Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/456
Tipo: Dissertação
Título: O ser criança na educação infantil: o desvelar do discurso docente
Autor: REIS, Laudeth Alves dos 
Primeiro orientador: MOREIRA, Wagner Wey
Resumo: Este estudo objetivou investigar como professores de Educação Infantil concebem o ser criança e como tem de ser sua ação nesse momento de escolarização. Como pesquisa qualitativa de cunho exploratório e descritivo, o trabalho se apoiou na abordagem fenomenológica para interpretar o fenômeno situado. A pesquisa foi realizada em cinco centros municipais de Educação Infantil do município de Uberaba, MG, conveniados com o Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil, que presta assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios na construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas públicas. Foram entrevistadas dez professoras que trabalham com crianças de 5 anos de idade, foco da pesquisa aqui descrita por se tratar dos anos finais da Educação Infantil. Responderam a três perguntas geradoras: ―O que é ser criança?‖; ―O que é ser criança na Educação Infantil?‖; ―O que no CEMEI favorece ou dificulta sua ação pedagógica como professor de crianças?‖. A análise das entrevistas se valeu da Técnica de Elaboração e Análise de Unidades de Significado. Os resultados mostram que 70% das professoras concebem a criança como sinônimo de descoberta, criatividade e aprendizado e que 60% a definiram na Educação Infantil como ser precocemente escolarizado e condicionado a responsabilidades e rotinas com limites, regras e horários estabelecidas. Além disso, 70% apontaram um processo de ensino e aprendizagem menos sofrido como favorável à sua ação pedagógica, enquanto 80% indicaram a ausência da família no contexto escolar como aspecto dificultador. Conclui-se que as professoras veem a Educação Infantil pela lógica da escolarização, centrada não na criança, mas no preparo para o Ensino Fundamental. Isso pode acarretar prejuízos ao tempo da infância: a pressão a que a criança é submetida em prol dos aspectos cognitivos subtraem seus momentos de brincar.
Resumo: This study aimed to investigate how early childhood education teachers conceive the child and how their pedagogical action has to be in this schooling time. As qualitative research of exploratory and descriptive nature, this work relied on phenomenological approach to interpret its subject. The research took place in five public early Childhood Education centers in the city of Uberaba, MG, which receives financial support from Brazilian national program for the restructuring and equipping of the public network of early childhood education schools. This program aims the construction, renovation and acquisition of equipment and furniture for kindergartens and pre-schools. Ten teachers who work with 5 year age children were interviewed. They answered three questions: ―What it‘s like to be a child?‖; ―What it‘s like to be a child in kindergarten?‖; ―How CEMEI favors their educational action as children teacher and how it makes it difficult?‖. The analysis of interviews relied on the so-called elaboration techniques and units analysis of meaning. Results show that 70% of the teachers conceive the child as a synonym for discovery, creativity and learning and that 60% defined the child in early childhood education as a human being precociously schooled and subjected to responsibilities and routines with limits, rules and schedules. As favorable aspect for their pedagogical work, 70 per cent pointed out a less difficult process of teaching and learning process. As a critical aspect, 80 percent indicated the absence of the family in the school context. That said, this study shows that teachers see early childhood education as a schooling stage centered not on the child but on preparation for elementary school. This can lead to damages to the childhood time, since the pressure on children cognitive development consumes playing moments peculiar to childhood.
Palavras-chave: Ser criança.
Educação infantil.
Discurso docente.
Child.
Early childhood education.
Teachers discourse.
Área do CNPQ: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Educação, Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais - IELACHS::Curso de Graduação em Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: REIS, Laudeth Alves dos. O ser criança na educação infantil: o desvelar do discurso docente. 2016. 120f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós­-Graduação em Educação, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 2-Dec-2016
Appears in Collections:Programa de Pós­-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Laudeth A Reis.pdfDissert Laudeth A Reis1,2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons