Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/622
Tipo: Dissertação
Título: Degradação eletroquímica do herbicida metano arseniato ácido monossódico
Autor: OLIVEIRA, Marcos Cesar 
Primeiro orientador: MALPASS, Geoffroy Roger Pointer
Resumo: Varias toneladas de produtos agrotóxicos apresentando o elemento químico arsênio como princípio ativo, são utilizados todos os anos, nos mais diversos tipos de lavouras e culturas, produzindo uma quantidade considerável de resíduos de arsênio que irão contaminar o solo e a água. Essa contaminação se deve principalmente a utilização fora das normas técnicas, sem a orientação e a supervisão de profissional credenciado, sendo comum a utilização de concentrações dos agroquímicos muito superiores às recomendadas. O metano arseniato ácido monossódico, conhecido pela sigla MSMA, é um agrotóxico muito utilizado sobretudo no plantio da lavoura de cana-de-açúcar e algodão. Esse herbicida possui o elemento químico arsênio em sua fórmula, sendo esse o principal responsável pelos efeitos do herbicida sobre as plantas invasoras e sobre o meio ambiente. O estudo de métodos de degradação desse composto é importante para evitar casos de contaminação que possam levar à morte de animais e até biomas inteiros. Essa pesquisa teve como objetivo principal a degradação do herbicida metano arseniato ácido monossódico através da produção de radicais livres, com alto poder oxidante, em eletrodos de titânio metálico e óxidos de titânio e rutênio, em solução eletrolítica de cloreto de sódio, em presença de radiação UV, empregando ânodos dimensionalmente estáveis (ADEs), caracterizando dessa forma o Processo Oxidativo Avançado (POA). Os ensaios foram separados em dois grupos, sendo o primeiro realizado somente com tratamento eletroquímico das amostras e o segundo grupo sofreu tratamento eletroquímico fotoassistido. Testes de comportamento das soluções contendo o herbicida comercial e o princípio ativo, capazes de determinar a demanda química de oxigênio e concentração de arsênio presente nas soluções, foram realizadas antes e após cada tratamento, e o resultado obtido foi a eliminação completa do carbono orgânico das soluções, independentemente do tratamento utilizado, e um percentual de remoção do arsênio solúvel de 99,85% e 99,89% nas solução do herbicida comercial e 99,71 e 99,82 no princípio ativo. Mesmo com a pequena diferença percentual observada entre o tratamento eletroquímico e o tratamento eletroquímico fotoassistido, torna-se clara a maior efetividade do tratamento com utilização de radiação UV.
Resumo: Several tons of pesticide products having the chemical element arsenic as active ingredient, are used every year in various types of crops and cultures, producing a huge amount of waste that will contaminate the soil and water. This contamination is mainly due to use outside of technical standards, without the guidance and supervision of licensed professional and is common to use the concentrations much higher than the recommended pesticides. The methane arsenate monosodium acid, known by the acronym MSMA, belongs to this group of pesticides being used mainly in the planting of sugarcane and cotton crops. This herbicide has the chemical element arsenic in its formula, which is the main responsible for the effects of the herbicide on the weeds and on the environment. The study of this compound degradation methods is important to avoid cases of contamination that could lead to the death of animals and even entire biomes. This research was the basic objective of the degradation of MSMA herbicide through the production of free radicals with high oxidizing power in metallic titanium electrodes and titanium and ruthenium oxides in the electrolyte solution of sodium chloride, UV radiation presence, employing dimensionally stable anodes (DSA®), thus characterizing the oxidative process Advanced (POA). The tests were divided into two groups, the first being performed only with electrochemical treatment of samples and the second group underwent electrochemical photo assisted treatment. Behavioral testing of solutions containing the commercial herbicide and the active principle, capable of determining the chemical oxygen demand and the concentration of arsenic present in the solutions were measured before and after each treatment and the result obtained was the complete elimination of organic carbon in solutions, regardless of the treatment used, and a removal percentage of soluble arsenic 99.85% and 99.89% in the solution of the commercial herbicide and 99.71 and 99.82 in the active principle. Even with the small percentage difference observed between the electrochemical treatment and electrochemical treatment photo assisted becomes clear more effective treatment with the use of UV radiation.
Palavras-chave: Agrotóxico.
Oxidação eletroquímica.
Arsênio.
Pesticides.
Electrochemical oxidation.
Arsenic.
Área do CNPQ: Eletroquímica
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas, Naturais e Educação - ICENE
Programa: Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química de Minas Gerais
Citação: OLIVEIRA, Marcos Cesar. Degradação eletroquímica do herbicida metano arseniato ácido monossódico. 2016. 88f. Dissertação (Mestradoo em Química) - Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química de Minas Gerais, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 16-Mar-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química de Minas Gerais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Marcos C Oliveira.pdfDissert Marcos C Oliveira1,9 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons