Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/481
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação da esperança, ansiedade e depressão em pacientes com câncer no sistema gastrointestinal
Título(s) alternativo(s): Evaluation of Hope, Anxiety and Depression in Patients with Cancer in the Gastrointestinal Tract
Autor: BOSCOLO, Luana Barbosa Zago 
Primeiro orientador: BARICHELLO, Elizabeth
Resumo: Dentre os tipos de CA que mais acometem os brasileiros, é possível observar uma parcela significativa presente no sistema gastrointestinal. A doença pode trazer comprometimentos físicos, emocionais e sociais, além das dificuldades enfrentadas graças ao tipo de tratamento ao qual o paciente é submetido, que pode ser agressivo ou mutilador e ter diversos efeitos adversos. O acompanhamento clínico destes pacientes sugere que eles apresentam sintomas de depressão e ansiedade desde o momento do diagnóstico. O tratamento pode impor algumas dificuldades e limitações, porém é possível manter a expectativa ao pensar na possibilidade de cura. A esperança impulsiona o paciente a continuar lutando, afim de retomar seus projetos de vida. O objetivo geral deste estudo foi analisar a relação entre variáveis sóciodemográficas, clínicas, ansiedade, depressão e esperança de pacientes com câncer no trato gastrointestinal no período pré-operatório. Para a coleta de dados, utilizou-se três instrumentos: um contendo os dados sociodemográficos e clínicos do paciente, a Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) e a Escala de Esperança de Herth. Para análise estatística das variáveis categóricas foram empregadas as distribuições de frequências absolutas e percentuais, e para as variáveis quantitativas empregou-se medidas de tendência central, bem como medidas de dispersão. As variáveis categóricas foram comparadas aos escores de ansiedade utilizando-se o Teste t-Student e, quanto aos escores de depressão e esperança, utilizou-se também o teste não paramétrico de Mann-Whitney. Já para as variáveis quantitativas utilizouse as correlações de Pearson e Spearman. Participaram do estudo 36 pacientes, com média de idade de 62,08 anos, baixa escolaridade, aposentados, renda mensal de um a dois salários mínimos, casados e com religião. Em relação aos aspectos clínicos, a maioria dos pacientes apresentou CA colorretal, sem metástase, sem realização de tratamento prévio à cirurgia. Estavam internados há um dia e era o primeiro procedimento cirúrgico para a abordagem do tumor. Em geral, os pacientes apresentaram médias baixas de ansiedade (5,41) e depressão (3,13) com alfa de Cronbach de 0,75 e 0,78 respectivamente. Na análise univariada, observou-se que a escolaridade influenciou a ansiedade. Já em relação à depressão, o paciente que tem companheiro apresenta escore menor de depressão. Entretanto, na análise multivariada, nenhuma variável apresentou diferença estatisticamente significativa. A maioria dos pacientes apresentou nível elevado de esperança, evidenciado pela média encontrada (42,89). Quando analisada a relação da esperança com as variáveis sociodemográficas e clínicas, identificou-se diferenças significativas para ansiedade e depressão. Quanto menor o escore de ansiedade e depressão, maior o escore de esperança encontrado. Nenhuma outra variável apresentou diferença estatisticamente significativa. Observamos que os sujeitos do estudo, mesmo diante de um procedimento cirúrgico, mostravam-se tranquilos e esperançosos. A enfermagem, devido ao estreito vínculo que possui com o paciente, deve auxiliar no reconhecimento de sinais de transtornos emocionais e na promoção da esperança nos pacientes.
Resumo: Among the types of cancer that affect the Brazilian population the most, it is possible to note that a significant amount is in the gastrointestinal track. The disease can provoke physical, emotional and social damages, as well as difficulties due to the treatment undergone by the patient, which can be aggressive or mutilating and have several adverse effects. The clinical follow-up of these patients suggests that they present depression and anxiety symptoms since the moment of the diagnostic. The treatment can impose some difficulties and limitations, but it is possible to keep hope when one thinks about the possibility of a cure. Hope encourages the patients to keep on fighting, so they can resume life projects. The general objective of this study was to analyze the relationship between sociodemographic and clinical variables, anxiety, depression and hope of patients with cancer in the gastrointestinal tract, in the preoperatory period. To collect the data, three instruments were used: one containing sociodemographic and clinical data of the patient, the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) and the Herth Hope Index. For the statistical analysis of the categoric variables, frequency distribution was used both in absolute numbers and in percentage, while for the calculation of the quantitative variables, measures of central tendency and dispersion were employed. The categoric variables were compared to the anxiety scores with Student’s T-test, and regarding the scores of depression and hope, the non-parametric Mann-Whitney test was also used. As to the quantitative variables, the correlations of Pearson and Spearman were used. 36 patients participated in the study. On average, they were 62.08 years old, of a low educational level, retired, their monthly income was from one to two minimum wages, they were married and followed a religion. Regarding clinical aspects, most patients presented colon and rectal cancer, with no metastasis and no treatments conducted before the surgery. They had been hospitalized for one day for their first surgical procedure to deal with the tumor. Generally, the patients presented low anxiety (5.41) and depression (3.13) levels with Cronbach’s alpha of 0.75 and 0.78, respectively. In the univariate analysis, it was found that the educational level influenced anxiety. Regarding depression, the patients who had partners had lower depression levels. In the multivariate analysis, however, no variable presented statistically meaningful difference. Most patients had a high level of hope, as evidenced by the average result (42.89). When the relationship between hope and the sociodemographic and clinical variables was analyzed, significant differences were identified for anxiety and depression. The less the score of anxiety and depression, the greater the score of hope. It was found that the subjects of the study, even when confronted with a surgical procedure, were calm and hopeful. Nursing, due to its close link to the patients, must help them through the recognition of signals of emotional disorders and through the promotion of hope.
Palavras-chave: Neoplasias do Sistema Digestório.
Ansiedade.
Depressão.
Esperança.
Digestive System Neoplasms.
Anxiety.
Depression.
Hope.
Área do CNPQ: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: BOSCOLO, Luana Barbosa Zago. Avaliação da esperança, ansiedade e depressão em pacientes com câncer no sistema gastrointestinal. 2017. 79f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 19-Jul-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Luana B Z Boscolo.pdfDissert Luana B Z Boscolo934,6 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons