Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/830
Tipo: Dissertação
Título: Influência da utilização combinada do enxágue bucal e da aplicação tópica de l-mentol na performance e nas respostas afetivas de corredores amadores
Autor: CAMARGO, Ricardo de
Primeiro orientador: SASAKI, Jeffer Eidi
Resumo: O objetivo do estudo foi investigar os efeitos da administração combinada de enxágue bucal e aplicação tópica de L-mentol em respostas perceptuais e na performance de corredores em condições ambientais controladas (22 ± 2º C e 30-60% UR) em um teste de tempo de 10 km em ritmo autosselecinado em esteira motorizada. Doze homens saudáveis (idade: 31,7 ± 3,8 anos; estatura: 174 ± 0,1 cm; massa corporal: 74,5 ± 10,4 kg; consumo máximo de oxigênio (VO2máx): 68,3 ± 7,7 ml/kg/min; e percentual de gordura corporal (%G): 15,3 ± 5,7%) participaram deste estudo randomizado, duplo-cego, cruzado. Os participantes realizaram uma sessão de familiarização, um teste controle (CON) e dois ensaios experimentais randomizados envolvendo um resfriamento não-térmico por aplicação combinada de enxágue bucal com L-mentol e de um gel tópico de L-mentol (MEN), e uma aplicação combinada de placebo simulando ambos os tipos de intervenções de resfriamento (PLA). Todas as medidas perceptivas (sensação térmica, conforto térmico, percepção subjetiva de esforço e resposta afetiva) foram obtidas durante os testes a cada 1 km completado. Os resultados demonstraram que os tempos de desempenho foram menores nas condições MEN (~ 2,5%; 1,16 min; p = 0,025) e PLA (~ 2,8%; 1,3 min; p = 0,003) comparadas à condição CON (46,57 ± 5,5 min), mas não foram diferentes entre si (p = 1). Todas as respostas percetivas aumentaram com o tempo em todas as condições (p < 0,0001), mas apenas a sensação térmica foi menor na condição MEN em comparação com as outras condições. O presente estudo demonstrou que estratégias de L-mentol são interessantes métodos para promover sensações de frescor em qualquer condição ambiental e modelo de exercício. Porém, foi demonstrado que, pelo menos em corredores amadores, melhoras no desempenho não podem ser associadas a melhoras perceptivas devido à administração do L-mentol, uma vez que a condição PLA foi a condição com o menor tempo de prova na ausência de modulações psicológicas significantes. Assim, o benefício ergogênico do MEN pode ser parcialmente devido ao efeito placebo.
Resumo: The objective of the study was to investigate the effects of combined mouthrinse and topical application of L-menthol on perceptual and runner performance under controlled environmental conditions (22 ± 2° C and 30- 60% RH) in a 10-km time trial test on a motorized treadmill. Twelve healthy men (age: 31.7 ± 3.8 years, height: 174 ± 0.1 cm, body mass: 74.5 ± 10.4 kg, maximal oxygen uptake (VO2max): 68.3 ± 7.7 ml/kg/min and body fat percentage (BF%): 15.3 ± 5.7%) participated in this randomized, double-blind, crossover study. Participants performed a familiarization session, a control test (CON) and two randomized experimental trials involving a non-thermal cooling intervention by the combined application of a L-menthol mouthrinse and topical L-menthol gel (MEN), and a combined placebo application simulating both types of cooling interventions (PLA). All perceptual measures (thermal sensation, thermal comfort, ratings of perceived exertion and affective response) were obtained for every km completed of the test. The results showed that performance times were lower in MEN (~ 2.5%, 1.16 min, p = 0.025) and PLA (~ 2.8%, 1.3 min, p = 0.003) compared to the CON condition (46.6 ± 5.5 min), but were not different from each other. All perceptual responses increased over time in all conditions (p < 0.0001), but only the thermal sensation was lower in the MEN condition compared to the other conditions. The present study demonstrated that L-menthol strategies are interesting methods to promote fresh sensations in any environmental condition and exercise model. However, the present study demonstrated that improvements in performance can not be associated with perceptual improvements due to the administration of L-menthol, since the PLA condition was the condition with the shortest test time in the absence of significant psychological modulations. Thus, the ergogenic benefit of MEN may be partially due to the placebo effect.
Palavras-chave: Corrida.
Percepção.
Termorregulação.
Running.
Perception.
Thermoregulation.
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: CAMARGO, Ricardo de. Influência da utilização combinada do enxágue bucal e da aplicação tópica de l-mentol na performance e nas respostas afetivas de corredores amadores. 2019. 68f . Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 16-May-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Ricardo de Camargo.pdfDissert Ricardo de Camargo1,01 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons