Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/797
Tipo: Dissertação
Título: Da institucionalização à adoção: escuta ativa de crianças em situação de acolhimento
Autor: ROCHA, Isabela Silva 
Primeiro orientador: HUEB, Martha Franco Diniz
Resumo: A escuta de crianças é assunto de grande relevância, principalmente no contexto do acolhimento institucional e na preparação para o processo adotivo. Diante disso, o objetivo dessa Dissertação foi compreender a transição da institucionalização para a adoção a partir do olhar da própria criança e a escuta dessas na perspectiva dos profissionais de instituições de acolhimento. Realizaram-se dois estudos empíricos, descritivos, de corte transversal, abordagem qualitativa e que utilizaram a metodologia do estudo de caso coletivo. O Estudo 1 teve por objetivo identificar sentimentos e expectativas que crianças em acolhimento, já destituídas do poder familiar e com o processo de adoção em andamento, atribuem à transição da institucionalização para a adoção. Participaram desse estudo cinco crianças, uma vez que se esgotou o campo da pesquisa. A coleta de dados teve início com uma consulta ao Plano Individual de Atendimento, relatório que possibilitou conhecer a respeito da história de vida dos participantes. Posteriormente, foram realizados dois encontros, sendo o primeiro uma Sessão Lúdica e no segundo valeu-se do procedimento Desenho-Estória Temático, com quatro temas específicos: Desenhe o que uma criança gosta de fazer na instituição de acolhimento até ser adotada; Desenhe uma criança que está esperando por adoção; Desenhe o que você acha que sente uma criança que está vivendo na instituição, longe da família de origem; Desenhe como seria a família que você gostaria de ter. Os dados obtidos com a Sessão Lúdica e Desenho-Estória com Tema foram analisados e interpretados segundo o método da livre inspeção do material a partir do processo compreensivo, sustentados na psicanálise winnicottiana. Destacou-se a relevância da escuta ativa com crianças institucionalizadas, que estão à espera da adoção, como forma de viabilizar-lhes a expressão de sentimentos e ansiedades e possibilitar-lhes uma melhor transição para a família substituta. O Estudo 2 objetivou compreender o trabalho de profissionais de uma instituição de acolhimento, principalmente, no que se refere à realização da escuta das crianças. Dessa forma, dez profissionais responderam a uma entrevista aberta, mediada pela apresentação de uma figura que foi acompanhada pela seguinte solicitação: “Olhando esta figura, fale a respeito de como é trabalhar em uma instituição de acolhimento e escutar o que as crianças procuram lhe dizer”. Na sequência também foi realizada uma entrevista semiestruturada, com o objetivo de acessar dados sociodemográficos, informações a respeito da rotina e demais aspectos relacionados ao trabalho dos participantes, enfatizando a escuta das crianças por parte desses. Os dados foram analisados de forma descritivo-interpretativa, consonante ao método das Narrativas Psicanalíticas. Os resultados deram visibilidade à necessidade de políticas públicas voltadas para a formação continuada, reconhecimento e valorização dos profissionais a fim de que possam atender de forma mais efetiva o melhor interesse das crianças que estão institucionalizadas para que essas fiquem livres de possíveis preconceitos, tendo assegurados e respeitados os seus direitos civis, sociais e culturais.
Resumo: Listening to children is a matter of great importance, especially in the context of institutional reception and preparation for the adoption process. Therefore, the purpose of this work was to understand the transition from institutionalization to adoption from the perspective of the child itself and the listening of children from the perspective of the professionals of the host institutions. Two empirical studies, descriptive, cross-sectional, qualitative approach were carried out, using the methodology of the collective case study. Study 1 aimed to identify feelings and expectations that institutionalized children, already deprived of family power and with the ongoing adoption process, attribute to the transition from institutionalization to adoption. Five children participated in this study, once that the field of research has exhausted. The data collection began with a consultation to the Individual Plan of Attendance, a report that made it possible to know about the participants life history. Afterwards, two meetings were held, the first one was a playful session and the second was made use of the Thematic Story-Design procedure, with four specific themes: Draw what a child likes to do in the host institution until adopted; Draw a child who is waiting for adoption; Draw what you think a child who is living in the institution feels, away from the family of origin; Draw how would be a family you would like to have. The obtained data from the Play Session and Theme-Story Design were analyzed and interpreted according to the method of free inspection of the material from the comprehension process, sustained in the winnicottian psychoanalysis. The importance of active listening with institutionalized children, who are waiting for adoption, was highlighted as a way to enable them to express their feelings and anxieties and to enable them to make a better transition to the surrogate family. The second study aimed to understand the work of professionals from a host institution, especially regarding the performance of listening to children. Thus, ten professionals responded to an open interview, mediated by the presentation of a figure that was accompanied by the following request: "Looking at this figure, talk about what it is like to work in a host institution and listen to what children are trying to tell you ". A semistructured interview was also conducted, with the purpose of accessing sociodemographic data, information about the routine and other aspects related to the work of the participants, emphasizing the listening of the children by them. The data were analyzed in a descriptive-interpretative manner, consonant with the method of Psychoanalytic Narratives. The results gave visibility to the need for public policies aimed at the continuous training, recognition and valorization of professionals so that they can more effectively serve the best interests of children who are institutionalized so that they are free of possible prejudices, having been assured and respected their civil, social and cultural rights.
Palavras-chave: Institucionalização.
Criança acolhida.
Adoção.
Cuidadores.
Escuta ativa.
Institutionalization.
Child foster.
Adoption.
Caregivers.
Active listening.
Área do CNPQ: Psicologia
Idioma: por
País: Brasil
Editora / Evento / Instituição: Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Sigla da instituição: UFTM
Departamento: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citação: ROCHA, Isabela Silva. Da institucionalização à adoção: escuta ativa de crianças em situação de acolhimento. 2018. 113f . Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018 .
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Data do documento: 31-Jul-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Isabela S Rocha.pdfDissert Isabela S Rocha1,84 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons