Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/319
Tipo: Dissertação
Título: Óculos com lentes coloridas não influenciam o desempenho em exercício intermitente, mas elevam a testosterona sérica e melhora a recuperação da frequência cardíaca em futebolistas
Autor: LONDE, André Monteiro 
Primeiro orientador: MOTA, Gustavo Ribeiro da
Resumo: Com o aumento progressivo da competitividade esportiva, novos recursos para melhorar o desempenho têm sido pesquisados. Embora com metodologias questionáveis, alguns estudos sugerem que a exposição de indivíduos a diferentes cores pode gerar resultados positivos relacionados à cura e recuperação de traumas, depressão, dor física, alterações na pressão arterial e frequências cardíaca e respiratória. Entretanto, tais benefícios não foram comprovados em pesquisas bem controladas no meio esportivo, gerando dúvidas quanto à sua real eficácia. O teste YoYo Intermittent Endurance Test level2 (YoYoIE2) se relaciona bem com o desempenho de alta intensidade em futebolistas, é altamente específico e sensível aos efeitos do treinamento sendo, portanto, indicado para avaliação desta modalidade. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do uso de óculos coloridos sobre o desempenho e variáveis relacionadas ao metabolismo e a intensidade relativa ao teste YoYoIE2 em futebolistas. Dez futebolistas amadores (21.1 ± 1.1 anos de idade; 71.9 ± 9.8 kg; 1.75 ± 0.05 m) realizaram voluntariamente, de maneira randomizada e balanceada, o YoYoIE2 em três situações distintas de exposição às cores por meio de óculos com lentes coloridas (azul, vermelha e incolor [SHAM]), com intervalos de 48 horas entre as sessões. Em cada sessão, luminosidade do ginásio, qualidade do sono, estado de recuperação e frequência cardíaca (FC) de repouso foram registradas antes do YoYoIE2 para controle. Antes e após o encerramento do YoYoIE2, amostras de sangue (10 mL) foram coletadas para análise das concentrações séricas de testosterona e cortisol. Para determinação da intensidade interna, FC, lactato sanguíneo e percepção subjetiva de esforço (PSE) foram registrados também durante e após o YoYoIE2. Os resultados mostraram que com os óculos azuis a recuperação da FC (1 min após o teste) foi mais rápida e a relação testosterona/cortisol apresentou menor valor pós-teste, enquanto a concentração de testosterona foi maior com os óculos vermelhos em relação ao SHAM. O desempenho no YoYoIE2 e todas outras variáveis não diferiram entre as três condições. Diante dos resultados obtidos, concluímos que os óculos coloridos não influenciam o desempenho intermitente em futebolistas amadores, mas lentes azuis proporcionam melhor recuperação aguda da FC após o YoYoIE2 (p< 0,05; TE = 0,55) que as vermelhas e promovem redução da razão testosterona/cortisol (p< 0,01; TE = 0,76), indicando um possível efeito predominantemente catabólico 30 minutos pós-teste, enquanto a cor vermelha aumentou as concentrações séricas de testosterona (p< 0,05; TE = 0,74), quando comparadas à lente incolor.
Resumo: Because of increasing competitiveness in sports, new methods aiming performance improvement have been researched. Although with questionable methods, some studies suggest that exposure of individuals to different colors can takes positive results related to healing and recovery from trauma, depression, physical pain, changes in blood pressure and heart and respiratory rate. However, these benefits have not been proven in well-controlled studies in sports, generating doubts about its real effectiveness. The YoYo Intermittent Endurance Test level2 (YoYoIE2) relates well with the high intensity performance in soccer, is highly specific and sensitive to the effects of training and is therefore suitable for evaluation of this modality. Thus, the aim of this study was to analyze the effect of using colored glasses on performance and variables related to metabolism and the YoYoIE2’s relative intensity footballers. Ten amateur soccer players (21.1 ± 1.1 years of age; 71.9 ± 9.8 kg; 1.75 ± 0.05 m) performed voluntarily, in a randomized and balanced way, the YoYoIE2 in three different situations of exposure to color by glasses with colored lenses (blue, red and colorless [SHAM]) at intervals of 48 hours between sessions. In each session, court luminosity, quality of sleep, recovery status and heart rate (HR) at rest were recorded before the YoYoIE2 to control. Before and after the end of the YoYoIE2, blood samples (10 mL) were collected for analysis of serum testosterone and cortisol. To determine the internal intensity, HR, blood lactate and rating of perceived exertion (RPE) were also recorded during and after YoYoIE2. The results showed that using blue glasses, HR recovery (1 min after the test) was faster and the testosterone/cortisol rate was lowest post-test, while the testosterone concentration was highest with red glasses compared to SHAM. The YoYoIE2’s performance and all other variables did not differ between the three conditions. Given the results, we conclude that the colored glasses do not influence the intermittent performance in amateur footballers, but blue lenses provide better acute HR recovery after YoYoIE2 (p< 0.05; ES = 0.55) than red and promoted a reduction on the rate of testosterone/cortisol (p <0.01; ES = 0.76), indicating a possible predominantly catabolic effect 30 minutes after the test, while the red color has increased the serum concentrations of testosterone (p <0.05; ES = 0.74), when compared to the colorless lens.
Palavras-chave: Cores
Desempenho
Futebol
Yoyo teste
Testosterona
Cortisol
Colors
Performance
Soccer
Yoyo test
Testosterone
Cortisol
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Citação: LONDE, André Monteiro. Óculos com lentes coloridas não influenciam o desempenho em exercício intermitente, mas elevam a testosterona sérica e melhora a recuperação da frequência cardíaca em futebolistas. 2015. 56f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 16-Dec-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Andre M Londe.pdfDissert Andre M Londe1,03 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons