Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/469
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMESSINA, Natalia-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6023711576561446por
dc.contributor.advisor1BELLO, Osvaldo Dalberio dall-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3145062026626452por
dc.date.accessioned2017-12-20T17:06:08Z-
dc.date.issued2016-02-19-
dc.identifier.citationMESSINA, Natalia. Exame Nacional do Ensino Médio: razões e contradições. 2016. 73f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós­-Graduação em Educação, Universidade Federal do Triângulo Mineiro,Uberaba, 2016.por
dc.description.resumoVinculada a Linha de Pesquisa 1 – Fundamentos e práticas educacionais do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), a presente dissertação é caracterizada como pesquisa qualitativa, básica e exploratória. Apresenta um estudo sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no Brasil. Este estudo prioriza compreendê-lo como principal instrumento de seleção para o ingresso no Ensino Superior brasileiro e a estrutura desta dissertação contempla levantamento recente sobre o tema pesquisado (2010-2015), além de discussões referentes a temática sobre avaliação a partir de autores clássicos como Luckesi (1999, 2000, 2006), Gatti (1987, 2009), Libâneo (1991), Vianna (1995), Perrenoud (1999), Villas Boas (2004), entre outros. O maior destaque é direcionado à apresentação histórica, estrutural e funcional do ENEM. Descrito como um exame individual e de caráter voluntário, o ENEM é aplicado anualmente aos estudantes que estão concluindo ou que já concluíram o Ensino Médio em anos anteriores. Criado em 1998, o Exame passou por uma expressiva reestruturação em 2009 e hoje possui um total de 18 Exames aplicados. Associamos ao ENEM as principais características de verificação, classificação e seleção e verificamos que além da fundamental relevância para o ingresso no Ensino Superior, programas governamentais (PROUNI, FIES, Ciências sem Fronteiras, PRONATEC e Certificação do Ensino Médio) e sistemas governamentais (SISU e SISUTEC) compõe a importância nacional conferida ao ENEM. Algumas razões foram associadas ao Exame, como: 1. Ampla e diversificada possibilidade de utilização das notas do ENEM; 2. Políticas sociais que atendem alunos desfavorecidos e oriundos de escolas públicas; 3. Utilização de novas metodologias para elaboração e correção do Exame. E as contradições que se sobressaíram são: 1. Ranqueamento de escolas públicas e particulares de Ensino Médio; 2. Fortalecimento do mercado educacional privado; 3. Direcionamento de verba pública a IES particulares; 4. Políticas de assistência e manutenção dos alunos nas IES. 5. Influencia na reestruturação dos currículos do país e favorecimento de outras mudanças no cotidiano escolar de alunos, professores e diversos profissionais da educação.por
dc.description.abstractLinked to Research Line 1 - Fundamentals and educational practices of the Post-Graduate Education (PPGE) of the Federal University of Triangulo Mineiro (UFTM), this work presents is characterized as qualitative, basic and exploratory research. A study of the “Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM” (Medium Teaching National Exam), in Brazil. This study gives priority to understand it as the primary selection tool for entering the Brazilian Higher Education and the structure of this dissertation includes recent survey on the subject studied (2010-2015), in addition to referring to discussions on thematic assessment from classic authors like Luckesi (1999, 2000, 2006), Gatti (1987, 2009), Libâneo (1991), Viana (1995), Perrenoud (1999), Villas Boas (2004), among others. The highlight is directed to the historical presentation, structural and functional ENEM. Described as an individual examination and voluntary, the ESMS is applied annually to students who are completing or have completed high school in previous years. Created in 1998, the Survey has undergone a significant restructuring in 2009 and now has 18 tests applied. Associate with ENEM the main scan characteristics, classification and selection, and found that in addition to the fundamental relevance for entry into higher education, government programs (PROUNI, FIES without Borders Sciences, PRONATEC and high school certification) and government systems (SISU and SISUTEC) comprises the national importance given to ENEM. Some reasons were associated with the examination as: 1. Large and diverse possibility of using ESMS notes; 2. Social policies that serve disadvantaged and coming students from public schools; 3. Use of new methods for the preparation and correction of examination. And the contradictions that stood out are: 1. ranking of public and private high schools; 2. Strengthening the private education market; 3. Targeting public funds to private education istituições; 4. Assistance Policies and maintenance of students in HEIs. 5. Influences on the restructuring of the country's curriculum and favoring other changes in daily school students, teachers and various professional education.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://bdtd.uftm.edu.br/retrieve/2816/Dissert%20Natalia%20Messina.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Triângulo Mineiropor
dc.publisher.departmentInstituto de Educação, Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais - IELACHS::Curso de Graduação em Letraspor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFTMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.relation.referencesANDRADE, E. C. Rankings em Educação: Tipos, Problemas, Informações e Mudanças: Análise dos Principais Rankings Oficiais Brasileiros. In: Estudos Econômicos, São Paulo, v. 41, n. 2, p. 323-343, 2011. ANDRIOLA, W. B. Doze motivos favoráveis à adoção do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) pelas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). In: Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 70, p. 107-126, 2011. BEAUCHAMP; PAGEL; NASCIMENTO. Indagações sobre currículo: currículo e avaliação. Brasília. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Ensfund/indag5.pdf>. Acesso em: 19 jun. 2014 BRASIL. Reformulação e Ampliação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Educação. 2010. Disponível em: < https://i3gov.planejamento.gov.br/textos/livro3/3.2_Educacao.pdf>. Acesso em 18 set. 2014. ___________. Ministério da Educação - MEC, 2010. Educação Básica: Exame Nacional do Ensino Médio. Disponível em: <http://gestao2010.mec.gov.br/o_que_foi_feito/program_75.php>. Acesso em: 9 de setembro de 2013. ___________. Enem 2014 tem mais de 8,7 milhões de participantes confirmados. Portal Brasil. 2014. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/educacao/2014/06/enem- 2014-tem-mais-de-8-7-milhoes-de-participantse-confirmados>. Acesso em 20 abr. 2015 ___________. Enem é porta de entrada para universidades e programas do governo. Portal Brasil. 2014. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/educacao/2014/05/enem-e-porta-de-entrada-parauniversidades-e-programas-do-governo>. Acesso em 13 mai. 2015 ___________. Dilma: Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de educação superior. Portal Brasil. 2014. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/educacao/2014/01/dilma-sisu-oferece-171-401-vagas-em-4- 723-cursos-de-educacao-superior>. Acesso em: 11. jan. 2015 ___________. Ciências sem Fronteira. O que é? Disponível em: < http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/o-programa>. Acesso em: 17 jun. 2015 ___________. Perguntas frequentes - FIES. Programa de Financiamento Estudantil. Disponível em: <http://sisfiesportal.mec.gov.br/faq.html>. Acesso em: 20. out. 2015 ___________. Instituto português receberá estudante com boa nota no Enem. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/component/content/index.php?option=com_content&view=art icle&id=31901:instituto-portugues-recebera-estudante-com-boa-nota-noenem&catid=212&Itemid=86>. Acesso em: 20 nov. 2015 ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 1999. Fundo de financiamento estudantil-fies. 1999. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2000. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2000. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2001. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2001. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2002. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2002. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2003. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2003. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2004. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2004. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2005. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2005. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2006. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2006. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2007. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2007. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2008. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2008. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2009. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2009. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2010. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2010. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2011. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2011. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2012. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2012. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2013. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2013. ___________. Relatório da Gestão Financeira do Exercício de 2014. Fundo de financiamento estudantil-fies. 2014. ___________. Edição deste ano terá mais de 8,7 milhões de participantes. 2014. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/visualizar/- /asset_publisher/6AhJ/content/edicao-deste-ano-tera-mais-de-8-7-milhoes-departicipantes>. Acesso em: 14 abr. 2015 ___________. Objetivos das avaliações. 2013. Disponível em: <http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:8dbzIbSl4LEJ:portal.inep.gov .br/web/prova-brasil-e-saeb/objetivos-das-avaliacoes-gestor+&cd=1&hl=ptBR&ct=clnk&gl=br>. Acesso em: 20 set. 2013 ___________. Edital do ENEM. Edital nº 6, de 15 de maio de 2015. Disponível em: < http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/edital/2015/edital_enem_2015.pdf>. Acesso em: 19 nov. 2015 ___________. Guia de Certificação do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. 2014. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/certificacao/2014/guia_certificaca o_enem_2014.pdf>. Acesso em: 12 mai. 2015 ___________. Aperfeiçoamento da Gestão do Ministério da Educação – MEC. Catalogação das Ações Estratégicas Vinculadas ao PDE. 2010. ___________. ProUni – Apresentação. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=205&Itemid=298>. Acesso em: 18 fev. 2015. ___________. Portaria normativa Nº 7, de 25 de maio de 2015. Gabinete do Ministro. Ministério da Educação. Diário Oficial da União – Seção 1. 2015. ___________. Tire suas dúvidas. 2015. Disponível em: <http://sisu.mec.gov.br/tiresuas-duvidas>. Acesso em: 20 mai. 2015. ___________. Como funciona. 2015. Disponível em: <http://sisu.mec.gov.br/comofunciona>. Acesso em: 20 mai. 2015. ___________. Portal SISUTEC. Tire suas dúvidas. Disponível em: < http://sisutec.mec.gov.br/tire-suas-duvidas>. Acesso em 19 jun. 2015 CATANI, D. B.; GALLEGO, R. De C. Avaliação. São Paulo: Editora UNESP, 2009. CUNHA E. de P.; CUNHA, E. S. M. Políticas públicas e sociais. In: CARVALHO, A.; SALES, F. (Org.). Políticas públicas. Belo Horizonte: UFMG, 2002. FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade. Ano XXIII. Nº 79. Ago. 2002. FREITAS, L. C. de. (Org.). Avaliação: construindo o campo e a crítica. Florianópolis: Insular, 2002. GATTI, B. A. Testes e avaliações do ensino no Brasil. Educação e Seleção. São Paulo. nº 16. 1987. ___________. Avaliação de sistemas educacionais no Brasil. Revista de Ciências da Educação. São Paulo. nº 9. 2009. GEMAA. O que são ações afirmativas? 2011. Disponível em: <http://gemaa.iesp.uerj.br/dados/o-que-sao-acoes-afirmativas.html>. Acesso em 06 jul. 2015 IBGE. Metadados – Exame Nacional do Ensino Médio, 2014. Disponível em: < http://ces.ibge.gov.br/base-de-dados/metadados/inep/exame-nacional-do-ensino-medioenem>. Acesso em: 10 fev. 2015 LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo, Cortez. 1991. LOPES, A. C.; LOPEZ, S. B. A performatividade nas políticas de currículo: O caso do ENEM. Educ. rev. [online]. 2010, vol.26, n.1, pp. 89. LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. 9 ed. São Paulo: Cortez, 1999. ___________. Entrevista com Cipriano Carlos Luckesi. Nova Escola. ed. 191. Disponível em: <http://revistaescola.abril.com.br/formacao/cipriano-carlos-luckesi- 424733.shtml>. Acesso em: 12 jul. 2015 ___________. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 2008. ed 19. MENEGHEL, S. M.; KREISCH, C. Concepções de avaliação e práticas avaliativas na escola: entre possibilidades e dificuldades. In: Anais IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE, 2009. MILDNER, T; SILVA, A. O ENEM como forma alternativa ou complementar aos concursos vestibulares no caso das áreas de conhecimento “língua portuguesa e literatura”: relevante ou passível de refutação? Estudos em Avaliação educacional. São Paulo: n. 25, p. 43-76, jan./jun. 2002. OLIVEIRA, M. Compare as falas de Dilma nas posses do primeiro e do segundo mandato. 2015. Disponível em: <http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/01/compare-falas-de-dilma-nas-posses-doprimeiro-e-do-segundo-mandato.html>. Acesso em: 16 fev. 2015 PERISSÉ, G. Palavras e origens, 2010. Disponível em: <http://palavraseorigens.blogspot.com.br/2010/11/todo-exame-e-exigente.html>. Acesso em 15 nov. 2015. PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed. 1999. SANTOS, J. M. C. T. Exame Nacional do Ensino Médio: entre a regulação da qualidade do Ensino Médio e o vestibular. Educar em Revista. Curitiba. n. 40, p. 195-205. 2011. SEVERINO, A. J. Metodologias do Trabalho Científico. Ed 23. São Paulo. Editora Cortez. 2007. SILVA, C. S. Estudo qualitativo sobre as mudanças que o ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – provocou nos trabalhos pedagógicos e metodológicos dos professores do ensino médio. Espaço do currículo. V. 4. nº 2, p.186-196. 2012. SEDHS. O que é Transferência de Renda? Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano e Social. Governo de Brasília, 2012. Disponível em: <http://www.sedest.df.gov.br/direitos/o-que-e-transferencia-de-renda.html>. Acesso em 22 jun. 2015. UFJF. Avaliação Formativa. CAEd - Faculdade de Educação. Universidade Federal de Juiz de Fora. Disponível em: <http://www.portalavaliacao.caedufjf.net/paginaexemplo/tipos-de-avaliacao/avaliacao-formativa/>. Acesso em 21 jan. 2014. VIANNA, H. M. Estudos em avaliação educacional. Nº 12. São Paulo. Fundação Carlos Chagas. Disponível em: < http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/viewFile/2263/2216>. Acesso em: 19 mai. 2015. VILLAS BOAS, B. M. F. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Ed 5. Campinas. Papirus Editora. 2004. VIEIRA, V. M. O. Representações Sociais e Avaliação Educacional: o que revela o PORTFOLIO. 261 páginas. Tese Pontifícia Universidade Católica. São Paulo. 2006. ZANELLA, R. EASy – Sistema de avaliações via Web baseado no HiperAutomaton. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2005.por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectENEM.por
dc.subjectIngresso no Ensino Superior.por
dc.subjectSistemas e Programas governamentais associados.por
dc.subjectENEM.eng
dc.subjectAdmission to higher education.eng
dc.subjectSystems and associated government programs.eng
dc.subject.cnpqEducaçãopor
dc.titleExame Nacional do Ensino Médio: razões e contradiçõespor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós­-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Natalia Messina.pdfDissert Natalia Messina842,57 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons