Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/211
Tipo: Dissertação
Título: Curso temporal da função e marcadores de dano tecidual musculares após partida de rugby
Autor: SILVA, Rodrigo Barboza da 
Primeiro orientador: MOTA, Gustavo Ribeiro da
Resumo: O jogo de rugby union exige que o praticante execute ações motoras variadas de alta intensidade e de contato, que resultam em dano tecidual e redução da função muscular por horas ou até mesmo por dias após a partida. O conhecimento do processo de recuperação torna-se importante para o reestabelecimento das condições físicas e planejamento do treinamento, pois um indivíduo não recuperado está mais propenso a lesões e ter o rendimento atlético abaixo do esperado. O objetivo deste estudo foi avaliar tempo de recuperação e a associação entre marcadores sanguíneos de dano tecidual e da função muscular após jogo de rugby. Participaram da pesquisa 14 atletas de rugby union de nível amador. Creatina quinase (CK), lactato desidrogenase (LDH), tempo de corrida de 10 e 30 m (T10 e T30), tempo no teste L de agilidade (TL) foram medidos em repouso (pré jogo) e em outros cinco momentos (0, 24, 48, 72, 96 h) após um jogo do Campeonato Mineiro de Rugby. Para analisar a resposta temporal das variáveis foi utilizado o teste Anova One Way e quando necessário o teste post-hoc de Tukey (p<0,05). Para verificar a correlação entre dano muscular e aspectos de desempenho, foi utilizado o teste de correlação de Pearson. CK aumentou 305,8 % 24 h pós jogo (P<0,05) e retornou aos níveis basais 72 h pós jogo. LDH aumentou 33,6 % 0 h pós jogo (P<0,05), retornando aos valores pré jogo em 24 h. T10 elevou 11,4 % 0 h pós jogo (P<0,05) e após 72 h teve tendência de retorno aos valores pré jogo. T30 aumentou 6 % 0 h pós jogo (P<0,05) e retornou aos valores basais 24 h pós jogo. TL aumentou 16,1 % 24 h pós jogo (P<0,05) e se manteve elevado por pelo menos 96h pós jogo. Não houve correlação entre variáveis bioquímicas e de desempenho nos momentos avaliados, sugerindo que o declínio na função muscular não se deve somente ao dano muscular. Os resultados deste estudo sugerem que uma partida de rugby union provoca dano tecidual considerável nos jogadores, diminui o rendimento das capacidades físicas analisadas e estas, por sua vez, apresentam distintos tempos de recuperação.
Resumo: Rugby union match requires performing various high intensity motor actions and contact, resulting in tissue damage and reduced muscle function for hours or even days after the match. The knowledge of the recovery process is important for the physical reestablishment and training periodization, because when an individual is not recovered he is more prone to injury and have athletic performance below expected. The aim of this study was to evaluate the recovery time of blood markers of tissue damage and markers of muscle function, after rugby match, using specific rugby tests. The study included 14 amateur athletes from a rugby union team. Blood creatine kinase and lactate dehydrogenase (CK, LDH), acceleration, speed and agility time (T10, T30, TL) were measured at rest (Pre) and five other moments (0, 24, 48, 72, 96 h) after a game of Rugby State Championship. To verify temporal response of variables, One Way Anova test was used, and when necessary the post-hoc Tukey test (p <0.05). To verify the correlation between muscle damage and performance aspects, the Pearson correlation test was used. CK increased by 305.8% 24 h post-match (P <0.05) compared to the pre-game, normalizing at 72 h post-game. LDH increased 33.6% 0 h post-match (P <0.05), returning to pre-match values in 24 h. T10 increased 11.4% 0 h post-match (P <0.05), after 72 h showed a tendency to return to pre-match values. T30 increased 6% 0 h post-match (P <0.05) and returned to baseline 24 h post-match. TL increased by 16.1% 24 h post-game (P <0.05) and remained elevated for at least 96h post-match. There was no correlation between biochemical and performance variables on any of the evaluated times, suggesting that the decline in muscle function is not only due to muscle damage. The results of this study suggest that a game of rugby union causes significant tissue damage on players, decreases the performance of the assessed physical tests and the investigated physical abilities have different recovery times.
Palavras-chave: Recuperação de Função Fisiológica
Desempenho Atlético
Creatina Quinase
Rugbi
Recovery of Function
Athletic Performance
Creatine Kinase
Rugby
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: SILVA, Rodrigo Barboza da. Curso temporal da função e marcadores de dano tecidual musculares após partida de rugby. 2013. 53 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 16-Dec-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Rodrigo B Silva.pdfDissert Rodrigo B Silva766,36 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons