Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/550
Tipo: Dissertação
Título: Sexualidade, gênero e geração: significados e experiências de idosas na pós-menopausa
Título(s) alternativo(s): Sexuality, gender and generation: elderly women meanings and experiences on post-menopause
Autor: CREMA, Izabella Lenza 
Primeiro orientador: DE TILIO, Rafael
Resumo: Nas sociedades ocidentais contemporâneas sexualidade e gênero têm sido alvos de discursos heteronormativos que atribuem rígidos papéis a homens e mulheres, enfatizam a reprodução biológica e reforçam relações dissimétricas entre e intragênero, além de corroborarem concepções equivocadas como a assexualidade das mulheres após a menopausa. As mulheres idosas têm apresentado maiores comprometimentos em relação à sexualidade do que os homens (menor qualidade de vida sexual e interesse sexual reduzido), aspectos que podem contribuir para o abandono da própria vida sexual. Diante disso, este estudo (que envolve duas pesquisas com objetivos distintos, porém articulados) tem como objetivo investigar os significados e experiências atribuídos por idosas com diferentes níveis de escolaridades às relações de gênero e sexualidade nos relacionamentos íntimos (Estudo 1) e à sexualidade após a menopausa (Estudo 2). Trata-se de pesquisas exploratórias, de caráter qualitativo e delineamento transversal. Participaram dois grupos de frequentadoras da Unidade de Atenção ao Idoso (UAI) de Uberaba/MG, cada qual com seis participantes (doze no total), alocadas de acordo com o nível de escolaridade (ensino básico incompleto e ensino básico completo e demais) e que possuem ou possuíram um relacionamento íntimo de longa duração. A coleta de dados pautou-se em entrevistas individuais semiestruturadas e notas e diário de campo. As entrevistas e notas foram transcritas e analisadas conforme a Análise de Conteúdo Temática proposta por Turato, a partir do referencial teórico de autores e teorias não essencialistas, pós-estruturalistas e foucaultianas sobre sexualidade e gênero. Os principais resultados apontam que as idosas, independente da escolaridade, não receberam informações suficientes sobre sexualidade e tiveram uma educação rígida, influenciada por valores morais, religiosos e tradicionais. Tais aspectos geraram repercussões para os relacionamentos íntimos e sexualidade, como desinformação, medo, vergonha, incertezas e dúvidas. Elas declararam ainda diferenças percebidas entre gerações, destacando o estranhamento diante das mudanças dos comportamentos sexuais das novas gerações. Assim, tiveram dificuldades de aceitação da maior liberdade sexual, mas avaliaram positivamente a emancipação feminina e passaram a questionar padrões considerados normais. Nos discursos evidenciou-se a naturalização da dicotomia de papéis nos relacionamentos por meio da associação da sexualidade feminina à esfera privada, ao cuidado, à maternidade, reprodução e a satisfação dos desejos do parceiro. Ademais, seus significados e experiências transitaram de concepções tradicionais de gênero a questionamentos e insatisfações. A maioria das interlocutoras refletiu sobre a menopausa como um período intrínseco ao envelhecimento feminino que envolve dificuldades e adaptações devido às transformações físicas, sociais e emocionais. A menopausa também foi caracterizada a partir de diagnósticos baseados em fatores biológicos e físicos. Porém, na pós-menopausa (apesar das dificuldades relatadas) a menopausa não foi significada como um momento fundamental para a sexualidade, visto que outros acontecimentos compuseram suas trajetórias. Os relatos destoaram da literatura científica, pois indicaram que o relacionamento e a sexualidade passaram por transformações, porém as mesmas não ocorreram em decorrência da menopausa. Por fim, a figura dos especialistas (principalmente médicos) esteve presente nos relatos das interlocutoras, relacionada ao tratamento de sintomas, a medicalização da sexualidade e conversas limitadas sobre sexualidade.
Resumo: In the contemporary western societies gender and sexuality have been targeted by heteronormative speeches that attribute strict roles to men and women, emphasize biological reproduction and dissymmetric relationships between and within genders – which corroborating with misconceptions about women’s sexuality after menopause. Elderly women have presented larger sexuality restrictions than men (less quality of life and reduced sexual interest), aspects that may contribute to the abandonment of their own sexual life. This study (that involves two researches with different goals, but articulated) aims to investigate the meanings and experiences attributed by elderly women with different levels of education to the gender and sexuality relations in intimate relationships (Study 1) and to sexuality after menopause (Study 2). These are exploratory researches of qualitative character and cross-sectional delineation. Two groups attending the Unit of Attention to the Elderly (UAI - Unidade de Atenção ao Idoso) in Uberaba/MG (Brazil), each with six participants (twelve in total), allocated according to the education level (incomplete elementary education and complete elementary education and others) and who have or have had a long-term intimate relationship. The data collection was based on individual, semi-structured interviews and notes and field diary. The interviews and notes were transcribed and analyzed according to the Thematic Content Analysis proposed by Turato based on the theoretical reference of non-essentialist, post-structuralist and Foucaultian authors and theories on sexuality and gender. The mains results indicates the elderly women regardless the education level did not receive enough information about sexuality and had a strict upbringing influenced by moral, religious, and traditional values. Such aspects generate repercussions in the intimate relationships and sexuality, such as misinformation, fear, shame, uncertainty and doubts. They also stated differences perceived between generations, highlighting the strangeness in face of the changes in the sexual behavior of the new generations (notwithstanding they had difficulties to accept the higher sexual freedom they also evaluated positively the feminine emancipation). In their speeches the naturalization of the dichotomy of roles in relationships by associating the feminine sexuality to the private sphere, care, maternity, reproduction, and satisfaction of the partner’s needs was evidenced. In addition, their meanings and experiences transited from traditional gender conceptions to questioning and dissatisfaction. The majority of interlocutors reflected on menopause as a period intrinsic to feminine aging that involves difficulties and physical, social and emotional transformations. Menopause was also characterized from diagnoses based on biological and physical factors. However, in postmenopause (in spite of the difficulties reported) menopause was not defined as a moment that is fundamental to sexuality. Reports lacked the scientific literature as they indicated that the relationship and sexuality underwent transformations, but they did not occur as a result of menopause. Finally, the figure of the specialists (mainly doctors) was present in the interlocutors’ reports related to the treatment of symptoms, the medicalization of sexuality and limited conversations about sexuality.
Palavras-chave: Sexualidade.
Gênero.
Mulher.
Envelhecimento.
Menopausa.
Sexuality.
Gender.
Woman.
Aging.
Menopause.
Área do CNPQ: Psicologia
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citação: CREMA, Izabella Lenza. Sexualidade, gênero e geração: significados e experiências de idosas na pós-menopausa. 2018. 113f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 19-Feb-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Izabella L Crema.pdfDissert Izabella L Crema733,8 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons