Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/483
Tipo: Dissertação
Título: Um estudo sobre a abordagem dos conteúdos estocásticos na Educação Básica no Brasil sob a ótica da Teoria Antropológica do Didático
Título(s) alternativo(s): A study on the approach of stochastic content in Basic Education in Brazil from the perspective of Anthropological Theory of Didactic
Autor: ANJOS, Roberta de Cássia dos 
Primeiro orientador: OLIVEIRA JUNIOR, Ailton Paulo de
Resumo: Vivemos em um mundo estocastizado do ponto de vista da incerteza, ou sorte, ou probabilidade. O termo ―Estocástica‖ no Brasil tem sido utilizado com frequência por diversos pesquisadores do ensino de Estatística, Probabilidade e Combinatória referindo-se à interconexão entre os conceitos combinatório, probabilístico e estatístico. Existe uma real carência de pesquisas sobre o tema ―Estocástica‖ por várias razões; uma delas seria a formação de um ciclo em que a disciplina Estatística encontra-se cada vez menos valorizada. A questão orientadora da investigação foi a seguinte: ―Quais as relações que podemos estabelecer entre os documentos públicos norteadores da educação brasileira do Ensino Fundamental, voltados para os alunos e professores, considerando o Ensino de Estocástica na Educação Básica?‖. Assim, o objetivo desse trabalho foi determinar as relações estabelecidas entre os documentos de orientações curriculares no Brasil em nível nacional, estadual e municipal, voltados para os alunos e professores, pensando o Ensino de Estocástica na Educação Básica, especificamente no Ensino Fundamental. A base teórica fundamentou-se na Teoria Antropológica do Didático (TAD) e sua perspectiva Ecológica. Por hipótese, formulamos o ecossistema do Ensino de Estocástica na Educação Básica e, nesta análise, consideramos o documento GAISE – Guidelines for Assessment and Instruction in Statistics Education (FRANKLIN et al., 2005) para o Ensino de Estatística. Para o alcance da proposta, ponderamos aspectos inerentes a determinado saber estocástico, dentre eles, aspectos sociais, ambientais, políticos e econômicos. Dessa forma, consideramos a análise da tríade objetopessoa-instituição de acordo com a Teoria Antropológica do Didático (TAD), tendo como base a antecipação da variabilidade para a compreensão e uma boa formulação da questão estatística. Os resultados apontaram que os documentos curriculares, Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) e a Base Nacional Comum Curricular - BNCC (Instituição – I) apostam mais na questão das habilidades, ou seja, a aplicação prática de uma determinada competência para resolver uma determinada situação, sendo que alguns são mais conteudistas, como o Conteúdo Básico Curricular do Estado de Minas Gerais (CBC) e as Diretrizes Curriculares Municipais de Uberaba. Além disso, entendemos que os documentos apresentam elementos importantes para um ensino de Estocástica por meio da contextualização e da Resolução de Problemas. Em contrapartida, não potencializam o ensino de Estocástica de forma adequada, pois não abordam situações reais vivenciadas pelos alunos, ou seja, não avaliam suas origens, suas experiências e que o ensino e a aprendizagem não fazem sentido para esses estudantes. Há um norteamento isolado quanto ao ensino de Estatística, Probabilidade e Análise Combinatória, não havendo a percepção de que estes conteúdos, na solução de problemas do cotidiano, devem ser considerados e utilizados de acordo com as necessidades das soluções, convergindo então para o ensino da Estocástica. Sendo assim, tomando-se por base essas lacunas, acreditamos em uma expectativa da inclusão da Educação Estocástica nos currículos de formação de professores de Matemática e na elaboração de documentos curriculares voltados para a Educação Básica, de modo que realmente oriente o docente que ensina Estocástica, tanto metodologicamente quanto na prática, em conjunto com professores, pesquisadores, órgãos Estaduais, Municipais e Federais, baseados em pesquisas educacionais.
Resumo: We live in a stochastic world from the point of view of uncertainty, or luck, or probability. The term "stochastic" in Brazil has been frequently used by several researchers in the teaching of Statistics, Probability and Combinatory, referring to the interconnection between combinatorial, probabilistic and statistical concepts. There is a real lack of research on the topic "Stochastic" for several reasons; one of them would be the formation of a cycle where the discipline Statistics is less and less valued. The guiding question of the research was: "What relations can we establish between the public documents guiding the Brazilian education of Elementary School, aimed at students and teachers, considering the Teaching of Stochastics in Basic Education?" Thus the objective of this work was to determine the relationships established between the curricular guidelines documents in Brazil at national, state and municipal level, aimed at students and teachers, thinking Stochastic Education in Basic Education, specifically Elementary School. The theoretical basis was based on the Didactic Anthropological Theory (TAD) and its Ecological Perspective. We hypothesized that we formulated the Stochastic Teaching Ecosystem in Basic Education and, in this analysis, we consider the document GAISE - Guidelines for Assessment and Instruction in Statistics Education (FRANKLIN et al., 2005) for Teaching Statistics. To reach the proposal, we consider inherent aspects of stochastic knowledge, including social, environmental, political and economic aspects. Thereby we consider the analysis of the object-person-institution triad according to the Didactic Anthropological Theory (TAD), based on the anticipation of variability for comprehension and a good formulation of the statistical question. The results pointed out that the curricular documents, National Curricular Parameters (PCN) and the National Curricular Common Base - BNCC (Institution - I) focus more on the question of skills, that is, the practical application of a certain competence to solve a given situation, being That some are more content like the Basic Curricular Content of the State of Minas Gerais (CBC) and the Municipal Curricular Guidelines of Uberaba. In addition, we understand that the documents present important elements for a Stochastic teaching through contextualization and Problem Solving. On the other hand, they do not adequately potentiate Stochastic teaching because they do not address real situations experienced by students, and that is they do not regarding their origins, their experiences and that teaching and learning do not make sense for these students. There is an isolated "guiding" regarding the teaching of Statistics, Probability and Combinatorial Analysis; Not having the perception that these contents in the solution of daily problems should be considered and used according to the needs of the solutions, converging to the teaching of Stochastic. Therefore, based on shortcomings, we believe in an expectation of the inclusion of Stochastic Education in the curricula of teacher training in Mathematics and in the elaboration of curricular documents aimed at Basic Education so that it really guides the teacher who teaches Stochastic, both methodologically and in practice, together with teachers, researchers, State, Municipal and Federal agencies based on educational research.
Palavras-chave: Ensino de Estocástica.
Educação Básica.
Teoria Antropológica do Didático.
Documentos curriculares nacionais.
Statistics Teaching.
Basic education.
Anthropological Theory of Didactic.
National curriculum documents.
Área do CNPQ: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Educação, Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais - IELACHS::Curso de Graduação em Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: ANJOS, Roberta de Cássia dos. Um estudo sobre a abordagem dos conteúdos estocásticos na Educação Básica no Brasil sob a ótica da Teoria Antropológica do Didático. 2017. 116f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 22-Feb-2017
Appears in Collections:Programa de Pós­-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Roberta C Anjos.pdfDissert Roberta C Anjos946,63 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons