Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/800
Tipo: Dissertação
Título: Desempenho motor de crianças com baixa visão dos sete aos dez anos de idade
Autor: IZEPPI, Maria Fernanda Sabongi 
Primeiro orientador: PEREIRA, Karina
Resumo: Com a finalidade de identificar o desempenho motor em crianças com baixa visão dos sete aos dez anos de idade, elaboraram-se dois estudos: o primeiro teve como objetivo identificar e descrever o uso da escala MABC-2 em crianças dos sete aos dez anos de idade. Para isso, a questão norteadora do estudo foi: Com que objetivo a escala MABC- 2 vêm sendo utilizada em crianças dos sete a dez anos de idade? A partir de uma busca nas principais bases de dados BVS, Scielo, Pubmed, Science Direct, Web of Science, Scopus, no período de 2007-2018, com as seguintes palavras-chave: MABC-2, desempenho psicomotor, destreza motora e equilíbrio postural. Foram selecionados 22 artigos com crianças dos sete aos dez anos de idade. Para analisar a qualidade metodológica dos estudos, utilizou-se a escala Loney adaptada, uma vez que os estudos eram transversais. A maior prevalência de público alvo foi em crianças com diagnóstico do Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC). Em relação à qualidade metodológica, os estudos apresentaram boa qualidade metodológica com pontuação igual ou superior a sete pontos. A MABC-2 vêm sendo utilizada com maior predomínio em estudos com população de crianças com transtorno do desenvolvimento da coordenação (TDC), classificando o nível do movimento do seu desempenho motor. O segundo estudo teve como objetivo identificar o desempenho motor em crianças com baixa visão dos sete aos dez anos de idade e descrever o desempenho nas tarefas de destreza manual, apontar e receber, e equilíbrio, segundo a MABC-2. Fizeram parte do estudo 37 crianças com baixa visão e 40 crianças sem baixa visão. As crianças com baixa visão foram recrutadas em instituições especializadas e escolas de cidades do interior de Minas Gerais e São Paulo que contam com Centro de Apoio Pedagógico a crianças com Deficiência Visual, enquanto as crianças sem baixa visão. Foram recrutadas em uma escola estadual no município de Uberaba/MG. Após o consentimento dos responsáveis, as crianças foram avaliadas, uma única vez, pela escala MABC-2. Das crianças com baixa visão, 45,9% foram classificadas com dificuldade do movimento. Em relação a cada tarefa proposta pela escala MABC-2, as crianças com baixa visão não apresentaram dificuldade de movimento na tarefa de destreza manual e equilíbrio; no entanto, apresentaram risco de dificuldade do movimento, na tarefa de apontar e receber e no escore padrão total. Conclusões: A MABC-2 foi muito utilizada em estudos com crianças com Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC), identificando os riscos de dificuldade do movimento. No estudo de crianças com baixa visão, foi identificado risco de dificuldade do movimento para o escore padrão total e nas tarefas de apontar e receber.
Resumo: In order to identify motor performance in children with low vision from seven to ten years old, two studies were designed, the first one was to identify and describe the studies that used Movement Assessment Battery for Children-2 (MABC-2) in children from seven to ten years old: an integrative review. For this, the guiding question of the study was: What is the motor performance of children in the age group from seven to ten years old according to MABC-2? From a search in the main databases BVS, Scielo, Pubmed, Science Direct, Web of Science, Scopus in the period 2007-2018, with the following keywords: MABC-2, psychomotor performance, motor dexterity and balance postural. Twenty-three articles were selected containing children from seven to ten years old. In order to analyze the methodological quality of the studies, the adapted Loney scale was used, once the studies were transversal. The highest prevalence of the target public was in children diagnosed with Developmental Coordination Disorder (DCD). Based on the scoring standards of the MABC-2 scale, there was a higher prevalence of children classified with risk of movement difficulty. The second study aimed to identify motor performance in children with low vision from seven to ten years old and to describe the performance in tasks of manual dexterity, pointing and receiving, and balance according to MABC-2. Thirty-seven children with low vision and forty children with typical development were included in the study. Children with low vision were recruited from specialized institutions and schools from cities in the interior of Minas Gerais and São Paulo that have a pedagogic support center for children with visual impairment, whereas children with typical development were recruited at a state school in the municipality of Uberaba / MG. After the consent of those responsible, the children were evaluated only once by the MABC-2 scale. Of the children with low vision, 45.9% were classified with movement difficulty. In relation to each task proposed by the MABC-2 scale, children with low vision did not present difficulty in movement in the task of manual dexterity and balance. However, they presented a risk of movement difficulty in the task of pointing and receiving and in the standard score total. Conclusions: MABC-2 was widely used in studies with children with Developmental Coordination Disorder (DCD), identifying the risks of movement difficulty. In the study of children with low vision was identified risk of movement difficulty for the total standard score and in the Pointing and Receiving tasks.
Palavras-chave: MABC-2.
Desempenho psicomotor.
Destreza motora.
Equilíbrio.
MABC-2.
Psychomotor performance.
Motor dexterity.
Balance, postural.
Área do CNPQ: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia
Citação: IZEPPI, Maria Fernanda Sabongi. Desempenho motor de crianças com baixa visão dos sete aos dez anos de idade. 2019. 104f. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 26-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Maria Fernanda S Izeppi.pdfDissert Maria Fernanda S Izeppi2,82 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons