Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/649
Tipo: Tese
Título: A infecção pelo Helicobacter pylori cagA positivo apresenta maior expressão de A IL-8 e CCR-2
Autor: SILVA, Natália Maria Jacom Wood da 
Primeiro orientador: RODRIGUES, Denise Bertulucci Rocha
Primeiro co-orientador: RODRIGUES JUNIOR, Virmondes
Resumo: Introdução: Helicobacter pylori (H. pylori) é um importante agente etiológico de várias doenças do trato digestivo superior como gastrite, úlcera péptica e câncer gástrico. A expressão de fatores de virulência pela bactéria, principalmente o gene cagA contribui para uma maior patogenicidade da bactéria na mucosa gástrica. Objetivos: estudar a mucosa do antro gástrico de pacientes infectados pelo H. pylori e comparar com a história clínica, antecedentes clínicos e cirúrgicos, doenças concomitantes, dados do exame de endoscopia digestiva alta, do exame anatomopatológico e analisar a expressão dos fatores de virulência cagA, sítios de fosforilação CagA EPIYA, vacA, iceA1, iceA2 e babA2, e sua influência na expressão do TLR-4, IL-8, CCL-2 e CCR-2 nos indivíduos com gastrite ativa e H. pylori positivo. Material e Métodos: foram avaliados 126 pacientes submetidos ao exame de endoscopia digestiva alta (EDA) com queixas clínicas do trato digestivo superior. Para esta avaliação, antes do exame de EDA foi feito um questionário clínico e durante o exame endoscópico, realizaram-se biópsias múltiplas do esôfago, corpo e antro gástrico e teste rápido da urease. O material obtido foi encaminhado ao laboratório de patologia para exame anatomopatológico (EAP) e parte do material procedente do antro gástrico foi identificada a positividade do H. pylori através da expressão do gene 16S rRNA. Destes, 38 (30.1%) pacientes apresentaram H. pylori positivo, distribuídos da seguinte forma: 32 (84,2%) com gastrite ativa e 6 (15,8%) sem gastrite ativa. Foi pesquisado nessas amostras com H. pylori positivo a expressão de cagA, sítios de fosforilação CagA EPIYA, vacAm1, vacAm2, vacAs1, vacAs2, iceA1, iceA2, babA2, TLR-4, IL-8, CCL-2 e CCR-2, por meio da PCR. Resultados: Não encontramos nenhum dado clínico que pudesse estar relacionado à presença da infecção do H. pylori no estômago. Os achados endoscópicos que tiveram relevância com a presença da bactéria foi a gastrite tanto no antro como no corpo gástrico (p<0,05). No exame anatomopatológico (EAP) os pacientes que usaram Inibidores de Bomba de Prótons (IBP) apresentaram uma diminuição da positividade da bactéria no antro e no corpo gástrico (p<0,05). A presença da gastrite no corpo gástrico ou antro gástrico teve significância com a positividade da bactéria (p<0,05). Na gastrite ativa do antro gástrico, em 20 (95,2%) amostras o gene cagA se expressou; o genótipo CagA EPIYA ABC foi o mais frequente e estando positivo em 11 (28,9%) amostras; 12 (31,6%) o vacAm1; 16 (42,1%) o vacAm2; 16 (42,1%) o vacAs1 e 12 (31,6%) o vacAs2; 11 (28,9%) iceA1 e em 17 (44,7%) o iceA2 e o gene babA2 em 4 (10,5%). Havendo prevalência significativa desses fatores na forma ativa dadoença. A expressão de IL-8 foi maior nos indivíduos cagA positivo; enquanto que a expressão de CCR-2 foi maior nos indivíduos H. pylori positivo. Conclusões: Infecção por H. pylori não mostrou nenhum fator clínico preditivo da sua presença. Na EDA destacou-se a presença da gastrite no antro como dado de provável infecção da bactéria. O uso de IBPs deverá ser suspenso por pelo menos duas semanas antes da EDA para evitarmos falsos negativos da presença do H. pylori no estômago. O EAP mostrou-se necessário para classificar as diferentes gastrites e/ou alterações histopatológicas provocadas pela bactéria. O estudo da presença do gene cagA e os sítios de fosforização CagA EPIYA são importantes, porém ainda estão aquém dos exames de rotina na prática diária. Indivíduos H. pylori e cagA positivos apresentam maior expressão de IL-8 e CCR-2 na mucosa do antro gástrico, sugerindo assim, que estas moléculas podem estar associadas a exacerbação da resposta imune e agravamento das lesões no antro gástrico.
Resumo: Introduction: Helicobacter pylori (H. pylori ) is an important etiologic agent of several diseases of the upper digestive tract such as gastritis, peptic ulcer and gastric cancer. The expression of virulence factors by the bacterium, especially the cagA gene contributes to a greater pathogenicity of the bacterium in the gastric mucosa. Objectives: to study the gastric antrum mucosa of patients infected with H. pylori and to compare with the clinical history, clinical and surgical history, concomitant diseases, data from the examination of upper digestive endoscopy, anatomopathological examination and analyze the expression of virulence factors cagA , sites of phosphorylation CagA EPIYA, vacA , iceA1, iceA2 e babA 2, and its influence on the expression of TLR-4 , IL-8 , CCL-2 and CCR-2 in individuals with active gastrites and H. pylori positive. Material and Methods: Were evaluated 126 patients submitted to the examination of upper digestive endoscopy (UDE) with clinical complaints of the upper digestive tract. For this evaluation, before the UDE examination, a clinical questionnaire was made and during the endoscopic examination, multiple biopsies of the esophagus, gastric body and antrum and rapid urease test were performed. The material obtained was sent to the pathology laboratory for anatomopathological examination (APE) and part of the material from the gastric antrum was identified the positivity of H. pylori through the expression of the 16S rRNA gene. Of these, 38 (30.1%) patients presented H. pylori positive, distributed as follows: 32 (84.2%) with active gastritis and 6 (15.8%) without active gastritis. It has been researched these samples with positive H. pylori the expression of cagA, the phosphorylation sites CagA EPIYA, vacAm1, vacAm2, vacAs, vacAs2, iceA1, iceA2, bab2, TLR-4, IL-8, CCL-2 and CCR-2, by PCR. Results: We did not find any clinical data that could be related to the presence of H. pylori infection in the stomach. Endoscopic findings that have relevance to the presence of bacteria was gastritis in both antrum and in the gastric corpus (p <0.05). Patients who used Proton Pump Inhibitors (PPI) showed a decrease in the positivity of the bacteria in the antrum and in the gastric body (p<0.05). The presence of gastritis in the gastric body or gastric antrum had significance with the positivity of the bacterium (p<0.05). In active gastric antrum gastritis, in 20 (95.2%) samples the cagA gene was expressed; the genotype CagA EPIYA ABC was the most frequent and positive in 11 (28.9%) samples; 12 (31.6%) the vacAm1; 16 (42.1%) the vacAm2; 16 (42.1%) the vacAs1 and 12 (31.6%) the vacAs2; 11(28.9%) iceA1 and 17 (44.7%) iceA2 and the babA2 gene in 4 (10.5%). There is a significant prevalence of these factors in the active form of the disease. IL-8 expression was higher in cagA positive individuals; while CCR-2 expression was higher in H. pylori positive individuals. Conclusions: H. pylori infection showed no clinical factor predictive of their presence. In the UDE, the presence of gastritis in the antrum was highlighted as a probable infection of the bacterium. The use of PPIs should be discontinued for at least two weeks prior to UDE to avoid false negatives of the presence of H. pylori in the stomach. The APE was necessary to classify the different gastritis and/or histopathological alterations caused by the bacterium. The study of the presence of the cagA gene and the CagA EPIYA phosphorylation sites are important, but it is still short of routine exams in daily practice. Individuals positive H. pylori and positive cagA present higher IL-8 and CCR- 2 expression in the antral mucosa, thus suggesting that these molecules may be associated with exacerbation of the immune response and aggravation of lesions in the gastric antrum.:
Palavras-chave: Helicobacter pylori.
Gastrites.
cagA.
cagA EPIYA.
vacA.
iceA.
TLR-4.
IL-8.
IL-8.
CCL-2.
CCR-2.
Helicobacter pylori.
Gastrites.
cagA.
cagA EPIYA.
vacA.
iceA.
babA2.
TLR- 4.
IL-8.
CCL-2.
CCR-2.
Área do CNPQ: Medicina
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: SILVA, Natália Maria Jacom Wood da. A infecção pelo Helicobacter pylori cagA positivo apresenta maior expressão de A IL-8 e CCR-2. 2018. 143f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 10-Dec-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Natalia M J W Silva.pdfTese Natalia M J W Silva3,54 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons