Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/683
Tipo: Dissertação
Título: A corporeidade criança vai à escola?
Autor: SANTOS, José Carlos dos 
Primeiro orientador: MOREIRA, Wagner Wey
Resumo: A presente dissertação teve como objetivo investigar se o ser criança que vai à escola vivencia a sua corporeidade existencial. Para tanto, o escrito fundamentou-se na abordagem qualitativa, com enfoque fenomenológico, procurando a interpretação do fenômeno estudado. A pesquisa foi realizada em três escolas públicas pertencentes à rede estadual, todas localizadas na cidade de Uberaba/MG, no período de 20/08/2018 a 30/10/2018, escolhidas de forma intencional e os sujeitos protagonistas foram as crianças regulamente matriculadas no 1° ano do Ensino Fundamental. As turmas foram escolhidas através dos: 1. Ter turmas de primeiro ano do Ensino Fundamental I com crianças de 6 a 7 anos; 2. Ter professores (Regente e de Educação Física) com um mínimo de três anos de magistério; 3. Escolas com horários adequados para a realização da pesquisa; 4. Ter o aceite das instituições em participar da pesquisa, assim como dos professores e pais das crianças. Em cada escola foi escolhida uma turma para as observações. Como instrumento da pesquisa foi empregada a observação não participante e, para as anotações, foram utilizados dois diários de campo. No total, tivemos quantidade de 22 observações, sendo oito na Escola 1 (quatro em sala de aula e quatro nas aulas Educação Física), seis na Escola 2 (Três em sala de aula e três nas aulas de EFE) e oito na Escola 3 (quatro em sala de aula e quatro nas aulas EFE). Em cada aula observada anotamos nos diários as ações, falas e as intenções das crianças tanto na sala de aula quanto nas aulas EFE. Posteriormente, as informações foram transcritas, reduzidas e interpretadas conforme é sugerida pela Análise do Fenômeno Situado (GIORGI, 1978; MARTINS; BICUDO, 2005). A construção dos resultados gerou 22 quadros para análise ideográfica, e, para as reflexões dos resultados, foram gerados dois quadros de matrizes nomotéticas, uma para cada tipo de aula observada (sala de aula e aulas de EFE), que nos permitiu refletir sobre três pontos centrais: 1. A corporeidade criança em evidência na sala de aula; 2. Ser criança de corpo inteiro: as aulas de educação física; 3. Crianças inspiradoras: corporeidade na escola sim! O primeiro ponto de reflexão nos permitiu perceber que as crianças das Escolas 1 e 3 vivenciam sua liberdade, criação, invenção dentro da sala de aula, por outro lado, na Escola 2 as crianças são mais limitadas e já estão condicionadas às regras. O segundo mostrou que as crianças das Escolas 1 e 3 usam e abusam do ato de brincar, inventar e criar mundos imaginários, ao contrário das crianças da Escola 2. Já o terceiro ponto nos mostrou que embora haja tentativas de silenciar os corpos das crianças, elas conseguem se desvencilhar das amarras para ser serem quem são: crianças. Por fim, pudemos chegar às palavras de que as crianças vivenciam sim a corporeidade existencial nas Escolas 1 e 3, porém, as crianças na Escola 2 ainda são limitadas.
Resumo: To present dissertation had as objective investigates the being child that is going to the school it lives his/her existential corporeity.For so much, the writing was based in the qualitative approach, with focus phenomenological, seeking the interpretation of the studied phenomenon. The research was accomplished at three public schools belonging to the state net, all located in the city of Uberaba / MG, in the period from 20/08/2018 to 30/10/2018, chosen of intentional form and the subjects protagonists were the children regulates enrolled in the 1° year of the Fundamental Teaching. The groups were chosen through the: 1. to have groups of first year of the Teaching Fundamental I with children from 6 to 7 years; 2. to have teachers (Regent and of Physical education) with a three year-old minimum; 3. Schools with appropriate schedules for the accomplishment of the research; 4. to have accepts him/it of the institutions in participating in the research, as well as of the teachers and the children's parents. In each school a group was chosen for the observations. As instrument of the research was used the observation no participant and, for the annotations, two field diaries were used. In the total, we had amount of 22 observations, being eight in the School 1 (four in classroom and four in the classes Physical education), six in the School 2 (Three in classroom and three in the classes of PE) eight in the School 3 (four in classroom and four in the classes PE). In each observed class we wrote down in the diaries the actions, speeches and the children's intentions in the classroom and in the classes PE. Later, the information were transcribed, reduced and interpreted as it is suggested by the Analysis of the Located Phenomenon (GIORGI, 1978; MARTINS; BICUDO, 2005). The construction of the results generated 22 pictures for analysis ideograph a, and, for the reflections of the results, two pictures of head offices nomotéticas were generated, one for each type of observed (classroom and classes of PE) class, that he/she allowed to contemplate on us three central points: 1. the corporeity child in evidence in the classroom; 2. to be child of whole body: the physical education classes; 3. Inspiring children: corporeity in the school yes! The first reflection point allowed to notice us that the children of the Schools 1 and 3 live his/her freedom, creation, invention inside of the classroom, on the other hand, in the School 2 the children are more limited and they are already conditioned to the rules.The second showed that the children of the Schools 1 and 3 use and they abuse the action of playing, to invent and to create imaginary worlds, unlike the children of the School 2. Already the third point showed us that although there are attempts of silencing the children's bodies, they get if it disentangles of the cables to be they be who are: children. Finally, we could approximate to the words that the children live yes the existential corporeity in the Schools 1 and 3, however, the children in the School 2 are still limited.
Palavras-chave: Corpo/corporeidade.
Ensino Fundamental.
Educação Física.
Análise ideográfica.
Análise Nomotética.
Body/corporeaty.
Fundamental Teaching.
Physical Education.
Analysis Ideograph.
Analysis Nomothetic .
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: SANTOS, José Carlos dos. A corporeidade criança vai à escola?. 2019.185f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 1-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert José C dos Santos.pdfDissert José C dos Santos1,5 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons