Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/482
Tipo: Dissertação
Título: Evolução temporal e caracterização dos casos de sífilis congênita e em gestantes, Minas Gerais, 2007 a 2015
Título(s) alternativo(s): Temporal evolution and characterization of congenital and pregnant women syphilis cases, Minas Gerais, 2007 and 2015
Autor: ALVES, Patrícia Iolanda Coelho 
Primeiro orientador: CASTRO, Sybelle de Souza
Resumo: A sífilis é definida como uma doença infecciosa e sistêmica causada pela bactéria Treponema pallidum. A transmissibilidade ocorre por meio de contato sexual, transplantes de órgãos, ou transmissão vertical. Trata-se de uma doença evitável e de fácil diagnóstico, porém, ainda é considerada um importante problema de saúde pública devido à alta transmissibilidade e a frequentes complicações. Este estudo teve como objetivos analisar os casos notificados de sífilis congênita e sífilis em gestantes no estado de Minas Gerais entre 2007 e 2015; analisar a completude do preenchimento dos respectivos bancos de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN); calcular a incidência e avaliar a evolução temporal da sífilis congênita e sífilis em gestantes entre 2007 e 2015. Trata-se de um estudo transversal, quantitativo e retrospectivo e também de uma análise de série temporal. O estudo foi desenvolvido com a utilização de dois bancos de dados secundários do SINAN, fornecidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES)/MG, referentes aos casos de sífilis congênita e em gestantes notificados no estado de Minas Gerais entre 2007 e 2015. Para análise dos dados, utilizou-se estatística descritiva, cálculos das taxas de detecção de sífilis em gestante e de incidência de sífilis congênita e modelo de regressão polinomial para análise de tendência temporal. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob o parecer nº 1.777.164. Em Minas Gerais entre 2007 e 2015, houve 4.381 e 8.477 casos notificados de sífilis congênita e em gestantes, respectivamente. Observou-se que, a partir de 2011, a incidência da infecção aumentou consideravelmente. A taxa de detecção para sífilis em gestantes variou entre 0,94 a 9,82 e de incidência para sífilis congênita de 0,61 a 5,08 por 1.000 nascidos vivos no período. Na análise da incompletude de informações acerca das notificações constataram-se variáveis com registros em branco/ignorados, dificultando uma avaliação pormenorizada dos casos. Houve predomínio de gestantes jovens, 20 a 39 anos (71,4%), cor de pele parda (40,6%) e com ensino fundamental incompleto (45,9%). Os casos foram notificados em sua maioria no 3° trimestre de gestação, com classificação clínica da doença como primária e resultado reagente para o teste não treponêmico. A adesão do parceiro ao tratamento foi baixa neste estudo (22,0%). Os casos de sífilis congênita tiveram predomínio da cor de pele parda (38,7%), faixa etária de até 6 dias de vida (94,7%) e diagnóstico definitivo para sífilis congênita recente (95,2%). A minoria das mães realizou o tratamento adequadamente durante a gestação (4,6%). A série temporal entre 2007 e 2015 apresentou uma tendência crescente (p<0,05) de 0,98 casos ao ano da incidência de sífilis congênita e 0,99 casos de sifilis em gestantes no estado de Minas Gerais a partir de 2008. Conclui-se que existe uma necessidade de melhoria no preenchimento das fichas de notificação para que campos ignorados e/ou em branco se apresentem em menores proporções elevando a qualidade das informações. O número de casos notificados para sífilis em gestantes e sífilis congênita ainda é crescente e tende a aumentar, sugerindo que há necessidade de otimização na assistência à gestantee de medidas de prevenção sexual, assim como a ampliação do acesso à consulta pré-natal de qualidade e a busca ativa dos parceiros para tratamento conjunto, para que se possa alcançar a meta de erradicação da sífilis congênita.
Resumo: The syphilis is defined as an infectious and systemic disease caused by the bacteria Treponema pallidum. The transferability occurs through sexual contact, organs transplants, or vertical transmission. It is a prevent disease and of easy diagnosis, however, still an important problem of public health because of the high transferability and the often complications is considered. This study had as objectives to analyze the notified cases of congenital syphilis and syphilis in pregnant women in the state of Minas Gerais between 2007 and 2015; to analyze the completeness of the fulfilling of the respective data bases of the Diseases Information System Notification (DISN); to calculate the incidence and to evaluate the temporal evolution of congenital syphilis and syphilis in pregnant women between 2007 and 2015. One is about a transversal, quantitative and retrospective study and also of a time serie analysis. The study it was developed with the use of two secondary data bases of the DISN, provided from State Secretary of Health (SSH)/MG referring to the cases of congenital syphilis and syphilis in pregnant women notified in the state of Minas Gerais between 2007 and 2015. For analysis of the data descriptive statistics was used, calculations of the taxes of detention of syphilis in pregnant women and congenital syphilis incidence and model of polynomial regression for analysis of time trend.The Research Ethics Committe eunder opinion n º 1.777.164 approved this study. In Minas Gerais between 2007 and 2015, it had 4.381 and 8.477 notified cases of congenital syphilis and syphilis in pregnant women, respectively. It was observed that from 2011 the incidence of the infection increased considerably. The detection rate for syphilis in pregnant women ranged from 0.94 to 9.82 and incidence for congenital syphilis from 0.61 to 5.08 per 1,000 live births in the period. In the analysis of the incompleteness of information about notifications was found changeable with blank/ignored registers, making it difficult a detailed evaluation of the cases. It had predominance of young pregnant women, the 20 to 39 years (71.4%), color of medium brown skin (40.6%) and with incomplete basic education (45.9%). The cases had been notified in its majority in 3° trimester of gestation, with clinical classification of the disease as primary and reacting result for the not treponemal test. The adhesion of the partner to the treatment was low in this study (22.0%). The congenital syphilis cases had predominance of the color of medium brown skin (38.7%), age group till to 6 days of life (94.7%) and recent definitive diagnosis for congenital syphilis (95.2%). The minority of the mothers adequately carried through the treatment during the gestation (4.6%). The time series between 2007 and 2015 showed increasing trend (p< 0.05) of 0.98 cases per annum of the incidence of congenital syphilis and 0.99 cases de SP in the state of Minas Gerais from 2008. One concludes that a necessity of improvement in the fulfilling of the records exists so that ignored fields and/or blank if present in lesser ratios raising the quality of the information. The number of cases notified for syphilis in pregnant women and congenital syphilis still is increasing and tends to increase, suggesting that it has necessity of optimization in the assistance to pregnant women and sexual prevention measures, as well as magnifying of the access to the prenatal consultation of quality and searches active of the partners for joint treatment, so that if can reach the goal of eradication of the congenital syphilis.
Palavras-chave: Sífilis.
Sífilis congênita.
Gestantes.
Doenças sexualmente transmissíveis.
Syphilis.
Congenital syphilis.
Pregnant women.
Sexually transmitted diseases.
Área do CNPQ: Saúde Materno-Infantil
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: ALVES, Patrícia Iolanda Coelho. Evolução temporal e caracterização dos casos de sífilis congênita e em gestantes, Minas Gerais, 2007 a 2015. 2017. 97f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 29-May-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Patricia I C Alves.pdfDissert Patricia I C Alves2,19 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons