de 92 necrópsias de pacientes HIV positivos, de um total de 847 necrópsias, realizadas no período de janeiro de 1989 a dezembro de 1996, na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Uberaba - MG, com o objetivo de avaliar as lesões do sistema nervoso central (SNC), no período anterior ao uso da HAART (terapia anti-retroviral altamente eficaz). A média de idade foi de 34 ± 11anos e 18,5% (17 casos) eram do sexo feminino. Em todos os casos foram encontradas lesões no SNC; entretanto, pareciam relevantes para o óbito em 54 (58,7%) dos 92 casos. Apenas em 15 (27,8%) desses 54 casos houve suspeita clínica da lesão encontrada à necrópsia. As principais lesões foram as infecções, em geral oportunistas, que ocorreram em 54 casos (58,7%) dos 92 casos. A lesão mais freqüente foi neurotoxoplasmose (31 casos; 33,7%), seguida pela neurocriptococose (11 casos; 11,9%), citomegalovirose (4 casos; 4,3%), encefalite nodular microglial (3 casos; 3,3%), meningite bacteriana (2 casos; 2,2%), infecção pelo vírus JC (2 casos; 2,2%), tuberculose/micobacteriose (2 casos; 2,2%), histoplasmose (1 caso; 1,1%) e paracoccidioidomicose (1 caso; 1,1%). Em 3 (3,3%) desses 54 casos havia 2 infecções concomitantes (toxoplasmose + meningite purulenta; toxoplasmose + citomegalovirose; paracoccidioidomicose + citomegalovírus). Dentre os 38 (41,3%) casos restantes havia um infarto antigo extenso e outro com diversos focos necróticos-calcificados por seqüela de antiga toxoplasmose. Nos demais casos, as lesões não pareciam relevantes clinicamente (glioses focais, calcificações e fibroses meníngeas focais), ou eram edemas associados à septicemia e/ou anóxia. Alterações pelo vírus HIV no SNC e neoplasias não foram diagnosticadas. Esse estudo mostra que existem diversas alterações no SNC de pacientes HIV positivos, sendo principalmente doenças infecciosas oportunistas na nossa região, muitas delas não suspeitadas clinicamente. Esses achados sugerem que uma investigação minuciosa deveria ser feita no SNC de pacientes HIV, particularmente naqueles que não estão respondendo ao tratamento.
Resumo: This is a retrospective study of 92 autopsy case of HIV patients, from a total of 847, realized from January, 1989 through December, 1996, in the Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba MG. The objective was to valuated the lesions in the central nervous system (CNS) before the introduction of HAART (highly active antiretroviral therapy). The median age was 34 ± 11 years old and 18,5% was female. All of cases presented some lesion in the CNS, although, in only 54 (58,25%) it seems important to death. Only 15 (27,8%) from 54 cases, had a clinician diagnosis of the lesion founded at the autopsy. The most frequent lesion was neurotoxoplasmosis (31 cases; 33,7%), followed by cryptococosis (11 cases; 11,9%), cytomegalovirosis (4 cases; 4,3%), microglial nodular encephalitis (3 casos, 3,3%), bacterial meningitis (2 cases; 2,2%), JC virus (2 cases; 2,2%), tuberculosis/atypical mycobacteriosis (2 cases; 2,2%), hystoplasmosis (1 case; 1,1%) and paracoccidioidomicosis (1 case; 1,1%). There were 3 (3,3%) cases from 54 cases with two concomitants infections (toxoplasmosis + bacterial meningitis; toxoplasmosis + cytomegalovirosis; paracoccidioidomicosis + cytomegalovirosis). In the others 38 (41,3%) cases there were one case of old infarct and another case with several calcified-necrotics areas from old toxoplasmosis lesion. In the rest of then, the lesions did not seem important (gliosis, calcifications, meninge fibrosis) or it was edema associated to septicemy and/or anoxic state. Morphologic alterations related to HIV and neoplasma were not diagnosed. This study shows that CNS in HIV patients has several lesions, mainly opportunistic infections in our region, lot of them without clinical diagnosis. These findings suggest that a carefully investigation should be done in the CNS of HIV patients, particularly in those who are not responding to therapy.
Palavras-chave: HIV
Sindrome de Imunodeficiência Adquirida
Sistema nervoso central
HIV
Acquired Immunodeficiency Syndrome
Central nervous system
Área do CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::ANATOMIA PATOLOGICA E PATOLOGIA CLINICA
Idioma: por
País: BR
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Anatomia Patológica e Patologia Forense
Programa: Programa de Pós-Graduação em Patologia - Anatomia Patológica e Patologia Forense
Citação: SILVA, Ana Cristina Araújo Lemos da. Principais alterações morfológicas no sistema nervoso central em necrópsias de pacientes HIV positivos realizadas no Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, no periódo de 1989 a 1996.. 2008. 65 f. Dissertação (Mestrado em Anatomia Patológica e Patologia Forense) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Data do documento: 8-Dez-2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Patologia - Anatomia Patológica e Patologia Forense

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnaCALSilva_ME p 6.pdf2,1 MBAdobe PDFThumbnail

Visualizar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.