Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/917
Tipo: Dissertação
Título: Atitudes e conhecimento de enfermeiros de diferentes níveis assistenciais em relação à sexualidade do idoso
Título(s) alternativo(s): Attitudes and knowledge of nurses of different care levels regarding the sexuality of the elderly
Actitudes y conocimiento de enfermeros de diferentes niveles asistenciales en relación a la sexualidad del anciano
Autor: MALAQUIAS, Bruna Stephanie Sousa 
Primeiro orientador: SANTOS, Álvaro da Silva
Resumo: A sexualidade deve ser exercida ao longo de toda a vida e deve ser reconhecida como fator primordial à qualidade de vida. Dessa forma, a sexualidade do idoso torna-se parte importante da atuação profissional, como meio para substanciar o cuidado integral e holístico ao paciente. O presente estudo objetivou analisar a associação de variáveis sociodemográficas, ocupacionais e práticas do trabalho de enfermeiros de diferentes níveis assistenciais de um município de médio porte do interior de Minas Gerais sobre o conhecimento e as atitudes em relação à sexualidade do idoso. Trata-se de um estudo observacional, de corte transversal, de abordagem quantitativa, realizado com 221 enfermeiros de diferentes níveis assistenciais vinculados a instituições que prestam atendimento pelo SUS. Utilizaram-se 2 instrumentos, a escala ASKAS (Aging Sexual Knowledge And Attitudes Scale) e o questionário sociodemográficos, ocupacionais e de práticas do trabalho de enfermeiros em relação à sexualidade de idosos. A análise incluiu medidas descritivas, teste t Student correlação de Pearson e regressão linear múltipla (p <0,01). Houve prevalência do sexo feminino (81,9%); a maioria (74,2%) possuía especialização, atuava na assistência (67,9%), em nível de atenção terciária (57,9%). Do total, 86,0% afirmaram nunca ter participado de capacitações sobre a sexualidade do idoso, enquanto que 75,1% não aborda o tema sexualidade com idosos. A maioria dos enfermeiros, em sua prática de trabalho com idosos, não incentiva a realização de testes rápidos para HIV e Sífilis (65,6%). Observou bom conhecimento (média de 29,11) e atitude permissiva (média 12,00). Enfermeiros da Atenção Primária à Saúde apresentaram atitude, diante da sexualidade do idoso, significantemente mais positiva (p = 0,001) e houve relação estatisticamente significativa entre o conhecimento sobre a sexualidade dos idosos e a variável abordar a temática. O estudo revelou que enfermeiros não estão recebendo formação adequada sobre a sexualidade do idoso, não estão realizando orientações e abordagens da temática com idosos. Dessa forma, faz-se necessário o aumento de debates e treinamentos sobre a sexualidade do idoso, atentando-se para que os anseios dos profissionais em diferentes níveis assistenciais sejam atendidos, pois existem peculiaridades pertinentes à cada nível.
Resumo: Sexuality must be exercised throughout life and must be recognized as a prime factor in the quality of life. Thus, the sexuality of the elderly becomes an important part of the professional activity, as a means to substantiate the integral and holistic care to the patient. The present study aimed to analyze the association of sociodemographic, occupational and work practice variables of nurses from different care levels of a medium - sized municipality in the interior of Minas Gerais about the knowledge and attitudes regarding the sexuality of the elderly. This is an observational, cross-sectional, quantitative approach, conducted with 221 nurses of different levels of care linked to institutions that provide care through SUS. We used 2 instruments, the ASKAS (Aging Sexual Knowledge And Attitudes Scale) scale and the sociodemographic, occupational and nurses' work practices questionnaire regarding the sexuality of the elderly. The analysis included descriptive measures, Pearson Student's t-test and multiple linear regression (p <0.01). There was a prevalence of females (81.9%); the majority (74.2%) had specialization, was in care (67.9%), in tertiary care (57.9%). Of the total, 86.0% reported never having participated in training on the sexuality of the elderly, while 75.1% did not address the topic sexuality with the elderly. Most nurses, in their work practice with the elderly, do not encourage the rapid testing of HIV and Syphilis (65.6%). He observed good knowledge (average of 29.11) and permissive attitude (mean 12.00). Nurses from Primary Health Care presented a significantly more positive attitude towards older people's sexuality (p = 0.001) and there was a statistically significant relationship between the knowledge about the sexuality of the elderly and the variable approaching the theme. The study revealed that nurses are not receiving adequate training on the sexuality of the elderly, are not conducting guidelines and approaches to the subject in relation to the elderly. Thus, it is necessary to increase debates and training on the sexuality of the elderly, noting that the desires of professionals at different levels of care are taken care of, as there are peculiarities pertinent to each level.
La sexualidad debe ser ejercida a lo largo de toda la vida y debe ser reconocida como factor primordial a la calidad de vida. De esta forma, la sexualidad del anciano se convierte en una parte importante de la actuación profesional, como medio para sustanciar el cuidado integral y holístico al paciente. El presente estudio objetivó analizar la asociación de variables sociodemográficas, ocupacionales y prácticas del trabajo de enfermeros de diferentes niveles asistenciales de un municipio de mediano porte del interior de Minas Gerais sobre el conocimiento y las actitudes en relación a la sexualidad del anciano. Se trata de un estudio observacional, de corte transversal, de abordaje cuantitativo, realizado con 221 enfermeros de diferentes niveles asistenciales vinculados a instituciones que prestan atención por el SUS. Se utilizaron 2 instrumentos, la escala ASKAS (Aging Sexual Knowledge And Attitudes Scale) y el cuestionario sociodemográfico, ocupacional y de prácticas del trabajo de enfermeros en relación a la sexualidad de ancianos. El análisis incluyó medidas descriptivas, prueba t Student correlación de Pearson y regresión lineal múltiple (p <0,01). Se observó una prevalencia del sexo femenino (81,9%); la mayoría (74,2%) poseía especialización, actuaba en la asistencia (67,9%), a nivel de atención terciaria (57,9%). Del total, el 86,0% afirmó nunca haber participado en capacitaciones sobre la sexualidad del anciano, mientras que el 75,1% no aborda el tema sexualidad con ancianos. La mayoría de los enfermeros, en su práctica de trabajo con ancianos, no incentiva la realización de pruebas rápidas para el VIH y la sífilis (65,6%). Se observó buen conocimiento (promedio de 29,11) y actitud permisiva (media 12,00). Los enfermeros de la Atención Primaria a la Salud presentaron actitud ante la sexualidad del anciano, significantemente más positiva (p = 0,001) y hubo relación estadísticamente significativa entre el conocimiento sobre la sexualidad de los ancianos y la variable abordar la temática. El estudio reveló que enfermeros no están recibiendo formación adecuada sobre la sexualidad del anciano, no están realizando orientaciones y abordajes de la temática en relación al anciano. De esta forma, se hace necesario el aumento de debates y entrenamientos sobre la sexualidad del anciano, atentando-separa que los anhelos de los profesionales en diferentes niveles asistenciales sean atendidos, pues existen peculiaridades pertinentes a cada nivel.
Palavras-chave: Idoso.
Sexualidade.
Conhecimento.
Atitude.
Níveis de Atenção à Saúde.
Aged.
Sexuality.
Knowledge.
Attitude.
Health Care Level.
Anciano.
Sexualidad.
Conocimient.
Actitud.
Niveles de Atención de Salud.
Área do CNPQ: Enfermagem
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde
Citação: MALAQUIAS, Bruna Stephanie Sousa. Atitudes e conhecimento de enfermeiros de diferentes níveis assistenciais em relação à sexualidade do idoso. 2018. 100f. Dissertação (Mestrado em Atenção à Saúde) - Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 13-Dec-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Bruna S S Malaquias.pdfDissert Bruna S S Malaquias1,87 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons