Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/863
Tipo: Tese
Título: Avaliação de linfócitos no estroma peritumoral de neoplasias epitelais de ovário
Autor: LIMA, Cid Almeida de 
Primeiro orientador: NOMELINI, Rosekeila Simões
Primeiro co-orientador: MURTA, Eddie Fernando Cândido
Resumo: OBJETIVOS: O câncer de ovário é uma doença heterogênea, onde a inflamação crônica é um dos mecanismos centrais de sua patogênese. A localização, subtipo e densidade dos Linfócitos que Infiltram Tumores (TILs) são os principais determinantes desse valor prognóstico. Os objetivos do estudo foram avaliar a expressão de CD3, CD4, CD8 e CD20 no estroma peritumoral de neoplasias epiteliais ovarianas primárias benignas e malignas e relacioná-las a fatores prognósticos (níveis séricos de marcadores tumorais, tipo histológico, comprometimento de linfonodos, resposta à quimioterapia, sobrevida livre de doença, estadiamento e grau de diferenciação do tumor) no câncer de ovário. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliados 77 pacientes atendidas no Ambulatório de Massa Pélvica do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia/Instituto de Pesquisa em Oncologia (IPON) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Foi realizado estudo imuno-histoquímico para imunomarcadores (CD3, CD4, CD8 e CD20). A avaliação dos fatores prognósticos foi realizada pelo teste exato de Fisher. O nível de significância foi menor que 0,05. RESULTADOS: Maior expressão de CD3 foi encontrada no estroma de neoplasias malignas primárias de ovário quando comparado ao grupo de neoplasias benignas, e maior expressão de células CD4 no estroma de neoplasias benignas em comparação ao câncer de ovário. Ao correlacionar a expressão de imunomarcadores com fatores prognósticos, houve maior expressão de células CD8 nas neoplasias malignas estromais ovarianas, com subtipo molecular II do modelo de carcinogênese ovariana epitelial, em relação ao tipo I. Na avaliação das metástases linfonodais, a ausência de marcação imunológica de células CD20 foi associada à ausência de metástases linfonodais. CONCLUSÃO: O sistema imune desempenha um papel multifacetado e pode, em diferentes contextos, promover ou inibir o crescimento do tumor. O aumento da imunocoloração de CD3 é encontrado em neoplasmas malignas, enquanto o aumento da imunomarcação de CD4 está associado a neoplasias ovarianas benignas. A imunomarcação de CD8 foi maior nos tumores do tipo II, enquanto a ausência de imunomarcação de CD20 foi associada à ausência de metástases linfonodais.
Resumo: OBJECTIVES: Ovarian cancer is a heterogeneous disease, where chronic inflammation is one of the central mechanisms of its pathogenesis. The location, subtype and density of Lymphocyte Tumor Infiltrators (TILs) are the main determinants of this prognostic value. The objectives of the study were to evaluate the expression of CD3, CD4, CD8 and CD20 in the peritumoral stroma of benign and malignant primary ovarian epithelial neoplasms and to relate them to prognostic factors (serum levels of tumor markers, histological type, lymph node involvement, response to chemotherapy, disease-free survival, staging, and degree of tumor differentiation) in ovarian cancer. PATIENTS AND METHODS: We evaluated 77 patients treated at the Pelvic Mass Outpatient Clinic of the Department of Gynecology and Obstetrics / Institute of Oncology Research (IPON) of the Federal University of Triângulo Mineiro. Immunohistochemistry study for cytokines (CD3, CD4, CD8 and CD20) was performed. The evaluation of prognostic factors was performed using the Fisher's exact test. The significancelevelwas less than 0.05. RESULTS: A higher CD3 expression was found in the stroma of primary ovarian malignancies when compared to the group of benign neoplasms, and greater expression of CD4 cells in the stroma of benign neoplasms compared to ovarian cancer. By correlating the expression of cytokines with prognostic factors, there was a greater expression of CD8 cells in the stromal ovarian malignancies with molecular subtype II of the model of epithelial ovarian carcinogenesis compared to type I. In the evaluation of lymph node metastases, the absence of immuno-labeling of CD20 cells was associated with the absence of lymph node metastases. CONCLUSION: The immune system plays a multifaceted role and can, in different contexts, promote or inhibit tumor growth. Increased immunostaining of CD3 is found in malignant neoplasms, while increased CD4 immunostaining is associated with benign ovarian neoplasms. CD8 immunostaining was greater in type II tumors, while the absence of CD20 immunostaining was associated with the absence of lymph node metastases.
Palavras-chave: Câncer de ovário.
Linfócitos tumor infiltrantes.
Fatores prognósticos.
Ovarian cancer.
Tumor-infiltrating lymphocytes.
Prognostic factors.
Área do CNPQ: Cancerologia
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: LIMA, Cid Almeida de. Avaliação de linfócitos no estroma peritumoral de neoplasias epitelais de ovário. 2019. 113f . Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2019 .
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 14-Jun-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Cid A de Lima.pdfTese Cid A de Lima4,07 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons