Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/493
Tipo: Tese
Título: Avaliação comparativa do perfil imunológico, da função pulmonar e da força muscular respiratória em mulheres submetidas a colecistectomia laparoscópica convencional e por portal único
Autor: BORGES, Marisa de Carvalho 
Primeiro orientador: CREMA, Eduardo
Resumo: Introdução: A colecistectomia laparoscópica tornou-se a intervenção cirúrgica padrão para doentes com patologia benigna da vesícula biliar e o portal-único com a realização de uma única incisão umbilical tornou-se uma importante inovação dessa técnica. Procedimentos cirúrgicos podem desencadear a expressão de citocinas pró ou anti-inflamatórias e alterar a função pulmonar e a força muscular respiratória comprometendo a recuperação do paciente. Objetivos: Avaliar a expressão das citocinas (TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-17, IL-4) da função pulmonar (CVF, VEF1 e VEF1/CVF%) e da força muscular respiratória (PImáx e da PEmáx) antes e após a Colecistectomia Laparoscópica Convencional e por Portal Único. Casuística e Métodos: Participaram deste estudo 40 mulheres com colelitíase sintomática com idade entre 18 e 70 anos. As pacientes foram divididas em 2 grupos: 21 pacientes foram submetidas a Colecistectomia Laparoscopica Convencional e 19 pacientes foram submetidas a Colecistectomia por Portal Único. As amostras de sangue foram coletadas de todas as pacientes, no pré- operatório e após 24 horas dos procedimentos cirúrgicos, estando os pacientes em jejum noturno de 12 horas. O sangue imediatamente coletado foi centrifugado a 5000 RPM e o sobrenadante aspirado e acondicionados em tubos plásticos de 1,5 ml estéril, sendo estocados à - 70°C. As citocinas TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-17e IL-4, presentes no plasma foram quantificadas pelo método de ELISA. Para a avaliação da função pulmonar, foi realizada a espirometria em dois momentos: antes e após 24 horas dos procedimentos cirúrgicos. Os parâmetros avaliados neste estudo foram: Capacidade vital forçada (CVF) e Volume expiratório forçado no primeiro Segundo (VEF1) e a relação VEF1/CVF %. A avaliação da força muscular respiratória, baseou-se na medida das pressões respiratórias máximas: Pressão Inspiratória Máxima (PImáx) e Pressão Expiratória Máxima (PEmáx), obtidas pela leitura feita em um manovacuômetro, graduado de –300 + 300 cmH20 e realizadas em três momentos: antes e após 24 horas e 48 horas dos procedimentos cirúrgicos. Resultados: A avaliação da resposta imune não mostrou significância estatística na expressão das citocinas IFN-γ e IL-1β na comparação entre os grupos e tempos analisados. A IL-17 apresentou expressão significativa no pós-operatório em relação ao pré-operatório no grupo submetido a Colecistectomia Laparoscopica por Portal Único. Em relação às citocinas TNF-α e IL-4 não foram detectáveis níveis significativos em nenhum dos grupos ou tempos analisados. Quanto a função pulmonar os resultados obtidos mostraram queda maior dos valores da CVF e da VEF1 no grupo de pacientes submetidas a Colecistectomia Laparoscopica Convencional. O tabagismo certamente contribuiu para o distúrbio ventilatório restritivo leve observado no pós-operatório do grupo submetido a Colecistectomia Laparoscopica por Portal Único. Quanto a força muscular respiratória, os resultados obtidos mostraram queda da PImáx e da PEmáx após 24 horas do procedimento cirúrgico, sendo observado recuperação mais precoce dessas pressões após 48h do procedimento cirúrgico no grupo submetido a Colecistectomia Laparoscopica por Portal Único. Conclusões: A expressão aumentada da pró-inflamatória IL-17A do pré para o pós-operatório no grupo submetido a Colecistectomia Laparoscopica por Portal Único pode indicar o papel importante dessa citocina no reparo tecidual. Apesar da ferida cirúrgica ser menor nesse procedimento, colisões intra e extra-abdominais dos instrumentais, ponto de entrada comum dos equipamentos e consequente aumento das manipulações viscerais podem ter contribuído para os níveis aumentados dessa citocina. Quanto a função pulmonar e a força muscular respiratória o grupo submetido a Colecistectomia Laparoscopica por Portal Único apresentou recuperação mais satisfatória dos parâmetros avaliados, com menor comprometimento dos volumes e capacidades pulmonares.
Resumo: Introduction: Laparoscopic cholecystectomy has become the standard surgical procedure for patients with benign gallstone diseases and the single-port approach through one umbilical incision is a technical option. Surgical procedures can induce the expression of pro- and anti-inflammatory cytokines and can alter lung function and respiratory muscle strength, thus compromising recovery of the patient. Objectives: To evaluate the expression of cytokines (TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-17, IL-4), lung function (FVC, FEV1 and FEV1/FVC %) and respiratory muscle strength (PImax and PEmax) before and after conventional and single-port laparoscopic cholecystectomy. Patients and Methods: Forty women with symptomatic cholelithiasis, ranging in age from 18 to 70 years, participated in the study. The patients were divided into two groups: 21 patients submitted to conventional laparoscopic cholecystectomy and 19 patients submitted to single-port laparoscopic cholecystectomy. Blood samples were collected from all patients before and 24 h after the surgical procedures after a 12-h overnight fast. The sample was centrifuged immediately at 5,000 rpm and the supernatant was aspirated and stored in 1.5-ml sterile plastic tubes at -70°C. Plasma levels of TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-17 and IL-4 were quantified by ELISA. Spirometry was performed for the evaluation of lung function at two time points: before and 24 h after the surgical procedures. The following parameters were evaluated: forced vital capacity (FVC), forced expiratory volume in the first second (FEV1), and FEV1/FVC % ratio. Respiratory muscle strength was evaluated by the measurement of maximum respiratory pressures: maximum inspiratory pressure (PImax) and maximum expiratory pressure (PEmax). These pressures were measured wit a manovacuometer (-300 to +300 cmH2O) at three time points: before and 24 and 48 h after the surgical procedures. Results: Evaluation of the immune response showed no significant difference in IFN-γ or IL-1β levels between groups and time points. Significantly higher expression of IL-17 was observed after surgery in the group undergoing single-port laparoscopic cholecystectomy. Serum TNF-α and IL-4 levels were below the detection level (10 pg/ml) in the two groups and at the time points analyzed. With respect to lung function, the results showed a greater reduction in FVC and FEV1 in patients undergoing conventional laparoscopic cholecystectomy. There was no significant difference in FEV1/FVC(%) between the groups or time points studied. Analysis of respiratory muscle strength showed a greater reduction in PImax and PEmax after 24 h in the group undergoing conventional laparoscopic cholecystectomy. Conclusions: Increased postoperative expression of IL-17A in patients submitted to single-port laparoscopic cholecystectomy suggests an important role of this cytokine in tissue repair and in the induction of inflammation. The recovery of lung volumes and respiratory muscle strength occurred earlier in the group submitted to single-port laparoscopic cholecystectomy.
Palavras-chave: Cirurgia.
Laparoscopia
Citocinas.
Medidas de volume pulmonar.
Força muscular.
Teste da função respiratória.
Surgery.
Laparoscopy.
Citokines.
Lung volume measurements.
Musccle Strengh.
Respiratory Function Tests.
Área do CNPQ: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: BORGES, Marisa de Carvalho. Avaliação comparativa do perfil imunológico, da função pulmonar e da força muscular respiratória em mulheres submetidas a colecistectomia laparoscópica convencional e por portal único. 2014. 148f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 5-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Marisa C Borges.pdfTese Marisa C Borges5,33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons