Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/236
Tipo: Dissertação
Título: Fatores associados ao comportamento sedentário em adolescentes: uma análise do estudo de 'Avaliação de Comportamentos em Saúde e Estilo de Vida dos Adolescentes em Uberaba - ACtVU'
Autor: LOURENÇO, Camilo Luis Monteiro 
Primeiro orientador: SASAKI, Jeffer Eidi
Resumo: O comportamento sedentário (CS) tem sido encarado como importante fator de risco modificável para doenças cardiovasculares. Com avanço tecnológico, adolescentes têm despendido elevado tempo frente à TV, a jogar videogame e a usar computador. Identificar os fatores associados, em especial os modificáveis, é primordial para proposição, elaboração e execução de intervenções de sucesso. Tempo de tela (TT) tem sido empregado como estimativa válida para avaliar tempo em CS entre adolescentes, no entanto, pouco se sabe sobre a relação das novas tecnologias de mídia portáteis (NTMP) e o TT. Este estudo objetiva a) testar a validade e reprodutibilidade do questionário de Tecnologias Portáteis e Internet Móvel (Tecno-Q) em adolescentes brasileiros; b) determinar a prevalência do CS e analisar os fatores associados entre adolescentes; e c) testar a correlação entre o TT e o uso de tecnologias de mídia portáteis. Quatro etapas foram empregadas para validar o Tecno-Q: construção do questionário; validade de face e conteúdo; clareza do instrumento; reprodutibilidade. Para o segundo objetivo foi desenvolvido um estudo epidemiológico de base escolar e amostra representativa de adolescentes (14-19 anos; escolas públicas e particulares de Uberaba, MG). Amostra alcançada: 1.009 adolescentes. Adolescentes responderam a dois questionários: o Questionário COMPAC e o Tecno-Q. O CS foi classificado a partir do TT (a assistir TV, a jogar videogame e/ou a usar computador) ≥ 2 h/dia. A medida de associação foi a regressão logística binária hierárquica (OR). Empregou-se o coeficiente de correlação de Pearson para testar correlação entre o TT e uso das NTMP. Significância p < 0,05. O Tecno-Q obteve 93% para face, 81% para conteúdo, 95% para clareza. Reprodutibilidade do Tecno-Q: questões qualitativas: Kappa: 0,77 a 1,00; p < 0,01); questões quantitativas discretas: CCI: 0,94 a 0,98; questões quantitativas contínuas: vieses do Bland-Altman: -1,93 a 61,12 minutos/dia. Prevalência do CS foi 81,6% (IC95%: 78,8 - 84,4), maior entre os rapazes (84,9%; IC95%: 82,6 - 87,2) que em moças (78,6%; IC95%: 75,9 - 81,3, p = 0,018). Os rapazes (OR = 1,78; IC95%: 1,23 - 2,56), os do 1º ano (OR = 1,89; IC95%: 1,22 - 2,94), do 2º ano (OR = 1,97; IC95%: 1,22 - 3,17), os sem estágio/trabalho (OR = 2,23; IC95%: 1,54 - 3,23) e com menor consumo de frutas (OR = 1,43; IC95%: 1,01 - 2,14) apresentaram maiores chance de exposição ao CS. Houve correlação entre TT e NTMP para rapazes, r = 0,13 a 0,50; e moças, r = 0,27 a 0,37. Tecno-Q apresentou propriedades psicométricas satisfatórias para validade, reprodutibilidade e aplicação. A prevalência do CS foi alta em ambos os sexos. Os adolescentes identificados com maior exposição ao CS representam grupos para intervenções que objetivem a redução do entretenimento sedentário baseado em tela.
Resumo: Sedentary behavior (SB) has been considered an important modifiable risk factor for cardiovascular disease. With technological advancement, teenagers have spent considerable time in sedentary activities such as watching TV, playing video games and using the computer. Identifying associated factors, especially those that are modifiable, is paramount to proposing, designing and implementing successful interventions. Screen time (ST) has been used as a valid estimate to assess the time spent in SB among adolescents, however, little is known about the relationship of new portable media technologies (NPMT) and ST. Thus, this study aims a) to test the validity and reliability of the questionnaire Portable and Mobile Internet Technologies (Tecno-Q) in Brazilian adolescents; b) to determine the prevalence of ST and analyze its associated factors among adolescents; and c) to test the correlation between ST and the use of NPMT. Four steps were employed to validate the Techno-Q: development of the questionnaire; face validity and content; instrument clarity; reliability. For the second goal,1,009 school-age adolescents (14-19 years) volunteered to participate in the study. Participants answered two questionnaires: the COMPAC and Tecno-Q questionnaires. CS was classified from the ST (watching TV, playing video games and/or computer use) ≥ 2 h / day. Hierarchical binary logistic regression (OR) was employed for identifying factors associated with screen time. The Pearson correlation coefficient was used to test correlation between ST and use of NPMT. Tecno-Q scores for face validity, content validity, and clarity were 93%, 81%, and 95%. Kappa values ranged from 0.77 to 1.00; (p <0.01) for reliability of qualitative questions, while intraclass correlation coefficient values ranged from 0.94 to 0.98 for quantitative discrete questions. Bland-Altman measurement bias (continuous variables) of the Tecno-Q ranged from -1.93 to 61.12 minutes/day. In relation to the second aim of the study, SB prevalence was 81.6% (95% CI: 78.8 to 84.4), being higher among boys (84.9%; 95% CI: 82.6 to 87.2) than in girls (78.6%; 95% CI: 75.9 to 81.3, p = 0.018). OR for excessive ST were higher among boys (OR = 1.78; 95% CI: 1.23 to 2.56) compared to girls. Those in the 1st year and 2nd year also presented higher odds for excessive ST (OR = 1.89; 95% CI: 1.22 to 2.94 and OR = 1.97; 95% CI: 1.22 to 3.17) than those adolescents in the 3rd year. In addition, adolescents not doing an internship/work and those who with a lower fruit intake were less likely to present with excessive ST compared to those who had a job/internship (OR = 2.23; 95% CI: 1.54 to 3.23) and those who had a higher fruit intake (OR = 1, 43; 95% CI: 1.01 to 2.14). The correlations between ST and NTMP for boys ranged from r = 0.13 to 0.50; and for girls from r =.27 to .37. Tecno-Q showed satisfactory psychometric properties for validity, reliability and application. The prevalence of CS was high in both sexes. The adolescents identified with greater exposure to CS represent groups for interventions that aim at reducing sedentary entertainment based on screen time.
Palavras-chave: Comportamento do adolescente
Metodologia
Inquéritos Epidemiológicos
Estilo de vida sedentário
Atividade Motora
Saúde do adolescente
Epidemiologia
Adolescent behavior
Methodology
Health Surveys
Sedentary lifestyle
Motor activity
Adolescent health
Epidemiology
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: LOURENÇO, Camilo Luis Monteiro. Fatores associados ao comportamento sedentário em adolescentes: uma análise do estudo de 'Avaliação de Comportamentos em Saúde e Estilo de Vida dos Adolescentes em Uberaba - ACtVU'. 2016. 108f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 25-Feb-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Camilo L M Lourenco.pdfDissert Camilo L M Lourenco2,47 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons