Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/383
Tipo: Dissertação
Título: Identificação e determinação do perfil de suscetibilidade a antifúngicos de leveduras e fungos filamentosos isolados de dermatomicoses e avaliação da produção de proteinases e fosfolipases pelas leveduras
Autor: SILVA, Larissa Beatriz 
Primeiro orientador: ANDRADE, Anderson Assunção
Resumo: Dermatomicoses são doenças fúngicas localizadas na pele, unhas e pelos que afetam de 20 a 25% da população mundial. A prevalência destas infecções varia de acordo com as diferenças regionais e atualmente elas são consideradas importantes problemas de saúde pública em algumas regiões do mundo. Dermatomicoses podem ser causadas por leveduras, dermatófitos e fungos filamentosos não-dermatófitos. O tratamento das micoses dermatológicas baseia-se no uso de antifúngicos tópicos e/ou orais, mas a ocorrência de falha terapêutica é comum e casos de resistência aos fármacos têm sido relatados. Os objetivos deste trabalho foram identificar e determinar o perfil de suscetibilidade a antifúngicos de leveduras e fungos filamentosos isolados de dermatomicoses na cidade de Uberaba-MG, e avaliar a produção de proteinases e fosfolipases pelas leveduras. As amostras de fungos foram obtidas de pacientes atendidos no serviço de patologia clínica da Universidade Federal do Triângulo Mineiro ou em laboratório particular de Uberaba. Os fungos foram identificados por métodos clássicos e a suscetibilidade in vitro a antifúngicos foi avaliada por microdiluição em caldo segundo preconizado pelo Clinical Laboratory Standards Institute (CLSI) nos documentos M38-A2 e M27-A3. Os antifúngicos testados foram cetoconazol, fluconazol, griseofulvina, itraconazol, terbinafina e voriconazol. A produção de fosfolipases e proteinases foi analisada nas leveduras. Entre Julho de 2009 a Julho de 2011 foram analisadas 216 amostras, sendo que a maioria foi proveniente de indivíduos do sexo feminino e de adultos com idade entre 31-60 anos. A infecção mais frequente foi a onicomicose seguida de tinea pedis e tinea corporis. Foram isoladas leveduras (53,7%), dermatófitos (32,4%) e fungos filamentosos nãodermatófitos (13,9%), e as espécies mais comuns foram Candida parapsilosis (24,07%), Trichophyton rubrum (17,13%), Trichophyton interdigitale (11,12%) e Candida guilliermondii (11,12%). A maioria das leveduras foi sensível aos antifúngicos, embora suscetibilidade dose-dependente tenha sido encontrada, principalmente ao itraconazol. A terbinafina foi o composto mais ativo contra dermatófitos e o fluconazol apresentou a menor atividade contra estes fungos. Fungos filamentosos não-dermatófitos apresentaram os maiores valores de concentração inibitória mínima (CIM) para todos os antifúngicos. Dos isolados de Candida spp., 29,8% foram capazes de produzir fosfolipases e 42,3% produziram proteinases. Dentre os isolados de Trichosporon spp., 66,7% foram produtores de fosfolipases e 16,67% produtores de proteinases. Nossos resultados não mostraram correlação entre a origem clínica dos isolados e sua capacidade de produzir exoenzimas. Os resultados obtidos sugerem que a identificação de fungos e a realização dos testes de suscetibilidade a antifúngicos são procedimentos que poderiam contribuir para o sucesso da terapia das dermatomicoses.
Resumo: Dermatomycosis are fungal infections localized in the skin, nails and hair that affect about 20 to 25% of the worldwide population. The prevalence of these infections varies according with the difference regionals and currently they have been considered an important public health issue in some regions of the world. Dermatomycosis can be caused by yeast, dermatophytes and non-dermatophyte filamentous fungi. The treatment of dermatological mycosis is based in the use of topical and/or oral antifungals however, the occurrence of treatment failure is common and cases of antifungal drug resistance have been reported. The aims of this study were to identify and determine the antifungal susceptibility profile of yeast and filamentous fungi isolated from dermatomycosis in the Uberaba-MG, and to evaluate the production of proteinases and phospholipases by yeasts. The fungal samples were obtained from patients attended in the service of clinical pathology of Universidade Federal do Triângulo Mineiro or in private laboratory of Uberaba. The fungi were identified by using classical methods and the in vitro antifungal susceptibility testing was evaluated by broth microdilution according recommended by the Clinical Laboratory Standards Institute (CLSI) by documents M27-A3 and M38-A2. Antifungal agents tested included ketoconazole, fluconazole, griseofulvin, itraconazole, terbinafine and voriconazole. The production of phospholipases and proteinases was analyzed for yeasts. Between July 2009 to July 2011 were analyzed 216 samples of which the majority was from women and adults between 31 to 60 years. The most common infection was onychomycosis followed by tinea pedis and tinea corporis. The fungi isolated were yeast (53.7%), dermatophytes (32.4%) and non-dermatophyte filamentous fungi (13.9%), and the most common species were Candida parapsilosis (24.07%), Trichophyton rubrum (17.13%), Trichophyton interdigitale (11.12%) and Candida guilliermondii (11.12%). The most of yeasts were susceptible to antifungals although susceptibility dose dependent has been found, mainly to itraconazole. Terbinafine was the most active compound against dermatophytes and the fluconazole showed the lower activity against these fungi. Nondermatophyte filamentous fungi showed the highest minimum inhibitory concentration (MIC) values to all antifungal agents. Of all Candida spp. evaluated, 29.8% were able to produce phospholipases and 42.3% produced proteinases. Among Trichosporon spp., 66.7% were producers of phospholipases and 16.67% producers of proteinases. However, our results did not relationship between the clinical origin of the isolates and their ability to produce exoenzymes. These data suggest that the identification of fungi and the antifungal susceptibility testing are procedures that could contribute to the success of therapy of dermatomycosis.
Palavras-chave: Dermatomicoses.
Suscetibilidade.
Antifúngicos.
Virulência.
Dermatomycosis.
Susceptibility.
Antifungals.
Virulence.
Área do CNPQ: Ciências Biológicas
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Medicina
Programa: Curso de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas - Parasitologia, Imunologia e Microbiologia
Citação: SILVA, Larissa Beatriz. Identificação e determinação do perfil de suscetibilidade a antifúngicos de leveduras e fungos filamentosos isolados de dermatomicoses e avaliação da produção de proteinases e fosfolipases pelas leveduras. 2012. 95f. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas) - Curso de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 19-Apr-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Larissa B Silva.pdfDissert Larissa B Silva2,26 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons