Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/533
Tipo: Dissertação
Título: Corpo criança que dança, corporeidade que vive
Autor: TANNUS, Fernanda Machain Silva 
Primeiro orientador: MOREIRA, Wagner Wey
Resumo: A dança é uma arte derivada da própria vida, um modo de existência, uma das mais antigas artes e conhecimento atrelado historicamente à Educação Física que permanece até os dias atuais se reinventando e atuando na educação, na terapia, no lazer, no rendimento e na arte. O corpo que dança é um corpo construído, trabalhado, elaborado, sentido, significado e expressivo, que vive e experimenta o movimento em um espaço e tempo únicos. Quando este corpo dança se relaciona com o seu próprio mundo e o ambiente ao seu redor criando conexões que mediante a utilização de movimentos e gestos, adequados a ritmos sentidos e ligados as suas experiências, constroem a sua corporeidade. A corporeidade possuí um papel importante na educação através da dança, pois atribuí a ela o caráter de formação integral do corpo criança, permitindo que a criança viva corporalmente o movimento de forma crítica e sensível. O objetivo desta pesquisa foi de investigar se o corpo criança que dança vivencia a corporeidade e como ela se explicita nas diferentes instituições de ensino de dança formal e não-formal na cidade de Uberaba-MG. O presente estudo é de caráter descritivo com abordagem qualitativa, sendo a coleta de dados realizada por meio da observação e a utilização de um diário de campo, as anotações foram analisadas através da análise qualitativa do fenômeno situado. A construção dos resultados originou-se dos três momentos da técnica de pesquisa, a descrição, a redução e a compreensão e foram organizados nas questões sobre: as interações aluno/professor - no qual ficou presente a relação de trocas entre alunos e professor, assim como também o aparecimento da cópia e da imitação por parte dos alunos; as relações entre o espaço, elementos da dança e o corpo criança - o espaço interferiu de forma presente nas manifestações das crianças, assim como também a vestimenta e a música; a expressividade nos gestos e movimentos dançados e brincados - o movimento apresentou um fator primordial manifestado pelas crianças para se comunicarem durante a dança ou não, a corporeidade e o corpo criança que dança - as crianças se transcendem durante as aulas de dança, são a corporeidade viva expressa nas suas individualidades, nas suas brincadeiras e no seu ato de dançar, nas histórias de vida, nas diferenças, dentre outros. Analisar as aulas de dança sob a ótica da criança permitiu olhar para o fenômeno sobre sua perspectiva, desnudando e compreendendo-o tal como a criança o concebe, por isso as manifestações foram tão ricas de sentidos e corresponderam com os pressupostos do corpo na dança. A corporeidade esteve presente, nos sorrisos, nas participações, nos questionamentos, nos movimentos dançados e nos gestos, não apresentando muitas diferenças entre as instituições de ensino, exceto para as relações aluno/professor e espaço físico. Amplas são as relações, discussões e possiblidades do corpo criança em contato com a dança. Ricas são as manifestações sobre o fenômeno que se transforma, recria e ressignifica a todo o momento.
Resumo: Dance is an art that comes from life itself, a way of existence, one of the oldest arts and knowledge historically linked to Physical Education that remains until the current days, reinventing and acting in education, therapy, leisure, performance and art. The dancing body is a built, worked, elaborated, meaningful and expressive body which lives and experiences the movement in a unique space and time. When this body dances, it relates to its own world and the environment around it, creating connections that through the use of movements and gestures, suitable to the rhythms felt and linked to their experiences, they build its corporeality. Corporeity has an important role in education through the dance, because it is attributed to it the character of the child’s body integral formation, providing that the child feels the movement bodily in a critical and sensitive way. The objective of this research was to investigate whether the child’s body that dances experiences the corporeality and how it is made explicit in the different formal and non-formal dance teaching institutions in the city of Uberaba-MG. The present study has a descriptive character with a qualitative approach. The data collection was made through the observation and the use of a field journal, and the notes were analyzed via qualitative analysis of the phenomena situated. The results construction was originated from the three moments of the research technique, the description, reduction and understanding, and they were organized in questions on: student/teacher interactions – in which the relation between students and teacher, as well as the students in imitation of the teacher; the relations between space, dance elements and the child’s body – space has interfered in the children’s manifestations, and it also established the characteristics of the classes and the students, as well as clothing and music; expressiveness in gestures and movements danced and played – a primordial factor was presented over the movement, manifested by the children in order to communicate during the dance or not; the corporeality and the child’s body that dances – the children transcends themselves during the dance classes, they are the alive corporeity expressed in their individualities, games, act of dancing, stories of life, differences, among other things. Analyzing the dance classes from the child’s perspective allowed looking at the phenomenon about its point of view, going deeper as the child conceives it, therefore the manifestations were so rich of meanings and they corresponded the premises of the body in the dance. The corporeity was present in the kids’ smiles, participations, questionings, danced movements and gestures and it did not show many differences among the educational institutions, except towards student/teacher relations and physical space. The relations, discussions and possibilities of the child’s body in contact with dance are wide. The manifestations about the phenomenon that transforms, recreates and resignifies in every moment are rich.
Palavras-chave: Dança.
Corpo Criança.
Educação.
Corporeidade.
Dance.
Child’s body.
Education.
Corporeity.
Área do CNPQ: Educação Física
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Instituto de Ciências da Saúde - ICS::Curso de Graduação em Educação Física
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citação: TANNUS, Fernanda Machain Silva. Corpo criança que dança, corporeidade que vive. 2018. 250f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 22-Feb-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Fernanda M S Tannus.pdfDissert Fernanda M S Tannus1,63 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons