Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/477
Tipo: Tese
Título: Aptidão cardiorrespiratória, adesão ao baixo consumo de sódio e qualidade de vida de pacientes com insuficiência cardíaca
Autor: ALMEIDA NETO, Omar Pereira de
Primeiro orientador: PEDROSA, Leila Aparecida Kauchakje
Resumo: A Insuficiência Cardíaca (IC) impacta negativamente à qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) e pode estar relacionado à constructos como consumo de sódio e aptidão cardiorrespiratória (ACR). Este estudo buscou avaliar o impacto da ACR e da adesão ao baixo consumo de sódio sobre a QVRS específica de pacientes com IC, assim como caracterizar o perfil clínico, eletrocardiográfico, ecocardiográfico e socioeconômico dos mesmos. Inquérito longitudinal, quantitativo e analítico. Participantes foram avaliados semestralmente em três momentos distintos tanto em âmbito ambulatorial (T0;T2) quanto via monitorização telefônica (T1), com aplicação dos instrumentos: Questionário de caracterização Clínica e Socioeconômica; Minnesota Living With Heart Failure Questionnaire (MLHFQ), Dietary Sodium Restriction Questionnaire (DSRQ) e Veterans Specific Activity Questionnaire (VSAQ). Procedeu-se à análise estatística no ambiente R: A Language and Environment for Statistical Computing, realizando medidas de tendência central, de proporção, teste de normalidade, intervalos de confiança, correlações de Spearman e análise de regressão múltipla. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética, parecer nº 1.864.889. Um total de 81 pacientes foram incluídos em T0, 74 em T1 e 72 em T2, predominantemente do sexo feminino (51,85%) e idade média de 66,75(±10,84) anos. A Classe Funcional NYHA III foi a mais prevalente (50,63 %) de etiologia chagásica (53,10%) sendo a HAS principal comorbidade (82,72%). Os escores de adesão ao baixo consumo de sódio evidenciaram estar abaixo do ponto de corte proposto para boa adesão, assim como os valores de ACR, os quais indicaram VSAQ = 3 METs em todos os momentos. Os índices de óbito aumentaram de 8,64% em T1 para 11,11% em T2, assim como a internação de 4,94% em T1 para 7,4% em T2. O MLHFQ evidenciou impacto negativo em todos os domínios, além de piora ao longo do tempo no domínio inespecífico e escore total. A condição de trabalho ativa indicou 16,5 vezes chances a mais de irem a óbito. No modelo de regressão, o domínio físico do MLHFQ estabeleceu relação significante (p<0,01) com as variáveis: sexo (r=0,25), obesidade (r=-0,22), Classe Funcional NYHA (r=0,23), Classificação da Gravidade da Cardiopatia (r=-0,44) e VSAQ corrigido para idade (r=-0,37). O VSAQ corrigido para idade estabeleceu relações significantes (p<0,01) com as variáveis independentes: Idade (r=-0,49), estado civil (r=-0,26), escolaridade (r=0,29), uso de Antitrombóticos (r=0,23), medida ecocardiográfica quantitativa da aorta (r=-0,23), alteração anatômica e funcional da válvula aórtica (r=0,24), classificação da gravidade da cardiopatia (r=0,65) e domínio físico do MLHFQ (r=-0,37). Estes resultados contribuem para o desenvolvimento de intervenções multiprofissionais direcionadas às10 necessidades de pacientes com IC, no que tange os construtos avaliados, visando a prevenção ou estadiamento de condições de piora da ACR, baixa adesão ao consumo de sódio e de QVRS.
Resumo: Heart Failure (HF) negatively impacts health-related quality of life (HRQoL) and may be related to constructs such as sodium consumption and cardiorespiratory fitness (ACR). This study aimed to evaluate the impact of ACR and adherence to low sodium consumption on the specific HRQOL of patients with HF, as well as to characterize the clinical, electrocardiographic, echocardiographic and socioeconomic profile of the patients. Longitudinal, quantitative and analytical survey. Patients were evaluated semiannually at three different times in the outpatient setting (T0, T2) and by telephone monitoring (T1), with application of the instruments: Clinical and Socioeconomic Characterization Questionnaire; Minnesota Living With Heart Failure Questionnaire (MLHFQ), Dietary Sodium Restriction Questionnaire (DSRQ) and Veterans Specific Activity Questionnaire (VSAQ). Statistical analysis was performed in the R environment: The Language and Environment for Statistical Computing, performing measures of central tendency, proportion, normality test, confidence intervals, Spearman correlations and multiple regression analysis. Project approved by the Ethics Committee, nº 1.864.889. A total of 81 patients were included in T0, 74 in T1 and 72 in T2, predominantly female (51.85%) and mean age of 66.75 (± 10.84) years. The NYHA III Functional Class was the most prevalent (50.63%) of Chagasic etiology (53.10%), and the main comorbidity was (82.72%). The adhesion scores to low sodium consumption were found to be below the proposed cut-off point for good adhesion, as well as ACR values, which indicated VSAQ = 3 METs at all times. Death rates increased from 8.64% in T1 to 11.11% in T2, as well as the hospitalization of 4.94% in T1 to 7.4% in T2. The MLHFQ showed negative impact in all domains, besides worsening over time in the non-specific domain and total score. The active working condition indicated 16.5 times more chances of going to death. In the regression model, the physical domain of the MLHFQ established a significant relationship (p <0.01) with the variables: sex (r = 0.25), obesity (r = -0.22), NYHA Function Class , 23), Cardiopathy Severity Rating (r = -0.44) and age-corrected VSAQ (r = -0.37). The age-adjusted VSAQ established significant relationships (p <0.01) with the independent variables: age (r = -0.49), marital status (r = -0.26), schooling (r = 0.29), (R = 0.23), quantitative echocardiographic measurement of the aorta (r = -0.23), anatomical and functional alteration of the aortic valve (r = 0.24), classification of the severity of the cardiopathy (r = 0, 65) and physical domain of MLHFQ (r = -0.37). These results contribute to the development of multiprofessional interventions aimed at the needs of patients with HF12 in relation to the evaluated constructs, aiming at the prevention or staging of worsening conditions of ACR, low adhesion to sodium consumption and HRQoL.
Palavras-chave: Aptidão Cardiorrespiratória
Dieta Hipossódica
Enfermagem Cardiovascular
Estudos Longitudinais
Insuficiência Cardíaca
Qualidade de Vida
Cardiorespiratory Fitness
Hyposodic Diet
Cardiovascular Nursing
Longitudinal Studies
Heart failure
Quality of Life
Área do CNPQ: Angiologia
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: ALMEIDA NETO, Omar Pereira de. Aptidão cardiorrespiratória, adesão ao baixo consumo de sódio e qualidade de vida de pacientes com insuficiência cardíaca. 2017. 209f. Tese (Doutorado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 15-Sep-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Omar P Almeida Neto.pdfTese Omar P Almeida Neto3,33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons