Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/376
Tipo: Dissertação
Título: Validação de método para mensuração do comportamento sedentário em pessoas idosas
Autor: MAGNO, Fernanda Aparecida Lopes 
Primeiro orientador: VIRTUOSO JUNIOR, Jair Sindra
Resumo: O contingente de estudos acerca do comportamento sedentário (CS) e a saúde do idoso têm ganhado grandes proporções na última década. Com o surgimento de novas tecnologias, a exposição deste grupo etário ao CS tem aumentado, acarretando prejuízos na saúde dos idosos. Sendo assim, a medida de tal comportamento torna-se importante para a saúde pública. Deste modo, o presente estudo teve como objetivos: a) realizar uma revisão integrativa sobre os aspectos metodológicos do acelerômetro, medida objetiva utilizada para medir o CS; e b) adaptar e validar o questionário “Measure of Older Adults Sedentary Time” (MOST) em idosos brasileiros. Inicialmente foi realizada uma pesquisa bibliográfica de estudos relacionados a utilização de acelerômetros para mensuração do CS na população idosa, na qual deu-se enfoque na descrição dos aspectos metodológicos, para melhor compreensão da utilização dos mesmos. O processo de adaptação e validação do MOST seguiu critérios para clareza, validade de conteúdo e concorrente. Após obter a versão final adaptada, o MOST foi aplicado em 57 idosos (68,7±3,47 anos), em teste e reteste, juntamente com a utilização do acelerômetro ActiGraph,wGT3X-BT por sete dias. O MOST adaptado apresentou índices de conteúdo (IVC) de 100% e clareza (IC) de 98,2%. O índice de correlação intraclasse (CCI) foi de 0,72 (IC95%: 0,56-082) para o tempo total em CS pelo MOST. As correlações foram regulares para o MOST e o acelerômetro (r=0,37) e entre teste e reteste do MOST (r=0,24), no entanto foi significativa apenas entre MOST e acelerômetro. Os gráficos de Bland-Altman indicaram tendência de subestimação no MOST comparado ao acelerômetro, com viés de medida de -1101,4 min/sem (1129,0; -3331,8 min/sem). A média do tempo em CS do MOST e acelerômetro foram 2291,4±173,7 e 3515,6±505,5 min/sem, respectivamente. Portanto, o MOST adaptado torna-se disponível para medir o tempo despendido em CS em idosos brasileiros, colaborando para o desenvolvimento de futuras pesquisas obtendo dados importantes para a saúde pública.
Resumo: The contingent of studies on sedentary behavior (SB) and the health of the elderly have gained great proportions in the last decade. With the emergence of new technologies, the exposure of this age group to SB has increased, causing damage to the health of the elderly. Therefore, the measurement of such behavior becomes important for public health. Thus, the present study had as objectives: a) to carry out an integrative review on the methodological aspects of the accelerometer, an objective measure used to measure SB; and b) to adapt and validate the "Measure of Older Adults Sedentary Time" (MOST) questionnaire in Brazilian elderly. Initially, a literature review of studies related to the use of accelerometers to measure SB CS in the elderly population was carried out, focusing on the description of the methodological aspects, in order to better understand their use. The MOST adaptation and validation process followed criteria for clarity, content validity and concurrency. After obtaining the adapted final version, MOST was applied in 57 elderly subjects (68.7 ± 3.47 years), in test and retest, along with the use of ActiGraph accelerator, wGT3X-BT for seven days. The adapted MOST presented content indexes (ICV) of 100% and clarity (CI) of 98.2%. The intraclass correlation index (CCI) was 0.72 (95% CI: 0.56-082) for the total time in SB by MOST. Correlations were regular for MOST and accelerometer (r = 0.37) and between MOST test and retest (r = 0.24), however it was significant only between MOST and accelerometer. The Bland-Altman graphs indicated an underestimation trend in MOST compared to the accelerometer, with a measurement bias of -1101.4 min/wk (1129.0; 3331.8 min/wk). The mean time in SB of the MOST and accelerometer were 2291.4 ± 173.7 and 3515.6 ± 505.5 min/wk, respectively. Therefore, the adapted MOST becomes available to measure the time spent in SB in Brazilian elderly, collaborating to the development of future research obtaining data important for public health.
Palavras-chave: Comportamento Sedentário.
Idoso.
Questionário.
Acelerômetro.
Sedentary Behavior.
Elderly.
Questionnaire.
Accelerometer.
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: MAGNO, Fernanda Aparecida Lopes. Validação de método para mensuração do comportamento sedentário em pessoas idosas. 2017. 85f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 22-Feb-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Fernanda A L Magno.pdf Dissert Fernanda A L Magno821,82 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons