Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/928
Tipo: Dissertação
Título: Análise do perfil de macrófagos peritoneais obtidos de camundongos com tumores de mama induzidos por células 4T1 submetidos à imunoterapia com células dendríticas
Autor: DIAS, Tauana Christina 
Primeiro orientador: MICHELIN, Márcia Antoniazi
Primeiro co-orientador: MURTA, Eddie Fernando Cândido
Resumo: O Instituto Nacional do Câncer (INCA) traz o câncer de mama como sendo o tipo de neoplasia que será o mais incidente entre as mulheres para o biênio de 2016-2017. O sistema imune possui uma importante capacidade em eliminar células neoplásicas enunciado como a vigilância imunológica, consiste em utilizar os mecanismos da imunidade inata e da imunidade adquirida. Através das células dendríticas juntamente com os macrófagos e monócitos configuram a primeira linha de defesa do organismo. Diante do seu importante papel frente aos tumores, as células dendríticas vêm sendo alvo importante nas pesquisas em imunoterapias. Os macrófagos por sua vez, importantes na vigilância imunológica, porem pouco estudados nas imunoterapias do câncer, são classificados em macrófagos do perfil M1, que podem expressar citocinas de combate ao tumor e os macrófagos do perfil M2 podem expressar algumas citocinas favoráveis ao tumor. Nesse sentido, o presente trabalho propõe analisar o lavado peritoneal de camundongos BALB/c, induzidos ao câncer de mama por células 4T1 e tratados com a vacina de células dendríticas. Foram utilizados 70 camundongos BALB/c, sendo 60 fêmeas e 10 de ambos os gêneros para extração de medula e confecção da vacina de células dendríticas, os animais foram divididos em quatro grupos com um n de 15 por grupo, foram os grupos, controle em que não recebeu nenhum tipo de tratamento, grupo tratado com vacina de células dendríticas, porém sem inoculação de tumor, grupo tumor em que os animais receberam a inoculação da linhagem tumoral 4T1, porém não receberam o tratamento com a vacina de células dendríticas e o grupo tumor tratado em que os animais receberam a inoculação das células de linhagem tumoral 4T1 e posterior tratamento com a vacina de células dendríticas. O lavado peritoneal foi analisado por citometria de fluxo através de marcação CD14 extracelular e intracelular para as citocinas IL-10, IL-12, IFN-γ, TNF-α, TGF-β, IL-4 e IL-17 e os fatores de transcrição, FOXP3, GATA3, RORγT e Tbet. Posteriormente foi desenvolvida a cultura do sobrenadante dos macrófagos peritoneais e mensurada a concentração das citocinas IL-10, IFN-γ, IL-12 e IL-14 pela técnica de ELISA. Os resultados demonstraram que a vacina de célula dendríticas foi capaz de modular o sistema imune desenvolvendo uma resposta antitumoral e de combate ao tumor, com a diminuição da concentração das citocinas pró inflamatórias (IL-12, IL-17, IFN- γ, TNFα), e de citocinas anti-inflamatórias e pró tumorais (IL-10, IL-4, TGF-β), também se verificou a expressão dos fatores de transcrição podem ser expressos nos macrófagos em todos os grupos experimentais, e possuem a menor expressão no grupo tumor tratado, quando comparado com o grupo tumor. Conclui-se que a vacina de células dendríticas direciona o sistema imune ao combate ao câncer, o qual demonstra uma diminuição da expressão de citocinas pró-inflamatórias, diminuindo sistemicamente a inflamação crônica e citocinas pró-tumorais, demonstrando a efetividade e a ação da imunoterapia com células dendríticas.
Resumo: The National Cancer Institute (INCA) brings breast cancer as the type of neoplasm that will be the most incident among women for the 2016-2017 biennium. The immune system has an important ability to eliminate neoplastic cells enunciated as immune surveillance, is to use the mechanisms of innate immunity and acquired immunity. Through the dendritic cells along with the macrophages and monocytes they form the first line of defense of the organism. In view of their important role in the face of tumors, dendritic cells have been an important target in immunotherapies research. Macrophages, important in immune surveillance but poorly studied in cancer immunotherapies, are classified into macrophages of the M1 profile, which may express tumor-fighting cytokines and macrophages of the M2 profile may express some tumor-favoring cytokines. In this sense, the present work proposes to analyze the peritoneal lavage of BALB / C mice, induced to breast cancer by 4T1 cells and treated with the dendritic cell vaccine. We used 70 BALB / c mice, 60 females and 10 of both genera for spinal cord extraction and dendritic cell vaccine preparation, the animals were divided into four groups with a n of 15 per group; who received no type of treatment, a group treated with dendritic cell vaccine, but without tumor inoculation, a tumor group in which the animals received the inoculation of the 4T1 tumor line, but did not receive treatment with the dendritic cell vaccine and the group treated tumor in which the animals received the inoculation of 4T1 tumor cell lines and subsequent treatment with the dendritic cell vaccine. The peritoneal lavage was analyzed by flow cytometry through extracellular and intracellular CD14 labeling for IL-10, IL-12, IFN-gamma, TNF-alpha, TGF-beta, IL-4 and IL-17 cytokines and the transcription, FOXP3, GATA3, ROR-gamma T and Tbet. Subsequently, culture of the supernatant of the peritoneal macrophages was performed and the concentration of IL-10, IFN-γ, IL-12 and IL-14 cytokines was measured by the ELISA technique. The results demonstrated that the dendritic cell vaccine was able to modulate the immune system by developing an antitumor and tumor-fighting response with a decrease in the concentration of pro-inflammatory cytokines (IL-12, IL-17, IFN-gamma, TNF- alpha) and anti-inflammatory and pro-tumor cytokines (IL-10, IL-4, TGF-beta), the expression of transcription factors can also be expressed in macrophages in all experimental groups, and have the lowest expression in the treated tumor group, when compared to the tumor group. It is concluded that the dendritic cell vaccine directs the immune system to combat cancer, which demonstrates a decrease in the expression of pro-inflammatory cytokines, systematically decreasing chronic inflammation and pro-tumor cytokines, demonstrating the effectiveness and action of immunotherapy with dendritic cells.
Palavras-chave: Células dendríticas.
Imunoterapia.
Macrófagos.
Câncer de mama.
4T1.
Dendritic cells.
Immunotherapy.
Macrophages.
Breast cancer.
4T1.
Área do CNPQ: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: DIAS, Tauana Christina. Análise do perfil de macrófagos peritoneais obtidos de camundongos com tumores de mama induzidos por células 4T1 submetidos à imunoterapia com células dendríticas. 2017. 66f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2017 .
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 25-Aug-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Tauana C Dias.pdfDissert Tauana C Dias2,23 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons