Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/222
Tipo: Dissertação
Título: Grupos de educação em saúde com idosos: educação permanente com profissionais da atenção primária
Título(s) alternativo(s): Health education groups with elderly: permanent education with primary care professionals
Autor: MENDONÇA, Francielle Toniolo Nicodemus Furtado
Primeiro orientador: SANTOS, Álvaro da Silva
Resumo: Grupos de educação em saúde com idosos podem contribuir para a valorização da vida, autocuidado e crescimento pessoal, possibilitando um envelhecimento ativo com maior qualidade de vida. Entretanto, a realização desses grupos ainda não se caracteriza como uma ação frequente na Atenção Primária à Saúde (APS). O objetivo desta pesquisa foi desenvolver e avaliar a implementação de uma ação de educação permanente sobre grupos de educação em saúde com idosos. Trata-se de um estudo com abordagem quali-quantitativa, que utilizou como estratégia metodológica a pesquisa-ação. O estudo foi realizado na APS de Uberaba com profissionais de saúde e gerentes das unidades básicas. Foram realizadas as seguintes etapas: diagnóstico situacional e identificação de temas de interesse para uma atividade educativa no contexto de criação e manejo de grupos de educação em saúde com idosos; discussão com representantes sobre uma proposta de ação de educação permanente; implementação e avaliação da atividade. Os dados foram coletados por meio de questionários semi-estruturados em três etapas: no diagnóstico inicial, que ocorreu no período de agosto a dezembro de 2013; ao final da atividade educativa, entre maio e agosto de 2014; e 120 dias após, entre outubro de 2014 e janeiro de 2015. Os dados quantitativos foram submetidos à análise estatística, e o material qualitativo transcrito na íntegra e exposto ao método de análise do Discurso do Sujeito Coletivo. O estudo obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e da Secretaria Municipal de Saúde de Uberaba. Os resultados do diagnóstico situacional mostraram que 96,4% dos profissionais investigados consideraram importante a participação do idoso em grupos de educação em saúde, contudo apenas 36,4% apontaram a existência dessas ações em suas unidades. Verificou-se que na ocorrência dos grupos educativos com idosos em geral eles são semanais, conduzidos pelo enfermeiro e abordam temas definidos a partir das necessidades observadas pelos profissionais. A respeito dos conhecimentos acerca do tema educação em saúde com idosos, 55,1% dos participantes afirmaram que a sua graduação não ofereceu formação suficiente para esta prática, e 64% apontaram que esse assunto não é discutido em práticas de educação permanente, quando estas ocorrem. Os profissionais consideraram necessários para condução dos grupos conhecimentos relativos a dinâmicas, doenças e agravos, planejamento das ações e didática. A partir das necessidades apontadas pelos profissionais, bem como discussões com atores representativos foi realizada uma ação educativa. A atividade atendeu aos pressupostos da Educação Permanente em Saúde e, os temas abordados incluíram aspectos organizacionais das ações de educação em saúde, técnicas ludopedagógicas para operacionalização dos grupos, assuntos de interesse para os idosos e principais agravos de saúde na terceira idade. Contou com a participação de 98 profissionais, sendo que destes 86 responderam ao questionário de avaliação. Houve predominância de participantes do sexo feminino, faixa etária entre 31 a 50 anos, maioria de enfermeiros, seguido de agentes comunitários de saúde e cirurgiões-dentistas. Na avaliação da aplicabilidade da ação educativa, os discursos refletiram o reconhecimento dos profissionais de que os grupos de educação em saúde podem interferir na vida do idoso, tanto por se configurar como um instrumento para o empoderamento e incremento da qualidade de vida, quanto por ser um espaço de socialização. Consideraram importante para a criação desses grupos as condições técnico-estruturais e os temas, e, apontaram a educação permanente como facilitadora para criação de grupos, bem como promotora de reflexão da prática, com possibilidades de aplicação dos conhecimentos. Quanto à percepção dos profissionais em relação aos efeitos da ação de educação permanente no trabalho, após 120 dias foi observado impacto positivo do treinamento e do suporte à transferência. Quanto à opinião dos participantes, evidenciou-se que a maioria referiu que a atividade promoveu mudança em sua prática. Os profissionais relataram uma releitura dos grupos existentes com diversificação nos recursos utilizados, e reconheceram o manejo dos grupos com mais conhecimento, segurança e respeito ao idoso após a atividade educativa. Por outro lado, dificuldades para a implementação das ações também foram apontadas. Considera-se que os resultados da pesquisa foram positivos, tanto no que se refere à participação dos profissionais em todo o processo da pesquisa, como nos efeitos que a ação educativa obteve, demonstrando que a educação permanente junto a esses atores abre caminhos para a construção de uma atenção diferenciada aos idosos.
Resumo: Health education groups with elderly people can contribute to the enhancement of life, self care and personal growth, making active ageing with higher quality of life. However, the realization of these groups has not yet been characterized as a frequent action in Primary Health (APS). The objective of this research was to develop and evaluate the implementation of a permanent education course on health education groups with elderly people. This is a study with quali-quantitative approach, which used as methodological strategy action research. The study was conducted on APS of Uberaba, MG, Brazil, and participated in health professionals and managers of the basic units. The following steps were performed: situational diagnosis and identifying themes of interest to permanent education in the context of creation and management of health education groups with elderly people; discussion with representatives on the proposal of educational action; implementation and evaluation of the course. The data were collected through semi-structured questionnaires in three stages: the initial diagnosis, which occurred in the period from August to December 2013; at the end of the permanent education, between May and August of 2014; and 120 days after, between October of 2014 and January 2015. Quantitative data were submitted to statistics analysis, and qualitative material transcribed in full and in the method of analysis of the collective subject discourse. The study obtained approval of the Research Ethics Committee of the Federal University of Triângulo Mineiro and the Municipal Health Secretariat. The results of the Situational diagnosis showed that 96.4% of workers investigated considered important the participation of the elderly in health education groups, however only 36,4% identified the existence of these actions in their units. It was found that the occurrence of educational groups with elderly people in general they are weekly, led by nurse and discuss themes defined from the needs observed by professionals. About the knowledge of health education theme with elderly, 55.1% of participants stated that graduation didn't offer sufficient training for this practice, and 64% pointed out that this subject is not discussed in permanent education practices, when these occur. The professionals consider necessary for conduct of knowledge relating to dynamic groups, diseases and diseases, action planning and teaching. From the needs pointed out by the professionals, as well as discussions with representative actors was held education action. The course meet the assumptions of permanent education in health and the topics covered included organizational aspects of health education, ludopedagógic techniques for operationalization of groups, issues of interest to the elderly and the main aggravations of health in old age. With the participation of professionals, with 98 of these 86 replied to the assessment questionnaire. There was a predominance of female participants, age group between 31 to 50 years, most nurses, followed by community health agents and dentists. In assessing the applicability of the course, the speeches reflected the recognition of professionals of the health education groups may interfere in the life of the elderly, both because it is set up as a tool for empowerment and increased quality of life, as for being an area of socialization. Considered important for the creation of these groups technical and structural conditions and themes, and pointed to training as a facilitator for creating groups, as well as, a reflection of the practice, with possibilities of application of knowledge. As for the perception of professionals in relation to the effects educative action on the job, after 120 days of course was observed positive impact and support the transfer of training. As to the opinion of the participants, showed that the majority reported that the course promoted change in your practice. Professionals reported a rereading of existing groups with diversification in the resources used, and recognized the management groups with more knowledge, safety and respect for the elderly after the training. On the other hand, difficulties in the implementation of actions were also pointed out. Considers that the results of the survey were positive, both as regards the participation of professionals throughout the research process, as the effects that the qualification obtained, demonstrating that the permanent education with these actors opens paths for the construction of a differentiated attention for the elderly.
Palavras-chave: Educação em Saúde
Saúde do Idoso
Capacitação profissional
Educação continuada
Health Education
Health of the Elderly
Professional Training
Education, Continuing.
Área do CNPQ: Enfermagem
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: MENDONÇA, Francielle Toniolo Nicodemus Furtado. Grupos de educação em saúde com idosos: educação permanente com profissionais da atenção primária. 2015. 137 f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 27-Nov-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Francielle T N F Mendonca.pdfDissert Francielle T N F Mendonca1,74 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons