Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/327
Tipo: Dissertação
Título: Associação de excesso de peso e massa muscular com comportamento sedentário em idosos residentes nos municípios da Superintendência Regional de Saúde
Autor: MARTINS, Talita Inácio 
Primeiro orientador: DAMIAO, Renata
Resumo: O século XXI é marcado por mudanças no perfil epidemiológico e demográfico. O crescimento significativo em números absolutos da população idosa gera desafios para saúde pública, pois com o envelhecimento os indivíduos tendem a passar mais tempo em comportamentos sedentários. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar as associações entre excesso de peso, obesidade abdominal e massa muscular reduzida com o comportamento sedentário em idosos. Este estudo de base populacional e transversal foi realizado em 24 municípios localizados no Triângulo Mineiro, no estado de Minas Gerais. Seguindo os critérios de inclusão, 3430 indivíduos com idade ≥ 60 anos, foram elegíveis para o estudo e responderam a um questionário estruturado, contendo informações sociodemográficas, saúde, hábitos, e mensuração de variáveis antropométricas: massa corporal, estatura, circunferência da cintura e circunferência da panturrilha. O comportamento sedentário foi verificado pelo tempo sentado total (minutos/dia), avaliado de acordo com o autorrelato de tempo sentado em um dia de semana e um dia de fim de semana. Foram calculadas as distribuições de frequências relativas e absolutas das variáveis estudadas. A regressão de Poisson foi utilizada para analisar a associação entre excesso de peso, obesidade abdominal e massa muscular reduzida com o comportamento sedentário controladas pelas covariáveis. Na regressão univariada pessoas expostas ao 2º quartil de tempo sentado apresentaram maior probabilidade de obesidade abdominal (RP=1,061; IC= 1,008 – 1,118). Ajustado pelas covariáveis, idosos expostos ao maior tempo sentado apresentaram maiores probabilidades para o excesso de peso (RP=1,066; IC= 1,001 – 1,134). Ao analisar associação do comportamento sedentário com massa muscular, tanto na análise bruta quanto ajustada, idosos com maior tempo em comportamento sedentário apresentaram probabilidade de massa muscular reduzida (RP=1,252; IC= 1,083 – 1,448) (RP=1,187; IC= 1,045 – 1,348), respectivamente. Diante dos resultados encontrados, verificou-se associação positiva entre excesso de peso e massa muscular reduzida com comportamento sedentário prolongado.
Resumo: The twenty-first century is marked by changes in the epidemiological and demographic profile. The significant growth in absolute numbers of the elderly population creates challenges the public health because with aging individuals tend to spend more time in sedentary behaviors. Therefore, this study aims to examine the associations between overweight, abdominal obesity and reduced muscle mass with sedentary behavior in the older adults. . This is a cross-sectional and population-based study conducted 24 municipalities in the Triangulo Mineiro Region, State of Minas Gerais. Following the inclusion criteria, 3430 individuals aged ≥ 60 years were eligible for the study and answered a structured questionnaire containing sociodemographic, health, habits, and measurement of anthropometric variables: weight, height, waist circumference and circumference calf. Sedentary behavior was verified by total sitting time (minutes / day), evaluated according to the self-reported time sitting on a weekday and one weekend day. Distributions were calculated absolute and relative frequencies of the variables studied. Poisson regression was used to analyze the association between overweight, abdominal obesity and reduced muscle mass with sedentary behavior controlled by the covariates. Univariate regression in persons people exposed to the 2nd quartile of sitting time presented higher probability of abdominal obesity (PR = 1.061, CI = 1.008 -1.118). Adjusted for covariates, older adults exposed to longer sitting time had higher probability for being overweight (PR = 1.066, CI = 1.001 to 1.134). When analyzing association of sedentary behavior with muscle mass, both in crude or adjusted analysis, older adults more time in sedentary behavior showed reduced muscle mass probability (PR = 1.252, CI = 1.083 to 1.448) (PR = 1.187, CI = 1.045 - 1.348), respectively. Considering the results, there was a positive association between overweight and reduced muscle mass with prolonged sedentary behavior.
Palavras-chave: Idoso – Saúde e higiene
Pesos e medidas
Estilo de vida sedentário
Índice de Massa Corporal
Circunferência da cintura
Aged – Health and hygiene
Weights and measures
Sedentary lifestyle
Body Mass Index
Waist circunference
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: MARTINS, Talita Inácio. Associação de excesso de peso e massa muscular com comportamento sedentário em idosos residentes nos municípios da Superintendência Regional de Saúde. 2014. 71f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 15-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Talita I Martins.pdfDissert Talita I Martins2,16 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons