Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/786
Tipo: Dissertação
Título: Análise postural e eletromiográfica em praticantes de Equoterapia com Síndrome de Down
Autor: RIBEIRO, Mariane Fernandes 
Primeiro orientador: TEIXEIRA, Vicente de Paula Antunes
Primeiro co-orientador: ESPINDULA, Ana Paula
Resumo: Introdução: A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o movimento do cavalo para alcançar resultados funcionais, e é um tratamento utilizado para indivíduos com Síndrome de Down (SD), que apresentam alterações neurofisiológicas e motoras que afetam o sistema musculoesquelético. Objetivo: Avaliar, em praticantes com Síndrome de Down submetidos ao tratamento Equoterapêutico, os efeitos relacionados à ativação muscular e ao alinhamento postural. Materiais e métodos: Participaram do estudo 10 sujeitos divididos em 2 grupos: Grupo Down (GD) - indivíduos com Síndrome de Down, e Grupo Saudável (GS) - indivíduos sem comprometimento físico. A ativação muscular dos músculos glúteo médio, tensor da fáscia lata, reto femoral, vasto medial, vasto lateral, bíceps femoral, tibial anterior e gastrocnêmio foi avaliada por meio da Eletromiografia, na 1ª e 10ª sessões de Equoterapia (frequência: uma vez por semana) (Avaliação 1 e 2); e após intervalo de 2 meses sem tratamento foi realizada na 1ª e 10ª sessões de Equoterapia (frequência: duas vezes por semana) (Avaliação 3 e 4). A avaliação postural foi realizada antes e após as sessões de Equoterapia, por meio da fotogrametria utilizando o Software de Avaliação Postural (SAPo). As sessões foram realizadas por 30 minutos, em diferentes tipos de solo, com o cavalo ao passo e uso de manta com os pés fora do estribo. Resultados e conclusões: O movimento tridimensional do cavalo proporcionou uma ativação muscular dos músculos estudados, que aumentou com o passar das sessões, independente da frequência semanal de atendimento; mas um período sem tratamento pode resultar em redução deste efeito. A prática da Equoterapia proporcionou uma melhor adaptação das respostas musculares frente às diferentes tarefas, embora o tipo de solo pareça não influenciar na ativação muscular. Os indivíduos com SD apresentaram mudanças satisfatórias no comportamento motor que refletiram melhora da postura estática de forma invidualizada, promovendo melhoras posturais e no alinhamento de membros inferiores.
Resumo: Introduction: Hippotherapy is a therapeutic method that uses the horse's movement to achieve functional outcomes, and is a treatment used for individuals with Down Syndrome, who have neurophysiological and motor affecting the musculoskeletal system. Objective: To evaluate practioners with Down syndrome and no physical impairment undergoing hippotherapy effects related to muscle activation and postural alignment. Materials and methods: The study included 10 subjects divided into 2 groups: Group Down (GD) - individuals with Down Syndrome, and Healthy Group (GS) - individuals without physical impairment. Muscle activation of the gluteus medius, tensor fascia latae, rectus femoralis, vastus medialis, vastus lateralis, biceps femoris, tibialis anterior and gastrocnemius was assessed by electromyography, the 1st and 10th session of hippotherapy (frequency: once per week) (Evaluation 1 and 2), and after treatment-free interval was held on the 1st and 10th session of hippotherapy (frequency: two times per week) (Evaluation 3 and 4). Postural assessment was performed before and after hippotherapy sessions, by photogrammetry using the Software Postural Assessment (SAPo). The sessions were held for 30 minutes in different soil types, with the horse while and use blanket with feet out of the stirrup. Results and conclusions: The three-dimensional movement of the horse provided a muscular activation of the muscles, which increased over the sessions of the independent weekly service, but a period without treatment may result in reduced this effect. The practice of riding therapy provided a better adaptation of muscle responses against the different tasks, although the type of soil does not appear to influence muscle activation. Individuals with DS showed satisfactory changes in motor behavior that reflected improved static posture, promoting improvements in postural and alignment of the lower limbs.
Palavras-chave: Equoterapia.
Síndrome de Down.
Eletromiografia.
Avaliação postural.
Hippotherapy.
Down Syndrome.
Electromyography.
Postural evaluation.
Área do CNPQ: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: RIBEIRO, Mariane Fernandes. Análise postural e eletromiográfica em praticantes de Equoterapia com Síndrome de Down. 2013. 95f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 27-Jun-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Mariane F Ribeiro.pdfDissert Mariane F Ribeiro1,7 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons