Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/664
Tipo: Dissertação
Título: Uma proposta de ensino de Língua Portuguesa a partir da identificação de atitudes linguísticas de alunos do 7. ano de uma escola pública de Uberaba-MG
Autor: CUBA, Daiana Lombardi de 
Primeiro orientador: BARBOSA, Juliana Bertucci
Resumo: Dentre os grandes desafios que estão presentes no ensino de língua portuguesa nas escolas públicas, um dos mais polêmicos é o trabalho com as variações linguísticas. Sabemos que a tradição do estudo prescritivo da gramática normativa nas escolas ainda é muito forte, apesar do documento oficial do governo brasileiro que orienta o ensino de língua portuguesa no Brasil, os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) de 1997, orientar o trabalho escolar com uma perspectiva de língua dinâmica e variável. Pensando nisso, esta pesquisa procurou investigar, por meio de um teste de atitudes linguísticas, como os alunos de duas turmas do 7º Ano de uma escola pública da cidade de Uberaba pensam sobre e como avaliam a língua portuguesa e suas variações. Além disso, fez parte da pesquisa a elaboração e aplicação de um Caderno de Atividades (e um Manual do Professor) para os alunos no qual estão presentes diferentes variedades linguísticas. A pesquisa se ampara na linha teórica da Sociolinguística, mais especificamente, no campo da Sociolinguística Educacional. Portanto, temos como referencial teórico os trabalhos de Labov (1966, 1974), Lambert et.al. (1960), Bortoni- Ricardo (2004, 2005), Scherre (2005), Bagno (2007), Zilles e Faraco (2015). No campo de investigação/análise das atitudes linguísticas também consideraremos o que nos mostram os trabalhos de Barcelos (2006), Santos (1976, 1996), Aguilera (2008), Cyranka (2007), Roncarati (1979,1993), Sella e Busse (2012), Corbari (2013), Barbosa e Cuba (2015), Marine e Barbosa (2016), Botassini (2015). Dentre as contribuições de nossa pesquisa, verificamos que muitos alunos ainda consideram determinadas maneiras de falar “erradas”, “estranhas”; que o preconceito linguístico ainda está presente na escola; que muitos alunos desconheciam, apesar de cursar há sete anos aulas de Língua Portuguesa na escola, o que é variação linguística, seus tipos e por quê ela pode ocorrer; que as aulas de Língua Portuguesa proporcionam poucos momentos de reflexão sobre a língua; que os alunos julgam a condição social de uma pessoa de acordo com sua maneira de falar; que é possível realizar um trabalho sociolinguístico em sala de aula.
Resumo: Among the great challenges that are present in teaching Portuguese language in public schools, working with linguistic variations is the most controversial. We know that the tradition of the prescriptive study of normative grammar in schools is still very strong, despite the official document of the Brazilian government that guides the teaching of Portuguese language in Brazil, the National Curriculum Parameters (NCP) from 1997, guiding schools to work with the perspective of a dynamic and variable language. Thinking about it, this research sought to investigate through a linguistic attitudes test, what the students of two classes of the 7th year of a public school in Uberaba think about and how they evaluate the Portuguese language and its variations. In addition, part of the research was the making and application of an Activity Notebook (and a Teacher's Manual) presenting different linguistic varieties for the students. The research is based on the theoretical line of Sociolinguistics, more specifically, in the field of Educational Sociolinguistics. Therefore, we have as theoretical reference the works by Labov (1966, 1974), Lambert (1960), Bortoni-Ricardo (2004, 2005), Scherre (2005), Bagno (2007), Zilles and Faraco (2015). In the field of investigation/analysis of linguistic attitudes we will also consider the works by Barcelos (2006), Santos (1976, 1996), Aguilera (2008), Cyranka (2007), Roncarati (1979,1993), Sella and Busse (2012), Corbari (2013), Barbosa and Cuba (2015), Marine and Barbosa (2016), Botassini (2015). Among the contributions of our research, we confirmed that many students still consider that certain ways of speaking are "wrong" or "weird"; linguistic prejudice is still present in schools; despite studying the subject Portuguese Language at school for seven years, many students were unaware of what linguistic variation is, its types and why it might occur; Portuguese Language classes provide few moments of reflection on the language; the students judge a person social condition according to their way of speaking; it is possible to perform a sociolinguistic work in the classroom.
Palavras-chave: Sociolinguística.
Atitudes linguísticas.
Ensino.
Sociolinguistics.
Linguistic attitudes.
Teaching.
Área do CNPQ: Teoria e Análise Linguística
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Educação, Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais - IELACHS::Curso de Graduação em Letras
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional
Citação: CUBA, Daiana Lombardi de. Uma proposta de ensino de Língua Portuguesa a partir da identificação de atitudes linguísticas de alunos do 7. ano de uma escola pública de Uberaba-MG. 2019. 115f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Programa de Mestrado Profissional em Letras, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 21-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Daiana L Cuba.pdfDissert Daiana L Cuba7,62 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons