Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/685
Tipo: Dissertação
Título: Análise dos efeitos do treinamento pliométrico de membro inferior na atividade eletromiográfica e a percepção sobre o treinamento pliométrico versus treinamento virtual na prevenção de lesões em mulheres jovens
Autor: DONZELI, Marina Andrade 
Primeiro orientador: BERTONCELLO, Dernival
Resumo: A estabilidade da coluna vertebral depende de sistemas em três formas, passivo, ativo e neural. Para garantir a estabilidade dinâmica e estática da coluna é essencial o equilíbrio muscular e, desse modo, percebe-se a importância da prevenção de lesões, ou dores, por meio do exercício físico. O treinamento neuromuscular tem como propósito melhorar a capacidade de reação do sistema e, se houver diminuição desse controle neuromuscular, pode resultar no uso em excesso de determinadas articulações e, com isso, resultar em lesões. Como o treinamento neuromuscular para membros inferiores já é bem estabelecido para a prevenção de lesões no joelho, optou-se por avaliar a ação dele na estabilização da coluna vertebral por meio da eletromiografia que, com uso de um eletrodo de superfície na pele (não invasivo), localizado próximo ao potencial de ação da unidade motora traduz, a ativação muscular dos multifidos lombares (ML), transverso do abdômen/Obliquo interno (TA/OI) e glúteo máximo (GM). Também optou-se por analisar, por meio de um grupo focal, a percepção das voluntárias entre dois treinamentos, sendo eles o pliométrico associado aos exercícios resistidos (neuromuscular) vs treinamento virtual. Foram elaborados dois artigos, um quantitativo sobre intervenção neuromuscular vs grupo controle, com uma amostra de 30 voluntárias, e um segundo artigo constituído de grupos focais, com 15 voluntárias. Todas apresentavam idade entre 18 e 30 anos e foram submetidas a 24 sessões de treinamento. No primeiro artigo observou-se, que o treinamento neuromuscular para membros inferiores pareceu promover melhor consciência corporal, permitindo melhor distribuição de peso e consequentemente menor necessidade de recrutamento muscular para a atividade exigida, tendo maior estabilidade do tronco. No segundo, as voluntárias relataram que o treinamento neuromuscular não gerou dor, exceto durante as trocas de fases do protocolo, que havia a crescente mudança na dificuldade exigida e houve mais facilidade nos exercícios resistidos quando comparado com os exercícios de barreiras e saltos. A maioria relatou melhora na disposição, maior estabilidade e fortalecimento de membros inferiores. Já no treinamento virtual, a característica mais perceptível foi do desafio de acreditar que um jogo virtual poderia ser usado como um protocolo de treinamento e gerar resultados satisfatórios. Elas relataram sobre a superação nele e a melhora do condicionamento físico e sobre acordar com mais disposição. A corrida foi a mais citada como dificuldade e a diversão de realizar o treino com um jogo virtual de qualidade. De acordo com os relatos, pode-se perceber que as participantes do estudo identificaram os benefícios físicos e emocionais que os treinos trouxeram, o que, por sua vez, permitiu melhor distribuição de peso e consequentemente a menor necessidade de recrutamento muscular para a atividade exigida com maior estabilidade do tronco, além de relatarem a importância do incentivo por meio do feedback visual e auditivo. Acredita-se que as informações contidas nesse artigo sejam úteis para propor protocolos com o mesmo enfoque.
Resumo: The stability of the spine depends on body systems divided in three parts, passive, active and neural. In order to allow the dynamic and static stability of the spine, it is essential the muscular balance. In this way, the physical exercise is performed to prevention of injuries or some type of ache. Neuromuscular training is intended to improve the system's ability to react and it could results in an excessive use of certain joints and injuries if there is a decrease of this neuromuscular control. We had known that the neuromuscular training for lower limbs is already well established for the prevention of knee injuries, then we decided to evaluate its action on the stabilization of the spine using electromyography, that use a surface electrode on the skin (non-invasive) located near the action potential of the motor unit translates the muscular activation of the lumbar (ML), transverse abdominus / internal oblique (TA / OI) and gluteus maximus (GM) muscles. By the way, we also think to analyze all the subjects by means of a focus group the perception of the volunteers between two trainings: a plyometric associated with resistance exercises (neuromuscular) vs virtual trainning. We writen two articles, one of them about a quantitative values of neuromuscular intervention vs control group, with a sample of 30 volunteers and other article constituted of focal groups, with 15 volunteers. All subjects female gender were aged between 18 and 30 years and underwent 24 training sessions. In the first article, it was observed that neuromuscular training for lower limbs seemed to promote better body awareness, allowing a better distribution of weight and, consequently, less need for muscular recruitment for the required activity, having greater trunk stability. In the second, the volunteers reported that neuromuscular training did not generate pain, except during the phase changes of the protocol, that there was an increasing change in the required difficulty and there was more ease in the resistance exercises when compared with the exercises of barriers and jumps. It was related more improvement in disposition, greater stability and strengthening of lower limbs. To the virtual training, the most noticeable feature was the challenge of believing that a virtual game could be used as a protocol of training and it was generated satisfactory results and they also reported on overcoming it and improving physical fitness and about waking up more willingly. The most citation as difficulty was the race, on the other side they related the fun of performing the training with a quality virtual game. According to the reports, it can be seen that the participants of the study identified the physical and emotional benefits generated by the training. These allowed them better distribution of weight and consequently the greater loss needed for recruitment of muscle to the required activity with greater stability of the trunk, besides reporting the importance of the incentive through visual and auditory feedback. It is believed that the information in this article is useful for proposing protocols with the same approach.
Palavras-chave: Pliometria.
Eletromiografia.
Terapia por exercício.
Promoção da Saúde.
Pliometry.
Electromyography.
Exercise therapy.
Health promotion.
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: DONZELI, Marina Andrade. Análise dos efeitos do treinamento pliométrico de membro inferior na atividade eletromiográfica e a percepção sobre o treinamento pliométrico versus treinamento virtual na prevenção de lesões em mulheres jovens. 2018. 49f . Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018 .
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 19-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Marina A Donzeli.pdfDissert Marina A Donzeli696,51 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview
Dissert Marina A Donzeli Anexo 1.pdfDissert Marina A Donzeli Anexo 1198,76 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview
Dissert Marina A Donzeli Anexo 2.pdfDissert Marina A Donzeli Anexo 2186,77 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons